Blog 2.0

Se sou poeta...

3541892920?profile=original

Se sou poeta...

Se sou poeta, sou fingidor já dizia Fernando Pessoa.

Na minha escrita, gosto de confundir e não explicar.

Ter liberdade para compor com rima ruim ou boa

Com ou sem métrica, quero é no papel anarquizar.

 

Mexer com os sentimentos, sem satisfação dar.

Ser livre tal qual um pássaro no céu a voar

Pelos rios, pelas matas poder me embrenhar.

Em cada estação poder um pouco de mim falar...

 

Pobre de quem pela minha escrita julgar!

E em algum dos meus versos se encontrar.

Sou como a vida que a cada dia se regenera

Sou como as flores do campo na primavera

 

Sou como a lua em letargia, que surge em um novo dia.

Com intensa luz a invadir os teus cantos e recantos

Sou eu o manto prateado que te tira em noites de agonia

Sou eu a poesia! Cheia de fantasias e com tantos encantos...

Sandra Galante.

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Comentários

This reply was deleted.