Posts de Sigmar Montemor (163)

COMUNHÃO

Absorver
O cheiro
Do teu corpo inteiro
O néctar
Do teu beijo
Tão brejeiro
A doçura
E a loucura
Que é tua voz
Teu hálito
Meu hábito
Minha algoz

Mimetizar-me
Sobre ti
Nós
Aos nós
Sobre os lençóis
De rosas
E girassóis
E fronhas
Perfumosas
De teus cabelos
E sonhos azuis

Fundir-me
Em tua carne
Pura mistura
Em alta temperatura
Molhado
De saliva e suor
O meu melhor
É quando vejo
O quanto é luar
O quanto é desejo
O teu olhar
Sigmar Montemor
Saiba mais…

UNO

Escuta, amigo, a formidável orquestra
Dos alegres e multicoloridos pássaros matinais
Spalanca la gloriosa e speranzosa finestra
Para viajar nos mesmos acordes ancestrais

O mundo todo é uma coisa apenas
Tudo que vive é um único organismo
Deixe-se levar por suas mágicas antenas
Toda la humanidad quiere ló mismo

A natureza é uma grande obra de arte
O homem, apenas uma parte
Chercher notre communion

Gozadores de infinita individualidade
Só encontraremos a felicidade
Dans l’amour et l’interaction


Sigmar Montemor

Saiba mais…

INVEJA

Aposto que a lua
Em seu altar
Morre de ciúme
Da magia do teu olhar

O uirapuru, a sós
Canta a tortura
De inveja da doçura
Da tua voz

O violão
Com as notas turvas
Espatifou-se no chão
Quando viu tuas curvas

E que o sol, andarilho
Perdeu o juízo
Ao cegar-se com o brilho
Do teu sorriso


Sigmar Montemor

Saiba mais…

SAUDADE

sinto tua falta no timo
no hipotálamo
do teu mimo
no meu falo

sinto tua perda na hipófise
no pâncreas
de pensar na hipótese
das tuas ancas

sinto tua distância no cerebelo
até o último fio de cabelo
sinto um soco no fígado
e tudo desligado

sinto saudade de ti na minha alma
e nas células olfativas
e falta de todos os teus lábios
nas tristes papilas gustativas
Sigmar Montemor
Saiba mais…

URGÊNCIA

Minha boca quer a tuaCom a urgência da necessidadeComo a noite quer a luaComo o amor quer a verdadeMinha alma pactuaRegozijo e felicidadeE se mostra inteira e nuaComunhão é liberdadeSó teu beijo contentaSó teus olhos vivazesVocê ilumina e alimentaSou só desejos vorazes...Qual a cáfila sedentaA procura de um oásis !SIGMAR MONTEMOR
Saiba mais…

O SONHO DA FOLHA DE PAPEL

Cai no papel alvo e imaculado

Uma letra A distraída

E sozinha sem ninguém ao lado

Chora sua solidão dolorida

 

Sem aviso

Chega um M atrapalhado

E com um sorriso

Encosta ao seu lado

 

Um novo futuro se descortina

Uma promessa... Uma esperança

A folha toda se anima

E começa uma bela dança

 

Nisso chega rolando

Uma letra O apressada

E como quem não quer nada

Vai logo se aproximando

 

A folha aguarda ansiosa

A chegada de mais alguém

Tanto faz poesia ou prosa

É um doce papel do Bem

 

Por fim um R aparece

E a folha está completa

Ela é pura e merece

Atingir sua meta

 

A felicidade alcançada

Foi embora a sua dor

Ainda que não tenha mais nada

A folha agora tem um AMOR

 

SIGMAR MONTEMOR

Saiba mais…

QUEM É VOCÊ

A violência
Alimenta-se
Da violência

E cresce
Numa onda
De ódio

Que se agiganta
Tudo varre
Toma conta

E no final
Restará apenas
O pó da destruição

O amor
Alimenta-se
Do amor

E se propaga
Numa reverberação
De paz

O homem
Nutre-se dele
E revela-se

E no final
Haverá apenas
A luz da vida

Quem é você ?
O pó
Ou a luz ?
Sigmar Montemor
Saiba mais…

MISTÉRIO

Além
Muito além do entendimento
Em secretos, recônditos e intangíveis altares
Onde a alma humana
Entoa cânticos genéticos e ancestrais
Reverbera o som do amor
A química hormonal
Despeja seus licores e néctares
A mente aquieta
E o coração
Sereno
Encontra a paz
Além
Muito além do entendimento
Encontram-se as verdades todas
Sigmar Montemor

Saiba mais…

O INSTRUMENTO

Tanto tantoQue se entoam cânticosHinosSalmosMantrasDentroDe sua mágica grutaDe madeira esculpidaPareceQue a melodiaDe todas as almasAli se encontramLatentesDormentesNa câmara sonoraReverberatóriaAli ecoamAcordesQue acordamCom um toqueDas vibrantesCordasRetesadasAnsiosasO somLiberta-se do ocoDo escuro vácuoE voa ligeiroComo vento de janeiroComo a águiaComo a flechaDo cupidoE o homemDivinoEncontra-seE se fundeCom a músicaQue toca silenciosaInfinitamenteEm todo o universoQue chora e riGrita e chamaDentro de cada átomoDe cada célula vivaTanto tantoQue tudo se calaQuando falaO violãoSigmar Montemor
Saiba mais…

ABRIL

Abriu
O mês de abril
Como nunca ninguém viu
Como há muito não se via
Como há muito não abria
Abril abriu as portas e janelas
Abriu as pétalas amarelas
Abriram-se alas e olhos
Em Oiapoque e Abrolhos
Abriram-se as flores e os repolhos
Nos brandos braços de abril
Corações se abriram
Almas surgiram
Nas brumas de abril...
Brilha bravo abril
Abre-te Sésamo, brado
Abraço-te abril e brindo!
Abriu-se o céu no mais profundo anil
E foi apenas primeiro de abril
Sigmar Montemor

Saiba mais…

AMOR

Acorde

Abra os Olhos e sinta a Beleza do Amor

Abra a Mente e sinta a Força do Amor

Abra o Coração e sinta o Calor do Amor

Eleve a Alma e sinta a poderosa Energia do Amor incondicional

Por Você mesmo e pela Vida

Por todos os Seres e por todas as Coisas

A Paz que gera o Amor Compreensão

A Alegria que demanda do Amor Busca

O Prazer que flui do Amor Desejo

A Onda do Amor

Amor-Luz

Deus é o Amor

 

SIGMAR MONTEMOR

 

Saiba mais…

ALQUIMIA

A beleza

Da vida

E do mundo

 

A emoção

Da alegria

E do amor

 

A arte

Da natureza

E do homem

 

Espremem

Comprimem

E acionam

 

Minhas

Glândulas

Lacrimais

 

A água evapora

Leva a tristeza

Da morte embora

 

Acima do bem e do mal

Resta da lágrima

O sal

 

 

SIGMAR MONTEMOR
Saiba mais…

SOLIDÃO

O homem
Não se dá conta
De ficar quieto

Não consegue
De forma alguma
Ficar só

Não se suporta
Acha-se um tédio
Tem medo de si

Precisa estar entre amigos
Criar família e laços
O refugio do amor

Busca em Deus
O que tem dentro de si
Latente

Procura o que já tem
Sonha com o que já nasceu
E foge do seu destino

O que é preciso
O homem já tem
Dentro da alma

Na lágrima da emoção
E no doce sorriso
Da eterna solidão
Sigmar Montemor
Saiba mais…

A MÁQUINA HUMANA

 

Tenho minhas mãos

Ainda sinto-as fortes como antes

Calejadas já

Mãos que sabem do mundo

Que já pegaram quase tudo que há

Mãos que sabem amar

 

Tenho meus pés

Sinto-os capazes de suportar meu peso

Curiosos ainda

Pés que amam areias virgens

Que me levaram ao topo do mundo

Armas letais

 

Tenho meu coração

Sinto-o um poço de emoção

Um buraco negro de amor

Coração que dá o sangue

Dá a vida por um beijo

E exige sempre o prazer

 

Tenho minha mente

Sinto-a uma esponja infinita

A mais perfeita máquina do universo

Que só quer crescer

Para poder

Falar com Deus

 

Tenho minha alma

Sinto-a um centro de energia

Que absorve amor e saber

Que apesar de ser única

É parte do Tudo

E parte de ti

 

SIGMAR MONTEMOR
Saiba mais…

UMA ORQUESTRA ANIMAL

A Girafa
Na Marafa
O Leão
No Surdão
A Arara
No Trombone de Vara
O Tucano
No Piano
O Corvus Corax
No Sax
A Cigarra
Na Guitarra
O Marreco
No Reco-Reco
O Matrinxã
No Tan-Tan
O Azulão
No Violão
O Perdigueiro
No Pandeiro
O Peixe-Anjo
No Banjo
O Tucunaré
No Afoxé
O Gambá
No Ganzá
O Girino
No Sino
O Pato
No Prato
O Guaxinim
No Tamborim
O Alevino
No Violino
O Pintinho Amarelo
No Violoncelo
A Carpa
Na Harpa
O Cavalo Marinho
No Cavaquinho
A Traíra
Na Lira
O Veado
No Teclado
A Manjuba
Na Tuba
O Garrote
No Fagote
A Borboleta
Na Clarineta
O Chimpanzé
No Oboé
O Orangotango
No Charango
O Mexilhão
No Carrilhão
A Perereca
Na Rabeca
A Cotovia
Na Bateria
O Beija-Flor
No Tambor
O Mosquito
No Apito
A Piton
No Piston
A Jararaca
Na Maraca
O Marimbondo
Na Marimba
O Pica-Pau
No Berimbau
O Tuim
No Bandolim
O Pardal
No Vocal
E a Truta
Na Batuta
Sigmar Montemor
Saiba mais…

MUSICAL

EU GOSTO DOS TITÃS
E TUBARÃO VERMELHO ?
TO DE CAETANO
TATU DE CHICO ?
O GATINHO FAZ ROM ROM
ÂNGELA RÔ RÔ
O SOL RAIOU
AGNALDO RAYOL
O BOI MUGIU
GILBERTO GIL
GOSTO DE PINHEIRO
BETH CARVALHO
GOSTO DE BLUES
SIMONE DE BRANCO
CARLINHOS BROWN
E O BRUNO DO MARRONE
GOSTO DA NOVILHA
BEZERRA DA SILVA
TOCO HARPA
CARLINHOS LIRA
SOU COMUM
CARLOS NOBRE
GOSTO DA BARRIGA
GAL COSTA
ADORO CHAPÉU
ELE CARTOLA
AMO PEIXADA
CAUBY PEIXOTO
BEIJO A BOCA
CLAUDINHO BUCHECHA
GOSTO DE WHISKY
CLAUDIA LEITE
ALGUNS SÃO DO DEMONIO
CLEMENTINA DE JESUS
EU SOU GRANDE
DIANA PEQUENO
GOSTO DE MARIANA
DINHO OURO PRETO
PREFIRO CARNAÚBA
DIOGO NOGUEIRA
ADORO PORQUINHO
EDSON CORDEIRO
PREFIRO CACHORRO
EDU LOBO
GOSTO DO CAMPO
ELOMAR
VOU PARA LIMA
EMÍLIO SANTIAGO
VOU PARA A IGREJA
EVANDRO MESQUITA
SOU DE MANAUS
FAFÁ DE BELÉM
VOU PELA RODOVIA
FERNANDA PORTO
GOSTO DE LARANJA
FERNANDA LIMA
ESTOU A PILOTAR
FRANK AGUIAR
VOU AGORA
FREJAT
SOU O FILÓSOFO
GABRIEL O PENSADOR
SOU DO INTERIOR
GAÚCHO DA FRONTEIRA
SOU NATALINO
HERMETO PASCOAL
VOU PARA OURINHOS
IVAN LINS
ADORO MELANCIA
JAMELÃO
SOU DA PRAIA
JOÃO DO VALE
SOU MAGRO
JOÃO GORDO
AMO ALFAJOR
JORGE BEN JOR
FAÇO VERSINHO
JORGE VERCILLO
SOU DA REPÚBLICA
JORGINHO DO IMPÉRIO
ADORO PÉROLA BRANCA
JOVELINA PÉROLA NEGRA
GOSTO DE PERA
JÚPITER MAÇA
TENHO A CHAVE
KELLY KEY
PREFIRO CD
KID VINIL
SOU EUROPEU
ELE LATINO
GOSTO DE PALMEIRA
LEILA PINHEIRO
SOU DESTRO
LÉO CANHOTO
GOSTO DA CHAPEUZINHO VERMELHO
ELE LOBÃO
TENHO UM VOYAGE
LUAN SANTANA
ADORO LETRA
LUIZ MELODIA
PREFIRO AS FRUTAS
LUIZ CALDAS
AMO PRAIA GRANDE
LULU SANTOS
PRECISO DA LIBERDADE
ZIZI POSSI
SOU UM ESPETÁCULO
MARA MARAVILHA
ADORO O DROMEDÁRIO
MARCELO CAMELO
GOSTO D4
MARCELO D2
AMO A ÁGUIA
MARCELO FALCÃO
SOU DA VELHA
MARCELO NOVA
GOSTO DO RIO
MARIO LAGO
PREFIRO OS PRÍNCIPES
NANDO REIS
GOSTO DA GATA BRAVA
MARISA GATA MANSA
AMO A MONTANHA
MARISA MONTE
SOU DO BAIRRO
MARTINHO DA VILA
SOU DE MORTE
MILTON NASCIMENTO
SOU DISSIMULADO
MOACIR FRANCO
ADORO TIGRE
NARA LEÃO
SOU FILHINHO
ELE NETINHO
GOSTO DA GRAMA FINA
NEY MATOGROSSO
VI UM MONTE BRANCO
OSWALDO MONTENEGRO
ADORO CORDEIRO
ELE OVELHA
LEIO SARTRE
PATRÍCIA MARX
TENHO BOCA DE POETA
PAULINHO BOCA DE CANTOR
CAÇO MOSQUITO
PAULINHO MOSKA
SOU DO VIOLÃO
PAULINHO DA VIOLA
USO CANETA
ELE PENINHA
SOU BRASILEIRO
RENATO RUSSO
USO LEVIS
RITA LEE
SOU DESLEAL
ROBERTO LEAL
GOSTO DO CRAVO
SAMUEL ROSA
SOU HÉTERO
SERGUEI
JOGO SINUCA
ELE SIVUCA
GOSTO DO INCA
TIM MAIA
TIRO ERVA DANINHA
ELE TIRIRICA
SOU UM FURACÃO
TONI TORNADO
QUEBRO CASA
TATI QUEBRA BARRACO
SOU UMA TORA
ELE TOQUINHO
SOU DA CIDADE
VANESSA DA MATTA
SOU CÓSMICO
WILSON SIDERAL
GOSTO DE HONG KONG
ELE XANGAI
ADORO DOG
ZÉ KETTI
PREFIRO A BOMBONZEIRA
ZECA BALEIRO
CURTO UM SAMBINHA
ZECA PAGODINHO
DOU-TE UMA ORQUÍDEA
NOEL ROSA
Sigmar Montemor
Saiba mais…

CONVICÇÃO

Tem dia que acordo meio católicoRomano, ApostólicoCrente em Jesus Cristo nosso senhorE vivo em seu louvorTem dia que acordo ExistencialistaCartesiano, Sartreano, Iluminista;Às vezes Lacaniano lacônicoOutras, Budista totalQuase sobrenaturalDe príncipe Sidarta, o abastadoÀ Buda Zen Iluminado;Que os Orixás me acompanhemE que as hordas me arrebanhemExistem situações de impactoQue me botam Espírita convictoKardecista, romântico por inteiroOu Candomblé festeiro;Às vezes, meu irmão,Sou Evangélico radicalNoutras vezes, Ateu natural;Tem horas que me transformoNo próprio Dalai LamaE rezo na camaFeito um BispoE tem dias em que me dispoE viro o grande GandhiPois me amarro no Mahatma;Às vezes peço meu padrinho comigoPadim Ciço... Proteja meu umbigo...Outras, deixo nas mãos dos meusE na vontade dos Anjos de Deus;Dá vontade tambémDe ser MórmonE ter um harémCom mais de cem...E cuidado quando eu quero brigaVirado na BexigaEndiabrado, endemoniadoAdorador do Bode Barbado;Mas logo me transmutoEm flor... Em frutoTorno-me um Santo, ilibadoE me sinto amando... Sinto-me amado;Tenho fé que um diaApós um século de alegriaEu tome enfim juízoE goze pra sempre no ParaísoSigmar Montemor
Saiba mais…