Composições do musical "Os Sinos da Candelária"

Elenco (Rio de Janeiro - RJ - 1994/1995) ( aqui estão reunidas 5 das 18 composições, com as respectivas letras) Clique para ouvir: MINHA CASA.mp3 LAMENTO DE CRIANÇA.mp3 EU CORRI ATRÁS .mp3 O MENINO E O GUARDA.mp3 LÁ VEM O ARRASTÃO .mp3 Músicas e Letras de Aurea Charpinel Direção de Ilclemar Nunes Direção Musical de Ubirajara Cabral MINHA CASA Ouvir: MINHA CASA.mp3 Solos: Vítor Botelho, Priscila Assum e Cláudia Gomes ( coro de atores do elenco ) Minha casa não tem portão Nem janela para fechar Água só tem a da chuva E a luz vem do sol e do luar Mas, também, para que portão Nós não temos o que guardar Somos meninos da rua Das esquinas Do rio e do mar Todos os dias Eu durmo na calçada Tem gente que passa E finge que não vê Pensa, talvez Que não pode fazer nada Olhe pra mim Eu só conto com você Muitos prometem Mas nunca fazem nada Dão entrevistas No jornal e na TV Juram gostar De menor abandonado Pura mentira Só contamos com você LAMENTO DE CRIANÇA Ouvir: LAMENTO DE CRIANÇA.mp3 Voz: Rafael Mondego Eu só quero um pedaço de pão E o direito de existir De sorrir e cantar, mas você Me diz sempre não Quero um espaço no seu coração Um compasso em sua canção Um cantinho só meu, mas você Me diz sempre não Então, se eu tomar o que é seu Não se faça de vítima, amigo Porque você tem uma dívida comigo Você que nasceu nesse berço esplêndido E finge não ver esse rio Onde as margens plácidas Ouviram um lamento de criança Com as faces pálidas Esquálidas... Tão pálidas... EU CORRI ATRÁS Ouvir: EU CORRI ATRÁS .mp3 Voz: Marco Aurélio Hamellin Já conheço essa história... Direitos da Criança Direitos do Homem Eu não agüento mais Também já fui pobre Passei até fome Mas eu corri atrás Mas eu corri atrás Trabalho, não brinco Às vezes, até no domingo E saio cedinho Nem leio o jornal de manhã Não jogo Não bebo Não vou ao cinema Nem mesmo ao Maracanã Direito à segurança E à propriedade Já não existem mais Eu vou p'ra Miami Odeio esta cidade Quero viver em paz Quero viver em paz Meus filhos nem podem Andar de relógio na rua A minha mulher Faz tempo não usa a aliança Se um dia me invoco E mato um pivete Me dizem "Pobre criança" Direitos da Criança Direitos do Homem O MENINO E O GUARDA Ouvir: O MENINO E O GUARDA.mp3 Dueto: Rafael Mondego e Luís Cláudio Menino: Não, não me leve Não me leve, Seu Guarda Minha vida já não tem graça Deixe ao menos Que eu possa correr pela praça Eu só tenho minha cidade Não, não me faça Perder também a liberdade Não, não me leve Não me leve, Seu Guarda Sou apenas um menino Deixe ao menos Que eu possa escolher O meu destino Eu só troco minha cidade Por uma casa Uma casa de verdade Quem sabe Você tem um cantinho p'ra mim Quem sabe, Seu Guarda Você, sem a farda Nem é tão mau assim Quem sabe, Seu Guarda Quem sabe, Seu Guarda Guarda: Não vem com essa conversa Eu te conheço bem Já sei das tuas manhas Como ninguém Carinha de anjo Canivete na mão Pivete, eu te manjo Não me tentes, não Tem gente que se mete A defender ladrão E diz que os inocentes Só querem pão Sinto Escondido nesse olhar De menino Um bandido Querendo me enrolar LÁ VEM O ARRASTÃO Ouvir: LÁ VEM O ARRASTÃO .mp3 CORATOR (coro de atores) Quem puder que se esconda no mar, uma onda de gente chegou... Onda gigante de gente com fome que assalta a cidade e exige da gente o pão que lhe falta levando consigo o que o mundo lhe negou... Quem puder que se esconda no mar, uma onda de gente chegou... Onda gigante de gente sofrida que invade a areia e semeia entre a gente a revolta contida que um dia, em silêncio, sua dor germinou... Quem puder que se esconda no mar, uma onda de gente chegou... Onda de gente que já não tem vida nem medo da morte e explode na gente o clamor de vingança da voz que não canta mas não se calou... Quem puder ajudar não se esconda no mar deixe o seu coração mergulhar nessa onda e buscar, bem no fundo a razão da fome no mundo... .
Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Comentários

  •  

    Hehehe, a Sílvia Mendonça também disse que eu joguei charme, Sandra. Vi que você indicou a leitura desta publicação e fico muito grata, querida.

    Jorge, eu também me sinto honrada com a sua amizade e fico feliz por você ter ido reclamar, rss, estou me sentindo mais em casa do que nunca.

    Quero ser sua amiga também, Mônica. Enviei um convite a você, se me aceitar ficarei muito feliz, viu?

    A vocês o meu carinho, queridos amigos.

     

  • DIAMANTE BABPEAPAZ

    E você ainda acha que não é poetisa! Além de poetisa,uma grande e sensível artista que "grita" justiça,com letras e músicas,sobre esse descaso social que é o menor abandonado.

    Parabéns pelas obras.

    Bjsss

  • Arlete querida, acho que exagerei um pouquinho no tamanho da postagem. Você encontrou uma solução e eu fico feliz com a sua primeira leitura, um pouquinho de cada vez, né?
    Um beijinho, lindo domingo pra você.
  • PRATA BABPEAPAZ
    Por enquanto, li o primeiro: "minha casa"". Realidade dura, dita com muita doçura. Lindo! Beijosss
This reply was deleted.