Blog 2.0

50 anos de literatura - cordel

 

 

Dia catorze  de maio

vou sim, fazer cinquenta anos,

que comecei escrever.

Isso sei não há enganos.

Guardei o primeiro poema

sim,  senhores, cinquenta anos!...

 

Início de longa estrada

quando ainda adolescente.

tudo ia pra o papel

mesmo sem ser condizente,

com  aquilo que esperava

era muito  inocente!...

 

Após a primeira fase

comecei o meu diário.

Era o confidente fiel

sempre a noite era o horário.

De converser co’o amigo

eu era só o emissário…

 

Alegrias e tristezas

eram ali anotadas.

Para escrever os meus livros

sempre dava umas  olhadas.

Buscando novas ideias,

nas páginas amareladas…

 

Os anos foram passando

ganhei dos filhos, os netos.

Também com livros ganhei

muito carinho e afeto.

A todos que  me acompanham

amor eterno eu decreto!...

 

Já são dezenove livros

e sessenta antologias.

Jornais, revistas e sites

e muitas academias!

Troféus, medalhas, diplomas

deram-me mil alegrias!...

 

Mas,  também vou distribuindo

boas  oportunidades.

Organizando trabalhos

em suas comunidades.

Publicando antologias

dos amigos e confrades…

 

Organizei os  dois   grêmios

da  paixão que é o hacai,

O GAALA virou ACLAM

E a vida assim sempre vai!

Pelo menos mais trinta anos

peço a Deus. querido PAI.

 

Benedita Azevedo

15-02-2014

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Comentários

  • DIAMANTE BABPEAPAZ

    Benza Deus.

    Parabéns por tão linda jornada.

    Parabéns por tão abençoados versos.

    Bjssss

  • BRONZE BABPEAPAZ

    Um caminho brilhante ao lado da poesia

    Uma bela e inteligente mestra

    Aplausos Benedita pelo seu sucesso

    Meu carinho e admiração

    Gde beijo

  • DIAMANTE BABPEAPAZ

    Belíssimo querida poetisa, parabéns bjs MIL.

  • karacas...50 anos de poesia....Parabéns!...Eu não sei quantos anos tenho nisso...comecei em ali por 1978 e logo larguei mão para dedicar-me ao teatro e outras coisas...( escrevia uma coisinha aqui e outra acolá ainda, mas não posso considerar como produção...) Depois iniciei mais a sério por volta de 2004 e começaram a me chamar de poeta (rsrsrs) mas minha inquietude é demasiada para prender-me aos versos...hoje sou mais militante da prosa e só muito de vez em quando esbarro em alguma poesia que pula de dentro de mim. Por isso minha admiração por quem se mantém nos versos é ainda maior.  

  • Parabens, Poesia de Cordel  faz nos brasileiros mais brasileiros ainda. Existe muitos movimentos acontecendo no nordeste brasileiro eque precisamos valorizar esse pedacinho que tb e Brazil. Lucia

  • DIAMANTE BABPEAPAZ

    Que belo cordel em redondilhas maiores! Parabéns, querida poeta, pela jornada no mundo da Literatura! Beijosssssss

  • Meus aplausos! Amo redondilhas maiores.

This reply was deleted.