Blog 2.0

Asas da Imaginação.

Imagino-me num mundo perfeito

(como se ele existisse e eu lá vivesse),

Onde não fosse preciso magoar

(não gostaria de escrever – lixar),

Onde não tivesse outra preocupação

Que não fosse conviver, sem cuidado.

Imagino-me a acordar sem olhar

Para o relógio ou lembrar-me, com receio,

De algum encargo que tenha que pagar…!

Imagino-me a orientar a minha vida

Em sintonia com o que de melhor possa fazer,

Sem a mínima ambição lucrativa…!

Acham-me doido, não é?! É imaginação!

Imagino-me a amar sem contrapartidas,

Sem o risco desse amor descambar em ódio,

Sem que o ciúme ou a inveja grassem!

Imagino-me a cuidar de um filho “ingrato”,

Ou de um pai “tirano” mas que me criou,

Que me fez homem, pelas dificuldades,

Mas que não o compreendi e mal o julguei!

Imagino-me a não agredir a minha avó

Para lhe tirar a reforma e sustentar o vício,

Porque não aprendi a dar valor ao sacrifício!

Imagino-me a respeitar qualquer professor,

Ou autoridade,como meu dever cívico,

Para a sociedade me reconhecer cidadania!

Imagino-me numa utopia com um só lado,

O bom, naturalmente, onde o céu suave

E sempre azul possa levitar-me e a todos.

Imagino-me a não questionar a razão

E só ter em conta, apenas, a perfeição!

Acham-me doido, não é?! É imaginação!

Joantago

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Comentários

This reply was deleted.