Boa Participação

Recordar

3542085300?profile=original

Recordar
De Té

Desta memória viva, que me domina.
Extraio a alegria e a dor, que me acorrenta.
Que se oculta, nesse passado buliçoso.
Com azáfamas, de amor e fantasia.
E da aura ,ondulada de ternura
que envolveram essas horas preciosas.
Que fazem reviver em ansiedade.
Toda a vida é uma seara de saudade.
Nostalgias que se escoam, momentos
de deleites ou de mágoas.
Tantas coisas para lembrar
outras para esquecer
A memória não dissocia, o que se deve camuflar
emergir para o sofrimento ou a alegria reviver.
É um cofre guardado na nossa alma,
que acumula a primavera das nossas quimeras,
É o inverno das nossas utopias.
Recordar é viver ,e vem com a revoada das nortadas
ou o sopro manso do pensamento.
E tornam-se risonhas, ou tristes essas saudades
abanando o Outono das nossas vidas
E cai a folhagem feitas lágrimas
E soltam-se pelos caminhos em alegorias.


De Té

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Comentários

This reply was deleted.