Blog 2 (PEAPAZ)

GEOGRAFIA

3541999358?profile=original

 

A geografia não acompanhou a tecnologia.

Teu corpo mesmo distante tem íman   

Onde minha mente se apaixonou

Procurei e encontrei, colhi

O que escolhi…!

 

Saboreei teu perfume

Embriaguei-me de alegria e emoções

No momento perdi a noção do que queria  

Por não saber se podia…!

Foi um sopro de ternura

Parecia só uma aventura! 

 

Sem pensar em consequências

Vou vivendo no limiar da loucura

Por sentir a falta da tua procura!

 

O conceito da verdade 

Não é objetivamente a realidade

É um ideal opcional sem topo fronteiriço  

É um aligeiramento nas asas da liberdade…!

 

O desejo de viver e de segurar mais além

É um delírio pantanoso…

Já o quis, hoje não quero mais.

Meus braços encurtaram a uma só medida

Na esperança fulminante

De estancar a ferida

Aquela que não foi a nossa preferida…!  

 

Não quero ficar a ver mais o tempo passar…

Quero retomar a escalar apenas o teu olhar…!

Mesmo vendo os dias primaveris aumentar

Sabemos que o nosso tempo está a encurtar

Há uma ténue constante de não poder

Parar o tempo com as mãos!  

 

Sem nos sufocar projetaremos o nosso mapa

Geográfico, viveremos o nosso mundo animal

Para que ninguém tenha o poder de jamais nos fazer mal…!

 

Joaquim Moreira

25-04-2016

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Comentários

This reply was deleted.