INCERTA VIA

  Toda via
   Leva à uma vida
   Todavia
   Vazia de certezas
   Dia após dia
   Viagem
   Sem margem
   Ao cais
   Aonde o dia cai
   Veleiro que vem e vai
   Pelo Tejo
   Da água da alma
   
   
   Rio do talvez
   Assimétrico Nilo
   No sem fim de mim
   Todavia
   Toda via
   É uma estrada
   Cheia de incertezas...



   (Gustavo Adonias)

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Comentários

  • PRATA BABPEAPAZ

    Oi, Gustavo. Todos percorremos um caminho de curvas e encruzilhadas Fazer as escolhas com consciência já aumenta a chance de pisarmos no  melhor lugar.  Beijossssssss 

  • DIAMANTE BABPEAPAZ

    Todas as estradas guardam mistérios no início, no meio ou no fim. A exemplo da vida. Belo poema. Beijosssssssssssssss

  • Olá, Gustavo. A vida é sempre probabilística e contingente. Certeza só mesmo a estrada, e assim mesmo, só aquele trecho que se terminou de percorrer e que ficou pouco atrás. Daí a importância de saber onde se quer chegar e de escolher a estrada que provavelmente nos levará até lá. E a viagem normalmente vale mais do que a chegada. No Tejo, só se for da foz para a nascente, que pelo lado de cá, o mar é Tenebroso. No Nilo, viajo não, que tem serpentes. rs. Desejo-lhe boas escolhas e que você sinta o prazer de viajar. abraços. Marco.

     

This reply was deleted.