Blog 2.0

Quem sou.

Eu sou essência,

sou vida

contida

num corpo frágil.

Sou desejos reprimidos

comedidos,

escondidos

como algo roubado.

Sou a dor

da saudade,

de uma ausência

que insiste na presença

de quem foi

e não volta mais...



Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Comentários

  • Delicado e sensível poema que expressa a beleza da alma de quem nasceu para amar e mais amar! Este o teu destino, querida poetisa!

  • Odete,

    Conheço bem essa postura de ser comedida, por força da formção que recebemos e que não nos deixa soltar o verdadeiro eu.

    Beijinho

    Nanda

  • DIAMANTE BABPEAPAZ

    Bela essência!!!!

    beijo

  • O seu poema fez-me lembrar de um auto-retrato meu que aqui não tinha postado e que se intitulava "Quem sou eu?" Parabens pelos seus versos

  • Bom dia Odete, belo poema trazido pela essencia da dor da saudade. Parabéns!!! bjs.

  • DIAMANTE BABPEAPAZ

    Belo, conquanto dorido autorretrato.

    Beijossssssssssssss

    3542781517?profile=original

This reply was deleted.