Blog 2.0

O que vês?

Diante do espelho...muito queria a cegaser lida.Que alguém descrevesse a sua alma.Como a via, como a sentia...que contasse a sua entrelinha.A cega queria sua alma perfurada.Queria esse alguém para descrevercomo ela era, como a lembrava.A cega queria ser desbravada.Queria que soprassem olhos nos ouvidos,queria solstícios do eco que era...Ele a sabia, estudara;Era o único raio de luz da retina,a cega olhava o espelho e ouvia...
Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Comentários

  • Obrigada Mônica pelas lindas palavras.
    Adoro seus escritos e, como dizem os lusitanos, gostei muito da sua "desgarrada" com a Silvia.
    Abraço,
    Rosa
  • DIAMANTE BABPEAPAZ
    /Ele era o únoco raio de luz da retina/.
    São olhos que enxergam através de outros olhos.
    Parabéns.
    Bjsss
This reply was deleted.