Blog 2 (PEAPAZ)

Diário da Solidão 14.10.2012

 



Domingo, o tempo está oscilante, temperamental
Ora abre sol forte, ora ele se esconde nas nuvens
O vento faz a meus pelos arrepiarem
Estou trabalhando
Trabalho, trabalho e não dou conta das contas que chegam e se acomodam na vasta pilha num canto da escrivaninha
(Para Marx e "sua " Mais Valia)
A senhora que estou cuidando finalmente se aquietou
Se ausentou na confusão de suas memórias e foi, quem sabe, sonhar saudade
Estou aqui olhando as nuvens moldarem estranhos desenhos no céu e fico pensando...
Não importa onde eu esteja. com quem eu falo ou o que faço
Sempre estou só.
Releio e releio poemas e o trago para perto de mim...
Penso se ao envelhecer o terei na memória e lembrarei do dia em que o encontrei
Um Dia Perfeito!
Momentos em que a felicidade existiu.
Não quero que se perca essas lembranças na trilha acidentada e acinzentada da velhice
Quero reter na mente seu rosto,seu gosto e meus gozos!
O sol volta a bater na janela da sacada e o vento morno bagunça meus cachos.
Penso em pássaros, passados,fantasmas,calendários, janeiros e julhos...
Beijo fotos,mando beijos pelo vento....
Kristall
 
Recanto das letras
Código do texto: T3933610
Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Comentários

  • Lembranças de especias momentos

     ficam na nossa memória é como bem disse a Janete,

    "Isto sim, pode nos acompanhar!!

    Parabéns pelo texto reflexivo!

    Beijos!

  • Belo e reflexivas as tuas letras.Bjosssssssssssssssss

  • OURO BABPEAPAZ

    Os melhores momentos guardados na memória,

    para toda uma eternidade, isto sim, pode nos acompanhar!

    Lindas linhas reflexivas!

    Aplausos!

    Beijos

  • DIAMANTE BABPEAPAZ

    Retrato poético de uma solidão. Belo. Beijossssssssssss

This reply was deleted.