Blog 2.0

Quebra Pedras

3541896081?profile=original

Tim!... Tim!... Tim!...

Geme o ferro (amolece o peito)

Na pancada fina

No mármore, no granito.

 

À margem da via expressa,

O destino labuta, sua, luta...

Zune o ferro (espanca a alma),

O granito, o mármore.

 

Ecoa profundamente na juventude,

“Orgulho dos olhos”,

Despedaçando na realidade

O presente que se faz futuro.

 

Tim!... Tim!... Tim!...

Ecoa no presente,

Via expressa da vida,

Os erros do passado...

CLÁUDIO AVELINO DA COSTA. O POETA DOS SENTIMENTOS.

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Comentários

  • BRONZE BABPEAPAZ

    Nas labutas da vida vc soube colocar o passado,o presente e o futuro em harmonia

    Vc é muito talentoso,escreve muito

    Parabéns Claudio

    Gde abraço

  • DIAMANTE BABPEAPAZ

    Com fortes capítulos, assim a rotina

    Belos versos!

    beijo

  • DIAMANTE BABPEAPAZ

    Após ler-te, percebi que, tua pausada ausência, em nada interferiu nos teus excelentes escritos.

    Tuas digitais deslizam em cada verso.

    Um poema regido de forma onomatopéia, (parece ser assim que se chama, tal formato, que expressa o som de algum barulho), nem sempre lhe cai bem o ritmo. Mas, soubeste compor em perfeita harmonia.

    Parabéns, querido Claudio.

    Conseguiu fazer poesia, sobre um tema tão doído e triste. 

    Bjssss  no coração.

  • DIAMANTE BABPEAPAZ

    3543140140?profile=original

  • DIAMANTE BABPEAPAZ

    Belo poema, querido Cláudio!

    Muito bom, ler-te!

    Beijosssssss

This reply was deleted.