Blog 2.0

Prenúncio de outono

3541957470?profile=originalPasso noites insones em meu quarto escuro

Com a solidão que sempre vem me acompanhar,

Um choro manso sai dos meus olhos e eu  encubro

Meu rosto sob a colcha para ninguém poder notar,

A falta que sinto da tua presença, do teu olhar.

Foram tantas palavras mal ditas

Ou escritas em versos e prosas

Com culpas e desculpas desditas

Que hoje me pesam nas costas .

Nos afastaram e complicaram nossa relação,

Todas as incertezas e péssimos prenúncios,  

Fragilizando assim nossa antiga paixão

Seguiram os dias frios como um anuncio 

Do fim de um amor encoberto de ilusão,

Só o tempo nos fara esquecer tudo o que fomos

Nos dias em que eramos eu e você... 

Como as folhas cinzas de uma arvore no outono

Estou perecendo sozinha e sem perceber....

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Comentários

This reply was deleted.