Blog 2.0

Confissões (45)

3541796622?profile=original

 

De nada nos valeu a despedida,

As lágrimas, o beijo, o forte abraço,

As confissões de mágoas, de cansaço

Das noites sem dormir, da paz perdida.

 

Nossa intenção tornou-se desvalida,

Porque resiste o amor, persiste o laço,

Tornando-se mais forte do que o aço,

Que a um novo enlace sempre nos convida.

 

Ah se eu pudera, sim, te esqueceria,

Para acabar de vez com essa agonia,

Esse febril estado de desejo.

 

Mas cá estamos nós de novo juntos,

Os lábios mudos, sem quaisquer assuntos,

A tremular na súplica de um beijo.

 

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Comentários

This reply was deleted.