Blog 2 (PEAPAZ)

MILENA

Vem de algum lugar, Milena, que meu canto te procura
Por todo beco,
Por todo canto
E pelas ruas silenciosas, Milena;
Noites de frio
Que não revelam
A tua imagem.

Surge, Milena, assim de repente como fada;
Nasce de um clarão multicolorido de magia
E então flutua
Bem docemente
Ante meus olhos.
Vem, Milena, chega assim de entre as nuvens;
Vem, que meu poema de ti se alimenta.
Chega antes que meu peito canse,
Antes que meu verso cale,
E eu apenas seja folha seca sem rumo a vagar.

1996


II

(OUTRO CANTO A MILENA)

Vem, Milena, ver a noite e suas luzes,
Fazer planos de um amor que nunca acabe.
Vem, porque jurar amor é qual cantar,
E, Milena, cantar é tão bonito!
É bonito como o encantamento dos teus olhos,
Quando sonhas debruçada na varanda.

Vem arder entre lençóis, quentes carícias,
Nossos corpos, qual vulcões ensandecidos,
Se espremendo numa fúria delirante
E na dança alucinada dos desejos.

Vem, Milena, ver cantar meus sentimentos,
Vem sentir o aconchego dos meus braços,
Vem fazer do meu abraço tua casa.
Tua casa, o teu canto é meu abraço.

2007


III

(ÚLTIMO POEMA A MILENA)


Adeus, Milena, até nunca mais...
Nunca mais um verso te farei.
Até nunca mais, Milena, adeus.

Ainda que eu fosse o mais brilhante orador,
e por todo este mundo retumbasse minha voz,
e, perplexas, as turbas em frenesi me aplaudissem...

Ainda que eu cantasse a canção mais linda,
e cantasse de forma tão doce, tão sentida,
que fizesse prantear as multidões...

Ainda que eu aniquilasse os demônios do universo,
e cruzassem fronteiras minha força e a bravura,
e eu fosse aclamado do planeta o grande herói...

Ainda que eu fosse algo como um vivo deus
e operasse milagres estalando os dedos simplesmente,
e os homens me louvassem em milhões de reverências...

Ainda assim eu teria dos teus olhos o desdém,
a tornar-me nada mais do que um rasteiro verme.
A tua voz, sem calor ou sem doçura, faria ainda assim
De minh'alma nada mais que um monte de escombros.
Adeus, Milena, até nunca mais.
Até nunca mais, Milena, adeus.

2008
Barão da Mata
Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Comentários

This reply was deleted.