Labirinto Interior

Sempre vítima

Dos dissabores da vida,

O homem pensa ser herói

De suas próprias façanhas...

 

Deslembra-se do vizinho,

Procura encurtar caminhos

Na ânsia louca

De atingir o impalpável

Em seu íntimo...

 

Mergulha em abismos obscuros

Tornando o destino sem rumo

E não enxerga

Sua própria consciência...

 

Oculta sua existência,

Busca no nada uma saída

E perde-se...

Num labirinto pessoal.

 

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Comentários

  • DIAMANTE BABPEAPAZ

    Perfeito! É isso, mesmo. E quando se preocupa somente com os erros dos outros, esquece-se de que ao apontar um dedo em riste, outros três dedos (dele mesmo), o apontam. Beijosssssssssss

This reply was deleted.