SONETO ÀS NAÇÕES

3541695135?profile=original

3541695314?profile=original

SONETO ÀS NAÇÕES

Edir Pina de Barros

3541695453?profile=originalNação que não educa seus infantes
escava no seu seio a própria morte,
inscreve no seu chão a triste sorte
de ver morrer seus sonhos mais pujantes.
  3541695453?profile=originalEspalha fome e dor nos seus quadrantes,
miséria – para o crime o passaporte –
presente no país de sul a norte,
daquelas que ninguém jamais viu antes.
  3541695453?profile=originalCrianças, das Nações, são seus esteios,
futuros construtores d’outros sonhos,
obreiros d’outros tempos de esperanças.
  3541695453?profile=originalLutemos, sem ter medos, sem receios,
por dias mais felizes, mais risonhos
contidos no futuro das crianças.

3541695314?profile=original

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Comentários

  • PRATA BABPEAPAZ

    Parabéns pelo belo soneto,  que revela uma importante e justa causa social, bandeira que deveria ser levantada por todos.

    Feliz Natal, Bom Ano Novo.  Beijossssssss

  • Soneto majestoso e nobre. Uma verdadeira obra prima da literatura brasileira!

    Parabéns!

  • TOP BABPEAPAZ

    Edir, perdoe as palavras e a opinião grosseira.  Quem não concordar com o que dizes, ou é burro ou deveria ser enterrado.  Morreu e não se deu conta.

    Feliz Natal.

  • DIAMANTE BABPEAPAZ


    Não contenho a emoção... pois aos meus ouvidos "ouço"

    a voz da minha Mamãe a declamar teu maravilhoso soneto!

    Ao lado do amor à Pátria, esse era o tema preferido

    daquela educadora apaixonada - o cultivo da criança, como futuro de todas as nações!

    Agradeço-te, pelo momento humanístico de beleza, competência e amor ao próximo.

    FELICIDADES, nobre autora!

    Beijossssssssssss

    3542764923?profile=original

This reply was deleted.