Blog 2.0

O tempo e o fim da saudade....

                          3541895223?profile=original                               

O tempo e o fim da saudade....

                                Como um monstro ela invade o meu ser

Chega de mansinho, fere sem dó ou piedade.

Traz lembranças indesejadas em meu viver

Abre o baú do tempo e fala a saudade...

 

Na dualidade do meu ser, o tempo passa.

Vira-me do avesso, mostra as tatuagens

Da alma revestida, orvalhada e escassa

Com sonhos de ontem que são só miragens.

 

Raios de lua invadem o breu do meu quarto

Invadem também, meus cantos e recantos.

Olho no espelho, em meus olhos te vejo.

 

Nada mais resta só a saudade perdura

Abro o baú do tempo e  o liberto com ternura

Um tempo que se foi e não mais almejo...

Sandra Galante.



Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Comentários

  • Grata Wau amada! Mil beijos querida!

  • Verdade Odete! Belo e poético comentário.Bjos

  • Grata Sílvia! Bjos

  • Selda, beijos querida!

  • Grata Paolo! Saudades tbm querido.Bjos

  • PRATA BABPEAPAZ

    Impossível viver sem saudade... É o preço de estar vivo, intenso, entregue...

    Aprender a Libertar o tempo é nossa única cura...

    Sempre lindos teus versos !

    Bjs Wau

  • Parabéns linda poeta! A beleza de ser , consiste em abrigar dentro de nós aquela lembrança que apegamos, e a chamamos de Saudade.
    E falar de saudade é ter coragem de assumir que viveu em toda sua plenitude.
    Amei!
    Bjs
  • DIAMANTE BABPEAPAZ

    Saudades do que não se tem agora...

    Nostálgico poema.

    Beijosssssss

  • BRONZE BABPEAPAZ

    A saudade ..Oh..Eternas saudades

    Sempre nos deixam assim.Corações doídos,tempos de outrora que não voltam mais.

    Parabéns querida...Beijossssssss

  • Doce é o gosto que nos fica, quando a saudade se esvai... Muito lindo, Sandra ! Saudades !

This reply was deleted.