Blog 2.0

Também lhe sei ser infiel

asdf.jpg

Abre-se o portal da fantasiaJamais ousaria trespassá-loÉ como uma carta de alforriaEm mãos de escravo ou vassaloHá uma chamada, uma luzUma atracção irresistívelNão sei porque me seduzSe eu sou um ser incorruptívelViajo nas ondas da telepatiaNa nave de uma outra eraRumo ao Equinócio da PrimaveraTranscende-me a esquadria do sonetoAbaixo a métrica sem sonoridadeNunca lhe serei fiel, essa é a pura verdade
Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Comentários

  • ahhh ai ai, suspiro...

    Ainda estou sem fôlego...

    ...

    beijos e
    abraços,
  • DIAMANTE BABPEAPAZ
    Poema muito inteligente, que nos leva a diversas interpretações. Leio um desejo persistente de infidelidade, que seduz a mente. E a correlação desta fantasia com as "regras" de um soneto, que são aqui violadas... uauuu! é demais!
  • DIAMANTE BABPEAPAZ
    Adorei,querida amiga.Poema audacioso que assume sua infidelidade,Coisa que não é tão simples assim.
    Parabéns
    Bjsss
  • M.A.R.A.V.I.L.H.O.S.A!!!
This reply was deleted.