Posts de ઇઉ Ronilda David (459)

Adm

⨷Descoberta...⨷

Descoberta...

 

José Carlos Rodrigues

 

Eu descubro em minha vida:

o meu amor sempre carente

a minha paixão desmedida

a minha vontade urgente...

Mas descubro no corpo teu

 meu pensamento indecente

o teu sabor e o cheiro meu

   na simbiose de fogo ardente...

Eu descubro em teu rosto:

o meu amor sempre latente

em teu sabor e no meu gosto

a mistura do cheiro da gente.

Eu repouso enfim, em teu colo

a minha cabeça inconsequente

mas não choro nem me consolo,

   minha alma é que chora e sente...

Sinto em meus lábios teu beijo

quando me vem tão docemente

que nem chega a fazer desejo;

   é só o que teu tempo consente...

E o meu amor não é sereno

quando te toma finalmente

que, em um instante pequeno

 tu já és meu amor ausente...

 

Franca, 2007, Abril, 23

A Moment You Will Always Remember- Ernesto Cortázar

Saiba mais…
Adm

⨷Asas Quebradas...⨷

Eu nunca te perguntei nada

embora a dúvida assomasse

como coisa que tomasse

 qualquer pergunta criada

   em minha imaginação...

Era um estranho em tua casa

 que chegou tarde demais;

um diabo arguto e suspicaz,

um tolo anjo sem asa

   perdida em qualquer questão...

Esse estranho que chegou e partiu

 sem uma pergunta sequer,

 sem uma palavra qualquer

 que te colocasse o sinal de til

sobre as vogais do coração;

   era um estranho que te amava...

Que quis que o contato breve

fosse um jugo sereno e leve;

 que calou sempre, mas te levava,

 imagem imprópria de solidão

   nos próprios caminhos de vida...

Agora, é só um eco de passado

um fantasma estranho e calado

cuja pergunta pretendida

  foi uma sombra lançada ao chão...

 

Do Livro Leque de Poesias

Sociedade dos Poetas Menores Vol. III

 

José Carlos Rodrigues

 

Música- Intimate Liaison- Ernesto Cortázar

Saiba mais…
Adm

⨷Momentos...⨷

Quero viver teus momentos de princesa...

Quem sabe se nas voltas que o mundo dá

até possa me saber um príncipe...o teu...

Mas eu também quero tuas horas de fada,

enchendo as minhas noites de magia

e a minha vida dessa doce alegria

que é poder estar contigo...

Quero ser o teu duende e teu amigo

pra ser o alvo da tua mágica

aquela figura cômica e trágica

que costuma rodear todas as fadas.

Quero teus sublimes momentos de mulher

aqueles próprios só das mulheres...

Quero ser o tudo de todos os nadas

quero ser as horas em que tu esperas

 e a alegria das horas em que te espero.

Quero dizer-te o tanto que eu quero

mas que também digas do que tu queres

porque o sonho é despertar toda manhã

com tanta vontade de ti quanto puder

como se jamais e nunca te houvesse tido

e toda manhã seja um novo começo prometido

da tua maravilhosa essência de mulher...

Saiba mais…
Adm

⨷Flecha⨷

 

Na trajetória de uma seta

toda a história de uma vida

transtornando a noite quieta

como um dedo na ferida.

E, se não mudou tal trajetória

é que nada mudou senão a vista

não fez razão e nem vitória

nem trouxe paz na conquista.

Na evolução lenta e gradual

o eufemismo mora na espera;

é como esse espadim mortal

fazendo o encanto da quimera.

Na aguda ponta de flecha

um silvo, esperanças corta;

caminho do céu que se fecha

quando o vento cerra a porta.

Que faço, então, imprevidente

na pura impavidez do desafio;

que faço eu ; tolo imprudente

batendo a sombra ; o vento frio?

Eu sou teu sonho ora presente

que vem pra levar-te aos céus,

ponta de flecha fascinante

que veio despir teus véus.

Sou uma miragem esmaecida

sob o céu límpido , hibernal

e pra ser homem em tua vida

sou a sombra de um amante

enquadrada em teu portal...

 

Franca, 1.999, Abril, 23.

José Carlos Rodrigues

Música- Por Uma Cabeza- Astor Piazzola

Saiba mais…
Adm

⨷Pedaço...⨷

Entre o céu, a água e a terra,
como a semente rola da serra,
como nasce uma uva da vinha,
sou pinheiro brotando da pinha
pra desafiar contigo o vento
na sutil volúpia do movimento
que deu formas ao universo.
Eu sou poema de um só verso;
sou teu prodígio de vontade,
audaciosa sombra que te invade.
Pois o amor é tenaz e prepotente
mas nunca, jamais, indiferente;
é ousado e doce, fugaz, suave
como a pluma que uma ave
lança aos ares na primavera.
E, se recordo a plumagem vera
de beleza apenas mediana;
eu sou uma linha meridiana;
onde sou caule e a tua seiva,
eu sou semente em tua leiva,
néctar atraente ao beija-flor
confissão pura, cheia de amor.
Como vento nas asas da libélula
és minha vida em cada célula,
meu pedaço, a parte e a metade;
doce ilusão em minha verdade;
pedaço e metade de minha parte.
Porquanto és rima em minha arte,
luz amorosa em minha poesia,
beijo de sol em meu meio dia,
onda vaga, veloz vaga sucessiva,
pois toda e qualquer alternativa
em tuas mãos, sempre repousa...
Mas, consolo de quem ama e ousa,
quando a minha alma se inquieta
e eu busco razões pra ser poeta;
um multicolorido pingo dessa tinta
com que a vida recria, revela e pinta
um motivo que não busca porquês;
faz também, com que eu viva outra vez...

 

Música- Ernesto Cortázar- Between Thorns and Roses

Saiba mais…
Adm

⧪No Alvorecer do Novo Ano⧪

A Cada Hora e Minuto Ele Brilha Entre os Homens

 

MOR

 

No aporte do último dia

De uma longa caminhada.

Arquejado ainda sorria

Lamparina quase apagada.

 

No final daquele ano

No menino vendo a alegria

Ascende aquela vela

Dois mil novecentos e treze

 

Naquele momento brilha

Velhinho some na escuridão.

Do ano que já findou

Que até ele liderou.

 

O menino segue na alegria

Elegante a caminhar

Lá no horizonte a luz brilha

Novo ano a chegar.

 

São José/SC, 31 de dezembro de 2012.

São José/SC, 1° de janeiro de 2013.

 mosnyoiram@gmail.com

Saiba mais…
Adm

⧪A Caminho do Final⧪

MOR

 

Trinta dias contados

No esmero da poesia.

Os versos foram relatados

No canto de cada dia.

 

O gênero transbordou

No último mês do ano.

Ninguém de fora ficou

Salvo qualquer engano.

 

Ao longo do caminho

Amparado no cajado.

Vem aquele velhinho

Tremendo e cansado.

 

Um belo menino encontra

A boa vinda lhe dá.

Nada ali se confronta

O cajado a lhe doa.

 

No final do próximo ano

Com ele vai se amparar.

Salvo qualquer engano

Quando no fim vai chegar.

 

São José/SC, 30 de dezembro de 2012.

mosnyoiram@gmail.com

Saiba mais…
Adm

⧪Cadë o Patriotismo⧪

Dos ladrões!

MOR

Do velho patriotismo

Neste tempo moderno.

Perdemos o seu lirismo

Acabamos no inferno.

Da moral e da ética

Esquecemos a velha filosofia.

Perdemos a boa dialética

Pensamento em longa agonia.

Assaltaram o erário

Dinheiro do contribuinte.

Fora logo o comissário

Este foi o maior acinte.

A maldade é que impera

O roubo que predomina.

Em toda a parte da terra

Até parece um sofisma.

Um desafio ao direito

De quem quer o manter.

Com todo o seu efeito

E o seu sangue a correr.

 

São José/SC, 29 de dezembro de 2012.

mosnyoiram@gmail.com

Saiba mais…
Adm

⧪Uma Nação de Mulheres⧪

MOR

 

A mulher do mundo a Amazona

Organizou sua tribo, pelo que lutou.

Do cavalgar sempre fora a dona

Um povo ordeiro lá organizou.

 

Da mulher é a rainha

Sem a bela amazona.

Que prole se tinha

No seu seio se prospera.

 

Da beleza o seu encanto

Montando seu belo cavalo.

Voando por todo o canto

Daquele chicote o estalo.

 

Mostraste toda a bravura

Lá sua presença marcou.

Ao enfrentar toda luta

Por tudo que realizou.

 

São José/SC, 28 de dezembro de 2012.

mosnyoiram@gmail.com

Saiba mais…
Adm

⧪Lançar Um Desafio⧪

MOR

 

Meu país vive uma loucura

Nem repeitam o S. T. F.

Em toda sua extrutura

Este país não é varal.

 

Lançar a pancadaria

O que estão procurando.

Quer de noite quer de dia

A ditadura se aproximando.

 

Daquela constituição

Pelos críticos considerados.

Instrumento em evolução

Lentamente já desmantelada.

 

Tudo aqui é uma lentidão

Nada mais se dignifica.

Da justiça a educação

Logo já nem retifica.

 

Letrado com sua loucura

Num engodo nacional.

Com este povo sem cultura

Não cantam o Hino Nacional.

 

São José/SC, 27 de dezembro de 2012.

mosnyoiram@gmail.com

Saiba mais…