A flor de vidro ante a criancinha morta...

3542084689?profile=originalA flor de vidro
“ante a criancinha morta”...

Qu’ as pétalas rolam,d’água ribeirinho,
Desfazendo a geada d’inverno,tão fria,
Minhas supinas mãos,ainda,tão vazias.
Apertam os olhos,pranto de passarinho...

Ah!Qu’ a flor de vidro impávida ficou,
Resistia ao calor do nascer daquele dia,
Ela,inocente anjo,silente,assim,dormia...
Flutuante sobre ela uma camélia pousou.

Cantou a mãe chorosa a triste canção...

“A flor que trazia,hirta, fria no peito,
Adorno da beleza,reluzente cristal,
Com que se enfeita o amor perfeito.
Esquecida lembrança,um secreto mal...”

Qu’a criança dorme ante cantoria leve!
Tão intacta de vidro sua alma parecia,
Beijei postas mãos que, lentas,morriam...
Que a vida lhe passara,deveras, tão breve...

3542084837?profile=original

Do gelo a mais bela flor,jamais,concebida,
Andorinhas fugiram na busca pela quimera,
Tornara,então, Natureza triste,tão comovida...
Dentro de um botão,o ápice da Primavera!

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Comentários

  • Muy triste la partida de un niño.

    Terrible.

    Se hace pedazos el corazón.

    Gusto de leerte.

    Que tengas buen día ✏ 

  • BRONZE BABPEAPAZ

    3544155249?profile=original

  • Lindo poema com um tema muito triste. Parabéns pelo trabalho.

  • Smile.gif tão belo e agradável empenho...Parabéns 41.gif41.gif41.gif Fique Bem!113.gif

This reply was deleted.