"Rito de sangue"

3542078097?profile=original

                                               Imagem Google



Na guerra de extermínio da Síria
A cada hora uma criança é ceifada
A inocência sem vida para questionar:
-Qual o sentido da guerra? 

Crianças que não compreendem
O desamparo, a impotência, a barbárie...
Massacrados, jamais entenderão:
O sentido de dominação, a ganância,

A vaidade exacerbada que mata

Ceifados, sem tempo para entender:
Quão seres demoníacos somos
Dentro da nossa violência bélica
Do nosso cruel poder de aniquilação


 Os que porventura sobreviver a esse infortúnio

Quiçá, possam por inteligencia, perceber:
A irracionalidade do heroísmo patriótico
A guerra como invenção social
A imoral bestialidade humana
E os seus desejos delirantes...
Lufague

O4/03/18

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Comentários

  • 3544132136?profile=original

  • Obrigada, amigos poetas, Mônica,Elisiário, Margarida e os que curtiram que não consigo abrir para ver.
  • DIAMANTE BABPEAPAZ

    Teus tristes versos, expressam todo o mal de  uma guerra.

    Excelente, como sempre, querida.

    Bjsss.

  • Smile.gif Maravilhoso enunciado quão triste e bárbaro enraizado em nosso DNA42.gif42.gif115.gif Cara Amiga Fique Bem - Abraços!6.gif113.gif

  • OURO BABPEAPAZ

    Nenhuma razão justifica uma guerra, "A vaidade exacerbada que mata".

    São imagens chocantes. São desesperos sem fim.

    Bonito triste poema Lufague.

This reply was deleted.