LÁ FORA CHOVE (Ana Isabel)

3541637911?profile=originalLÁ FORA CHOVE...

 

Lá fora chove muito!

O Sol trocou de lugar com nuvens

que desabam suas lágrimas sobre a terra.

A paisagem se transforma.

Perde o brilho dos raios solares

mas se embeleza de pingos

que se tornam lindos brilhantes,

quando iluminados pelo clarão dos relâmpagos

que, de tempos em tempos,

clareiam a tarde substituindo

a luminosidade do astro rei.

Dentro de mim também chove.

Choro tal qual as nuvens.

Desabo minhas lágrimas

nas macias plumas do meu amigo travesseiro.

Perco meu brilho e me embelezo

com a falsa, mas linda máscara da felicidade.

Lá fora... a chuva passa.

E dentro de mim?

Algum dia passará?

 

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Comentários

  • Creio que já passou;pois vejo teu brilho

    nos versos que escreves!...

    Tristes;nostálgicos,mas muito bem

    construídos;meus parabéns;bjsss.

  • Ana Isabel,

    melancólico e lindo poema donde brotam gotículas de boa poesia.

    Beijinho

    Nanda

  • PRATA BABPEAPAZ
    Lindo poema chorado em gotas.........bjus
This reply was deleted.