Blog 2.0

PRATA BABPEAPAZ
Lagarta, com muitos esforços saí do casulo: metamorfoseei-me.Mariposa, vaguei por muitos espaços, queimei as minhas asas em algumas lâmpadas.Borboleta irriquieta e colorida, busquei o néctar em cada flor que posei, etambém ali deixei o pólem fertilizante da paz. Suas cores e perfumes interpretei.Quis voar até o alto de montanhas escarpadas, que minhas asas trêmulas tentavam alcançar.Algumas vezes estatelei-me no espaço muito elevado para minhas frágeis asinhas.Planta, podei ramos, e com muita dificuldade eliminei pragas daninhas queme sufocavam. Que se iam e que voltavam.Grama, catei inços antes que tomassem conta do meu lindo tapete verde glauco, mas meus métodos eram ainda muito precários....................................................................................................................................O fato é que desembarquei numa madrugada de inverno, quando o sol jáexpandia seus primeiros raios.Uma freira alemã me banhava, conversando comigo em sua língua!!!Cresci e inquieta percorri caminhos diversos, todos muito rígidos, atéque um dia encontrei aquela estrada que tocou meu coração.Desde criança sofri dores que nunca imaginara sofrer: as dores da alma.Amei e amo, e aprendi o significado da dor.Hoje foi-me dada a missão de semear as sementes que encontrei noutras paragens.Numa das curvas da minha caminhada havia um out-door onde estava escrito:- Finalmente encontraste o que tanto procuravas!!!Comecei, desde aquele dia então, a percorrer o caminho do arco-íris!!!
Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Comentários

This reply was deleted.