Culto do Inconsciente

Intensamente persegui meu destino,

Vislumbrei horizontes jamais almejados,

Refleti no sonho que me acariciava o peito

E em meu êxtase tentei alcançá-los!

 

Saboreei indelevelmente a fantasia,

Considerando-a digna do mundo real,

Senti o curso de sensíveis imagens

Transpondo fronteiras do universo imaterial.

 

Cedendo ao impulso da inconsciência,

O delíquio arrebatou-me de embriaguez a alma

E meu espírito fluiu no espaço fictício...

 

Semeando o pensamento em sua essência,

Quis encontrar o devaneio em valsa

E ultrapassar desertos sem sacrifício!

 

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Comentários

  • DIAMANTE BABPEAPAZ

    O culto exacerbado da fantasia leva à perda de valores essenciais.

    Interessante poema.

    Beijosssssssssssssss

This reply was deleted.