A Terceira Visão

                       A Terceira Visão

 

 

Não importa em que ponto fixamos o nosso olhar

Que impacto nos provoca um cheirinho a poesia

 Se apagamos estrelas que nasceram para brilhar

E frente ao espelho só vemos uma superfície vazia.

 

Só é triste trazer ao colo o nosso bicho de estimação

E não mexer um dedo para ajudar quem precisa

Somos quem somos e vamos pela própria convicção

Mas há um momento…tudo se quebra e nos pisa.

 

Sim…todos já tivemos qualquer coisa a remexer

Na consciência que por vezes parece mesmo existir

Lá no fundo o que interessa…como vou eu saber

Se o certo e o errado…é mesmo só para confundir.

 

Pensar…sentir e outras formas de ser e de estar

São apenas um reflexo duma luz que vem do céu

Na tristeza e na alegria o que importa é agarrar

O espectro dessa luz e confessar: esta cor sou eu.

 

Tudo a propósito do que se manifesta ser maior…

E mais belo do que qualquer coisa que possas ver

Poisa o olhar no que julgas ser um grande Amor

E escuta só o silêncio que tem muito para te dizer.

   

F. Corte Real

Dezembro 20173542070973?profile=original

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Comentários

  • BRONZE BABPEAPAZ

    muy bello poema, felicitaciones

  • OURO BABPEAPAZ

    Um belo poema que nos faz refletir. Ideias implícitas nas entrelinhas de cada verso.

  • DIAMANTE BABPEAPAZ

    Só é triste trazer ao colo o nosso bicho de estimação

    E não mexer um dedo para ajudar quem precisa

    Somos quem somos e vamos pela própria convicção

    Mas há um momento…tudo se quebra e nos pisa.

     

    O poema, ao todo, é de tamanha grandeza em real veracidade.

    Versos profundos que destacam a anulação dos mais puros sentimentos do ser, onde estaria localizada A Terceira Visão.

    Mas, destaco a estrofe acima, diante de sua especial beleza.

    Parabéns, pela composição.

This reply was deleted.