Blog 2 (PEAPAZ)

DIAMANTE BABPEAPAZ

ESPECIAL MELODIA

Sempre sentava-se no mesmo banco De frente pra praia Com seu violão a dedilhar Aquele rapaz-menino Com um doce olhar triste. Que a toda noite eu esperava chegar. Sua composição insiste Sobre um amor proibido Com sua musa inspiradora A canção consiste Nesse sentimento doído Por ela...sonhadora Ouça Escuta É ele a cantar Sua tristeza em versos Alcança as ondas do mar Que em sinfonia,louva sua melodia Mas aconteceu um dia De'le não mais voltar E eu,...não podia intervir Todas as noites agora,venho aqui Na esperança de rever Aquele rapaz-menino A tocar só para mim.
Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Comentários

  • Mesmo que a ambos o amor se proibissem;ainda assim certamente se amaram...ao menos em pensamento;pois não se proibe sentimentos;é como impedir que as ondas do mar cheguem até a praia...Singela e comovente poesia de amor carregada na tristeza,com um leve toque de esperança;e muita,muita criatividade e TALENTO...Amei;
    bjsssss.
  • Mônica, que lindo e triste ao mesmo tempo, um violão...o mar...uma canção...uma emoção! Um dia ele volta a embalar sonhos realizados. Adorei e muiiiiiiiiito! Adorei a cena, a imagem, o violão e teu poema está excelente! Bjo'sss
  • Lindo! Triste amor proibido! Parabéns pela mistura pura de emoção!
This reply was deleted.