Blog 2.0

Saudade

Um dia a palavra cessará .A voz se calará.O braço jamais se alongaráPara receber o abraço ,Guardado ,esperado,Sonhado.Um dia ,O amor outroraCantado em versoE em prosaFicará no ar.Parado , travadoPelo inesperado .O tempo não espera,Não pára sua cirandaEle tem que executar sua missão.Se o amor não viveu sua intensidadeNem plenitude,Ficará apenasEm sua infinidade.No ar, sem túmulo,Sem lápide, sem discursoE passa a se chamar:"Saudade".
Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Comentários

  • Condicionamos o amor ao nosso tempo físico, enquanto ele é eterno. Não apenas "enquanto dure", que me perdoe Vinícius. Sentimos a nostalgia do não vivido, mas levamos guardado para sempre no âmago do nosso ser o sentimento que nos eleva e faz de nós seres melhores a medida que o tempo passa. A saudade dura só um momento! Belo e sensível poema, que comove e faz pensar.

  • DIAMANTE BABPEAPAZ

    A saudade cantada em belos e sensíveis versos... Parabéns!

  • PRATA BABPEAPAZ

    Cantou a saudade com maestria....Belo momento

  • 3542986708?profile=original

  • Lindo poema poetisa Odete, parabéns, Malume.

    Muito obrigado por sua mensagem, recebi, bravo!

    3542986743?profile=original

This reply was deleted.