O OLHAR MANSO DE MINHA MÃE!

3542080695?profile=originalAquele lume aceso,
aquele calor que penetra até à alma
e o olhar manso de minha mãe
mirrada pelo peso da vida,
ajoujada à amargura da saudade...

Por todas as frinchas o vento corre lesto
a limpar o mofo das zonas sombrias,
mas aquele calor de braseiro vivo
permanece imperturbável,
como o olhar manso de minha mãe,
debruçada sobre as memórias que não se esvaiem
só porque a noite vem 
e o frio assenta arraiais coreáceos.

As labaredas que sobem e lambem as alturas
lambem também
o olhar manso de minha mãe
e eu peço em silêncio...
Só mais uns anos, só mais uns anos!

E o fogo eriça-se e golpeia o espaço em redor
onde o olhar manso de minha mãe
é todo ele saudade e amor!

Em 07.Abr.2018
PC

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Comentários

This reply was deleted.