Blog 2 (PEAPAZ)

A face que tu beijas

beijo-crianca.jpg

A face que tu beijas era pêssego, era seda
E agora como sentes os lábios teus
Se o vento furta vida como areia
Se o tempo me envelhece a cada beijo?



A face que tu beijas, era pêssego, era seda
Como água cristalina da nascente
Face mel para lábios de abelha
Pólen em flor para lábios borboleta...



A face que tu beijas era pêssego, era seda
E agora como sentes os lábios teus
No solo árido em que sulca meu deserto
Entre cactos que desabrochas em teu céu? 

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Comentários

  • A face que beijou, é a mesma que hoje beija; pois para quem ama, o tempo

    nada muda, pois o amor é eterno: renasce e renasce a cada renascer do sol!...

    Aplausos; beijos 

    e

    3542981206?profile=original

  • DIAMANTE BABPEAPAZ

    Eitaaa Sheila!

    Profundo esse. 

    Mas acredito que apesar da face não mais ser de pêssego. Os beijos dados sinceros, terão o seu sabor.

    E se não forem sinceros... Nem precisa beijar.

    Bravosssss

    Bjssssss   

  • O passar dos anos amarga a relação quando deixamos de pensar que o amor ainda permanece o mesmo .

     3542974894?profile=original

  • Refletir sobre a forma mais efetiva do amor sempre nos leva a desafios. Num poema então, fica ainda mais profundo o doce. Beijas, amar a qualquer tempo, em qualquer lugar. Parabens, bjs azuis ♥
  • PRATA BABPEAPAZ

    Uma beleza de poesia !  Para se ler e pensar...  Não na passagem inexorável do tempo, mas nas tansformações que o tempo imprime às relações...  Mas prefiro acreditar que o amor vence mesmo o tempo !

    Bjs, Querida Sheila. Wau

  • DIAMANTE BABPEAPAZ

    O valor do beijo pode mudar, não porque o tempo passa e envelhece a face que se permite beijar, mas quando se permite a formação de espinhos no lábio que beija... Belo poema... profundo. Beijossssssssssss

This reply was deleted.