Tal e qual o Amor

3542041048?profile=original

O meu Amor, que não tem conta, peso e medida
Será sempre o sentimento que desejo partilhar
Que sem Amor pouco ou nada somos nesta vida
E tudo o mais existe para aprendermos a amar.

O Amor para ser compreendido tem de ser vivido
E para ser genuíno precisa de ser incondicional
E entre quem se ama o esforço deve ser repartido
Mas ambos precisam ser livres e ter vida social.

O Amor usa expressões que se aprende a decifrar
Exige respeito e guia-se pelo caminho da verdade
Nada pode ser imposto ao puro desejo de agradar
Nem se deve tirar partido de quem traz a felicidade.

O Amor não morre quando se apaga a fogueira
Que há sempre uma centelha no fundo do coração
E nem o tempo consegue durante a vida inteira
Separar do Amor essa essência feita de comunhão.

O Amor assumido do modo mais honesto e servil
Transforma o próprio ser em mensageiro da luz
E passo a passo vai crescendo no coração gentil
O desejo de ser parte dum universo que o seduz.

O meu Amor...que se espraia em todas as direções
Que me transcende em cada beijo feito de poesia
Por vezes canta e todo ele é um mar de sensações
Um raio de Sol que veio ao teu encontro neste dia.

F. Corte Real

2017

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Comentários

This reply was deleted.