Blog 2.0

Um trem ao entardecer

3541687927?profile=original

 

Toda a experiência de viver,

tudo o que aprendi,

foi-se como um trem

ao entardecer.

Fiquei na estação, perplexo

como um prato lambido,

a pensar nos problemas,

equações, teoremas,

que, na vida, assimilei

e escorreram pelas malhas

da peneira que me inventei.

Toda a geografia

e histórias decoradas,

todas as viagens

reais ou só sonhadas,

que empreendi,

nunca saíram dos compêndios

ou dos mapas

e, sei hoje, nada entendi.

Todas as montagens

complexas que estudei,

todos os efeitos

corona que evitei,

as ondas harmônicas,

os diagramas austeníticos,

o cálculo da variação

do estado das catenárias,

pensei que fosse uma orquestra

e a sinfonia acabou...

 

Com todos os testes de fadiga,

os radares implantados,

com a proteção da freqüência

e todos os sistemas integrados,

achei que tinha feito uma aeronave

que, na queda,

ao meu sonho se juntou.

 

Rio de Janeiro 25/08/1998

 

Imagem obtida na internet

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Comentários

  • DIAMANTE BABPEAPAZ

    Um trem ao entardecer repassa profunda maturidade.

    beijo

  • PRATA BABPEAPAZ
    Comovente e saudosista "ao entardecer".....................
  • rosa-na-mao-aplausos-rosa-cuidados_3263466.jpgExtraordinário poema!

    Rico em imagens,conteúdo, pensamento, reflexão, mensagem!

    Agradável e artisticamente estruturado.

    A vida é uma aprendizagem permanente e o interrogarmo-nos sobre o que aprendemos e o sentirmos a necessidade de sabermos cada vez mais é inerente à nossa razão de ser.

    Gostei imenso...

    Parabéns!

    ZCH

     

  • DIAMANTE BABPEAPAZ

    Todo aprendizado é sempre válido. Pode acontecer de pensamentos, vez ou outra, deixarem alguma dúvida, mas é só por alguns instantes.

    Bjsss

  • TOP BABPEAPAZ
    Imponente!
  • PRATA BABPEAPAZ
    Também já me fiz perguntas semelhantes. O que fazer agora? penso que o que importa é aquilo que ficou, que assimilamos, de amor, amizade e bem! Isso é o que fica retido para sempre. Belo poema! Beijossssssss
  • DIAMANTE BABPEAPAZ

    Teu poema é denso e não menos belo. Confesso-te que às vezes sinto-me afogar no pouco conhecimento adquirido... mas renasço às letras que se agarraram aos barcos salva-vidas. E a vida continua, intensa. Beijossssssssss

This reply was deleted.