Blog 2 (PEAPAZ)

Adeus

Não te disse adeus naquele dia.
Comigo ficaste, não resolvida.
Estando para lá do mar e das montanhas
e ainda aquecendo estas entranhas.

Partiste refletindo fantasmas na lágrima.
Manjar que repudiava e satisfeita engolia.
O último amor/paixão.
Vida rica do que essa alma jamais entenderia.

O tremor deu lugar ao sol.
O céu voltou a ser azul.
O que podia... foi bom não ter sido.
Me transmutei em plenitude.

O grão de mostarda atravessa a galáxia.
Sou sol e luz para quem me ama.
Te esqueço sem lembrança.
Te amarei em outro mundo.

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Comentários

This reply was deleted.