Blog 2.0

Não ando só

3542015384?profile=original

Não ando só

Edir Pina de Barros

Por vezes penso que ninguém me nota,

que eu chego sem ter ido a parte alguma,

que em pleno sol a vida em si se abruma,

que eu vou perder sentido, rumo, rota.

 

Minha presença em mim mesma se esgota,

minhas palavras fogem uma a uma,

e minha ausência aos poucos se avoluma,

na multidão me sinto mera ilhota.

 

Porém não ando só – ando comigo -

e a versejar a vida assim prossigo

atenta aos seus encantos tão diversos.

 

Sem eles nem viver eu ousaria

andejo sobre os rastos da poesia

a transmudar a solidão em versos.

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Comentários

This reply was deleted.