Blog 2.0

BRONZE BABPEAPAZ

Enfant de Guerre / Criança na Guerra

Enfant de Guerre

Entraîné et balloté
regard perdu, le visage vide
l'espoir égaré
parmis l'amas de débris
 petit brin de vie au fond de l'âme
source inquiète du néant

l'essor de la mort lache ses nausées fétides
 Terre d'hommes éventrés troués châtiés
impitoyable la mort sonne le glas

 la mer de boue et de sang
entoure de ses bras l'enfant
 petit brin de vie palpitant et surpris

regard perdu et hagard
 La Vie, qui es-tu?..
Qu'est-ce donc la vie?...
dans cet immense vide ...?
                                          chantal fournet
                                                                     (17 Outubro 2014)
***

Criança na Guerra


arrastada, sacudida
 rosto vazio, olhar perdido
manietada esperança
entre destroços e ruínas

 uma réstea de vida no fundo da alma

 inquietante fonte do Nada
o rasto da morte larga seu vómito fétido
 Terra de homens esventrados,
punidos, despedaçados

Impiedosa a morte toca a rebate
o mar de sangue e de lama
envolve de seus braços a criança
titubeante vida, surpresa e palpitante
olhar assustado e perdido 


Vida, quem és tu?
O que é então a Vida?...
neste vazio imenso ...?
        
                                                              chantal fournet
                                                                          (29 Outubro 2014)

3541895238?profile=original
Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Comentários

  • PRATA BABPEAPAZ

        UM POEMA QUE MOSTRA   A DOR DAS CRIANÇAS NUMA GUERRA. e DOS ADULTOS TAMBÉM.. MUITO GRANDE É A TRISTEZA. NAS GUERRAS QUE VIMOS  HÁ POUCO TEMPO, E OUTRAS COISAS COMO  A DECAPTAÇÃO.

    MUITO ME PERGUNTO COMO PODE SER TÃO GRANDE  A IGNORÂNCIA, QUE ESTÁ SUBMISSA ÁS CRENÇAS .    ATÉ QUANDO?  E AS NOTÍCIAS DOS INTERESSES QUE ESTÃO POR TRÁS DESTAS GUERRAS?      TEU POEMA?  MUITO BEM FEITO.                                 BEIJOS  DA ARLETE

                        

  • PRATA BABPEAPAZ

    Francesinha,essa é a maior tristeza das guerras:a morte levando inocentes...Te abraço

  • BRONZE BABPEAPAZ

    querido Poeta Malume

    fico deveras feliz com suas palavras! Já que não me considero poetisa!!3.gif

    tenho um longo caminho a percorrer! mas como diz...escrevo com a Alma, falo com o coração!!

    E como diz o poeta português Eugénio de Andrade: "alguem lê as minhas palavras e as Ama!"

  • BRONZE BABPEAPAZ

    querida Vera Regina Cazaubon fico grata por suas palavras e por ter gostado desta minha exclamação de dôr!

  • 3543145490?profile=original

  • Um lindo poema que retrata uma cruel realidade! Onde infantes são postos em guerilhas para usar da violencia, e muitos são assassinados, mortos, dilacerados! Lindo poema, amei grand epoetisa, falas com o coração e escreves com a alma, meus parabéns, poeta Malume do Brasil.3543145529?profile=original

  • Tua sensibilidade retratou a crueldade das guerras que dizimam Nações e dilaceram a vida com tétricas lembranças. Parabéns minha querida, beijokas

  • BRONZE BABPEAPAZ

    querida Laïs obrigada por ter gostado de minha exclamação dorida... apesar da tradução 3.gif mas consegui manter o que queria!9.gif mas sem a riqueza da sonoridade da morte....

  • BRONZE BABPEAPAZ

    querido poeta Claudio Avelino grata por seu comentário5.gif

    Esse seria o meu/nosso desejo.... que se olhasse e não nos lamentássemos tanto das pequenas contrariedades que nos vão acontecendo, enquanto diariamente, chovem interrogações ja sem desespero, já sem nada, só o Vazio da Incompreensão, no olhar dum ser que nem 6 anos tinha.

    AINDA HOJE estou persseguida por esse olhar que vi.....

  • A insanidade do homem despedaçando a inocência.

    Renovando o ciclo de ódio cujo alvo é a si mesmo.

    Que esses versos sirvam de alerta para todos nós

    e que a humanidade rume à harmonia.

    Abraços.

This reply was deleted.