Posts de RONALDO BALBACCH (20)

SOMBRAS DEL PASADO!

3541693259?profile=original

SOMBRAS DEL PASADO!


Yo quería que el amor suavemente

Yo soñaba con jugar por un momento

Una perla de rara belleza ...

Yo no sabía el poder de sentir.

 

Caminé a través de los sueños

Caminé el día y la noche ...

Tuve sueños hermosos y sonrientes

Sin que se encuentre.

 

Nunca buscó el dolor ...

Pero yo sé el dolor que yo buscaba

El amor tiene espinas en la superficie de la igualdad

Que la mano dulce, dulce daño.

 

Ahorre tiempo noble

Esta es la razón para el sufrimiento

Frente a este sable terribles

El amor es vivir o morir.

 

En los restos de esta mañana

Disfrute de la fiel compañera, la soledad,

En besar la rosa respiración húmeda

De espinas que rasga mi corazón.

 

No hay esperanza para el amor

Lo que se busca en el hermoso jardín

¿Por qué me atormentan hermosa flor?

Si sólo sombras del pasado vive en mí!

 

Ronaldo Balbacch

 

Sao Paulo-SP, 06 de diciembre 2011

Saiba mais…

SOMBRAS DP PASSADO

3541693293?profile=original

SOMBRAS DO PASSADO!


Eu queria amar-te com delicadeza

Sonhei em tocar-te por um momento

Uma  pérola de rara beleza...

Não sabia o poder do sentimento.

 

Caminhei através dos sonhos

Vaguei dia e noite afora...

Tive sonhos belos e risonhos

Sem encontrar-te senhora.

 

Nunca busquei a dor...

Mas sei que a dor me buscou

O amor tem espinhos iguais à flor

Que meiga e doce a mão machucou.

 

Guardar momentos nobres

Talvez seja a razão do sofrer...

Ante a este terrível sabre

É viver o amor ou morrer.

 

Nas sombras desta madrugada

Abraço a fiel companheira, a solidão,

Num suspiro beijo a rosa orvalhada

Com espinho que rasga meu coração.

 

Não há esperanças para o amor

Que se busca no belo jardim

Por que me atormentas bela flor?

Se tua sombra do passado vivem em mim!

 

Ronaldo Balbacch

 

São Paulo-SP, 6 dezembro de 2011

Saiba mais…

QUERO-TE MEU AMOR!


3541693010?profile=original


QUERO-TE MEU AMOR!


 Quero-te com esse belo sorriso...

Com este semblante, que alegras,

Amo o teu olhar que me leva ao paraíso

Gosto desse teu jeito sem regras.

 

Amo a forma dos teus cabelos...

Os teus lábios cor de carmim...

O meu olhar flutua, nos teus, seios belos,

Para deslizar sobre tuas curvas, enfim.

 

Deitar ao teu lado é viver...

Com se estivesse ao lado de um oceano

Cheio de surpresas, sem nada prever,

Apenas o sentir do teu calor humano.

 

Ah!...Beber da tua fonte doce...

Quando a boca fica sedenta pelo beijo molhado

Quero viver o carinho que me trouxe...

Nesta madrugada, provei do gosto do pecado...

 

Quero o ardente fogo dos nossos encontros

Não sei donde vieram esses desejos profundos,

Deliciosos de infinitos prazeres, sem outros,

Porque é por ti que vivo apaixonado neste mundo.

 

Quero deliciar-me no teu beijo fugaz,

Como o fogo que queima e arde em nós...

Ora mar em almoço, ora lago calmo de paz,

Alivio, e gozos infinitos quando estamos às sós.

 

Quero amar-te assim, ao sabor do teu beijo,

Ao toque da tua nudez perfeita...

Sugar desse beijo o intenso desejo...

Qual abelha rainha que da flor se deleita.

 

 

Ronaldo Balbacch

 

São Paulo – SP, 04 de dezembro de 2011

Saiba mais…

AMIGOS!

3541687358?profile=original

Caros amigos!

 

Quando o poeta consegue fazer alguém viajar e voltar

no tempo, através de seus escritos, ele atingiu o seu objetivo.

 

Por isto faço aqui a postagem do comentário que recebi

nesse vídeo na minha pagina do youtube, isso, é muito

gratificante!

 

"POEMA CONVITE AO AMOR" - "HD" - "RONALDO BALBACCH"

 

Grande Poeta,

 

...Agora, me desperto, revivendo em mim,

O doce encanto, deste tresloucado sonho.

 

De tuas macias mãos,

Dos teus seios doces,

Teu sorriso de menina.

Que eu amei,  outrora.

 

Jmal


Jmaljamal 41 minutos atrás

Saiba mais…

UM CONVITE AO AMOR!



3541686364?profile=original

UM CONVITE AO AMOR!

 

Convido-te a vir comigo

A caminhar de braço dado

Numa bela manhã de domingo

Formar um casal apaixonado.

 

Na campina verdejante colher lírios

Deixar fluir a brisa, mansa, e cativante

Sentir nos teus olhos o doce colírio

Que faz de mim o teu eterno amante.

 

Se vier comigo, viajarei contigo,

Por planetas desconhecidos...

Desbravarei horizontes ao teu abrigo

Viverei momentos que jamais serão esquecidos.

 

Caminharei pela esteira do mar...

Deixarei o barco do amor navegar

Nas vagas perigosas do teu olhar...

Para o amor puramente te entregar.

 

Se vier comigo, serei teu abrigo

O manto quente na noite fria...

O apaixonado, amante e amigo...

Plantarei no teu campo a alegria.

 

Eu te ofereço o meu amor

O meu carinho, os doces beijos,

Ardentes, perfeitos, sem pudor,

No toque do teu corpo os desejos.

 

Ainda que seja um simples convite

Com ares da imaginação de amigo

Continuo o expectador, ouvinte...

Que pergunta. Mulher vem comigo?

 

Ronaldo Balbacch

 

São Paulo – SP, 25 de outubro de 2011

 

Saiba mais…

O AMANHECER!

3541685262?profile=original

O AMANHECER!

 

Na linda madrugada de outono

Ouço a sinfonia de pássaros

Anunciando o novo alvorecer

Os galhos bailam em harmonia.

 

As flores no jardim desabrocham

Em tons, suaves, e orvalhadas,

Raios, tímidos, escondidos entre nuvens

Indicam o prelúdio de mais um dia de vida.

 

Sinto a sensação de boas novas...

E novas esperanças vindas do alvorecer...

Da janela observo os primeiros movimentos

Dos carros e as pessoas que se organizam.

 

Uma brisa suave toca meu rosto

E aguardo ansioso, a aurora.

De belos raios dourados,

Que lentamente consomem a escuridão.

 

Agora já é dia, e o sol esta resplandecente

Os tons das árvores parecem mais fortes

E o aroma do café invade o recinto...

O relógio anuncia que é hora da jornada.

 

Observar o amanhecer é algo me encanta

É assim que me empenho a seguir enfrente

E nunca desistir dos sonhos mais impossíveis...

Porque a esperança renasce a cada amanhecer!

 

Ronaldo Balbacch

 

São Paulo – SP, 20 de outubro de 2011

Saiba mais…

FOLHAS MORTAS!

3541684416?profile=originalFOLHAS MORTAS!

Ó como me entristece ver-te assim
Fitando este pomo em abandono,
A procurar em vão, neste jardim,
Uma flor que te alegre neste outono...

Em busca desta flor, certa vez, vim,
Após dias sem sol, noites sem sono,
Ciente de que ela também esperava por mim
Como abelhas ao mel, o cão ao dono,

E sei que a procurei, em vão,
Sem encontrá-la... e como tu, agora,
Só vi as folhas mortas jogadas ao chão...

Ah!... flor que nunca esteve a minha espera...
Passou o inverno, o verão e outono afora.
Por que matamos o nosso amor na primavera?

Ronaldo Balbacch

São Paulo- SP, 16 de outubro de 2011.
(Séries sonetos)

Saiba mais…

UM DIA!



3541684529?profile=original

UM DIA!

 

Um dia, vou escrever algo,

Que percorra o mundo...

Que todos falem de mim...

E saibam a importância da vida.

 

Letras perfeitas, sem ódio,

Que sejam boas para todos

E reflitam nas quadras o amor

Força maior da nossa existência.

 

Para um dia ser lembrado...

Com um ser humano bom

Que deixou um belo legado

Algo para as futuras gerações.

 

Talvez este seja o maior sonho...

Difícil de concretizar, num mundo

Complexo, conflitante, impossível...

Porque não se consegue agradar a todos.

 

Além da massificação das idéias

E dos ideais mundanos...

A globalização cria em tempo real

Um verdadeiro reduto de solidão.

 

A multidão de amigos internautas...

Oculta a solidão que existe atrás da tela

Fatores que fazem o mundo irreal e fantasioso...
Um dia vou escrever algo que seja melhor que  isso!


Ronaldo Balbacch

São Paulo – SP, 16 de outubro de 20011

Saiba mais…

DECLARAÇÃO DE AMOR!

3541683351?profile=original
 
Declaração de amor

O teu amor é o abrigo.
O fim da longa espera...
O carinho e o sorriso amigo
O calor que só prazer gera.

O teu amor traz a paz, a flor do trigo
 Vigor a vida, em que tudo prospera,
Faz a semente germinar contigo
Terra fértil,  flor da primavera.

Com carinho e zelo, dois corações
Hão de semear o amor terra afora
E viver a cada segundo novas emoções.

Transformar em quentes as noites frias...
Belas palavras hás de ouvir agora
Tão-somente palavras de amor e alegrias.

Ronaldo Balbacch

São Paulo-sp, 11 outubro de 2011
 
(série sonetos)
 
Saiba mais…

DESEJOS DE AMOR INSACIADOS!

3541683229?profile=original

DESEJOS DE AMOR INSACIADOS!

 

Quando tuas mãos tocavam as minhas

Eu sentia o calor dos doces carinhos

Que flutuavam qual abelha rainha

Na flor rubra, doce, sem espinhos.

 

A maciez dos teus lábios deleitava,

O mais puro, verdadeiro, e único amor.

Tua veste sensual encantava...

Desejos de tocar as pétalas da preciosa flor.

 

Sempre busquei o amor terra afora...

No lugar dos sonhos, encontrei pesadelos,

Sobram recordações, e doçura de outrora,

Porque não sinto o toque suave dos teus cabelos.

 

Flutuo pelas vagas desse imenso mar

Com espinhos presos n’alma

Não esqueço o teu olhar...

O gosto dos teus beijos que a boca inflama.

 

Provei do mais puro licor da vida

O saboroso, mais precioso, e doce vinho...

O ouro da flor do trigo prometida...

Nos eternos momentos de carinho...

 

Conheci lugares, percorri o mundo

Sem perder a vontade de revê-la

E num mergulho eterno e profundo...

Sentir o teu brilho de estrela.

 

Saciar a boca sedenta pelo beijo

Que possui o gosto do pecado...

Voltar e realizar esse desejo...

No campo de um amor eternizado.

 

Os dias, a primavera, e as belas flores,

Rejuvenescem os sonhos delicados...

Na imortalidade, de um amor de quereres,

Há muito mais que saudade, há desejos insaciados!

 

Ronaldo Balbacch

 

São Paulo-SP, 10 de outubro de 2011

Saiba mais…

AVE RAPINA!

3541682991?profile=original

AVE RAPINA!

 

Quando tuas mãos tocavam as minhas

Eu sentia o calor dos doces carinhos

Que flutuavam qual abelha rainha

Na flor rubra, doce e sem espinhos.

 

Na maciez dos teus lábios deleitava,

O verdadeiro e único amor.

Em veste sensual me encantava

Ao toque das pétalas da preciosa flor.

 

Busquei o amor terra afora...

Em sonhos encontrei pesadelos...

Porém descubro a tua doçura agora

Que não sinto o toque dos teus cabelos.

 

Flutuando pelas vagas desse mar

Vejo que pregaste em minha alma

A profunda marca do teu olhar...

O teu cheiro impregnado tira-me a calma

 

Me deste o puro licor da vida

O sabor do mais doce vinho...

O ouro da flor do trigo, querida,

Momentos inesquecíveis de carinho...

 

Se eu houvesse percorrido o mundo

Ainda, assim, voltaria para revê-la

Por um único mergulho profundo

No teu mar de profundeza bela.

 

Como outrora havia tocado...

Minha boca sedenta pelo amor

Que possui o gosto do pecado...

E a ânsia louca de tocar na tua flor.

 

Nessa primavera vejo flores

De perfumes doces e delicados...

Saudade profunda dos amores

Que há muito deixei no passado...

 

Talvez seja uma ave que perdeu o carinho...

Que nunca mais repousará no meu leito...

Qual ave rapina que cruza o caminho...

Para arrancar da presa o coração do peito!

 

Ronaldo Balbacch

 

São Paulo-SP, 10 de outubro de 2011

Saiba mais…

EU TE AMO SECRETAMENTE!

43.jpg?width=400

EU TE AMO SECRETAMENTE!

 

Eu te amo como se essa fosse a ultima vez

Ou se o entardecer fosse o fogo a queimar

Brasa ardente que consome minha palidez...

Quando o coração inutilmente tenta te alcançar.

 

Te amo como se fosse a ultima rosa do jardim,

De orvalho molhada ao alvorecer da primavera

Esse amor, secreto, sem inicio, meio ou fim,

Apenas o sentir d’alma, que desejo gera.

 

Não sei como tudo começou, apenas, sinto o amor,

Que devora as entranhas do meu ser, já sem calma,

Entre a espera e a chegada há lagrima de dor...

Porque dentro de mim te ocultas flor sem alma.

 

Te amo como o dia, em que o sol se esconde,

E leva escondida a luz que daria brilho a vida,

Sem mais brilhos, o coração não responde,

Inerte sem o devido impulso nada brinda.

 

Eu te amo mesmo sem saber do amanhã

Porque o teu amor é noite em meu mundo

Tua sombra, secreta, vaga e vã...

Uma miragem no deserto profundo.


Estás perto quando os meus olhos cerram

E quando abro os olhos percebo a distância

Nem de noite ou de dia, os sonhos param.

Sou o menino que perdeu a infância.

 

E deixou que seus brinquedos quebrassem...

Sem graça vivo esse amor juvenil, puro do amante,

Na espera que nossos corpos se abracem.

Assim te amo na espera de um dia encontrar-te.


Ronaldo Balbacch

 

São Paulo – SP, 07 de outubro de 2011.

Saiba mais…

ENCANTOS DE MUJER (ESPANHOL)

3541682393?profile=original

ENCANTOS DE MUJER

 

Son tantos tus encantos

Que iluminan mi mirada

En estos difíciles tiempos…

Que muchos no saben amarte

 

Contemplar tu belleza

Con rayos esplendorosos

Cuan linda es tu naturaleza

En tu enflorecimiento.

 

De un amanecer, feliz, sonriente

En el atardecer todo es amor

En un bello jardín florido…

Busco recoger la dulce flor.

 

Desde una sonrisa angelical…

La bella voz suave y calma…

Hace cada momento especial

Que trae paz y alivio para el alma.

 

Todo parece perfecto…

No hay nada para cambiar

En deseos me deleito

Porque tu nudez me hace viajar.

 

El pimpollo de rosa perfumado…

Recogido en una bella mañana primaveral.

Fruto del amor y del pecado…

Cuerpo candente perfecto y gentil…

 

Encantado sueño despierto

Con este amor dentro de mi pecho…

Encantos que me vuelven apasionado…

Ah!... Como quisiera amarte a mi manera.


Ronaldo Balbacch

 

São Paulo – SP, Brasil, 06 de outubro de 2011

Saiba mais…

VERTENTE DO AMOR!

3541681733?profile=original

VERTENTE DO AMOR!

 (Declaração de amor)

Em céu azulado e límpido
Flutuam meus pensamentos...
A flecha do amor o cupido...
Vai muito além dos sentimentos.

Em nobre veste colho a rosa
De tom sublime e perfumado
Bela, feliz, toda prosa...
Esteio do mundo encantado.

No teu sorriso belo e sutil...
Vejo fadas, mágicas, encantadoras
De belo corpo, delicado e gentil
A mais bela de todas as senhoras.

Marco da vida, luz e paz...
Estrela dos céus reluzentes
Amar-te com prazer sou capaz
No calor dos teus lábios ardentes.

Sentir-te em toques mágicos
Mãos que deslizam suavemente
Nos teus dons gentis e magníficos.
No teu lago descubro nobre vertente!

Em sonho banho-me desse cristalino prazer
Num mergulho alucinante...
Ó... mulher querida... seria tão bom te dizer...
Que desejo naufragar na tua doce vertente!

Ronaldo Balbacch

 

São Paulo - SP, 03 de outubro de 2011

(Série poemas de amor)

Saiba mais…

ENCANTO DE MULHER!

 

3541681915?profile=original

ENCANTO DE MULHER!

 

São tantos os teus encantos

Que iluminam o meu olhar

Nesses difíceis tempos...

Que muitos não sabem te amar.

 

Contemplar a tua beleza

Com raios de esplendor

Que linda a tua natureza

No teu desabrochar em flor.

 

Do amanhecer, feliz,  sorrindo

Ao pôr do sol tudo é amor

No belo jardim florido...

Busco apanhar a doce flor.

 

Desde o sorriso angelical...

A bela voz suave e calma...

Torna cada momento especial

Que traz paz e alivio a alma.

 

Tudo parece perfeito...

Não há nada para mudar

Em desejos me deleito...

Porque tua nudez me faz viajar.

 

Ó botão de rosa perfumado...

Colhido na bela manhã primaveril

Fruto do amor e do pecado...

Corpo quente perfeito e gentil...

 

Encantado eu sonho acordado

Com este amor dentro do peito...

Encantos que me faz apaixonado...

Ah!...Como eu queria te amar do meu jeito.

 

Ronaldo Balbacch

 

São Paulo – SP, 01 de outubro de 2011

Saiba mais…

POEMA DE AMOR!

3541679961?profile=original

UM CANTO DE AMOR

Mundo de mil maravilhas
No forte tronco do amor,
Ama , sonha perdida,
No mais puro delírio de amor.

Ó mulher que traz amor e fantasias.
Para a minha vida arrefecer.
Sou a alegria dos dias
Passageiros do amanhecer.

Trago o canto no peito,
Que me importa quero viver
Acalentando desejos no leito,,
No céu, no mar, na chuva, no amanhecer.

Na correria passa o tempo,
Tenho pressa de viver o amor total,
Que desejo da mulher que contemplo,
Cantando este amor carnal.

O trabalho a vida sustenta
É o trinar do dia-a-dia,
Que a vida nos contenta
Cantando com alegria.

Tens o encanto e o trato
Da beleza em flor,
Perfumas de fato
O meu corpo com teu amor.

Tuas provocações
Atormentam meu ser
Trazem desejos e ilusões,
Na busca de teu querer.

Tenho este sonho colorido
Que eu espero um dia realizar,
Te levando para o trono
Além, terra, estrela e mar.

É de alegria meu canto
É de alegria meu ser,
Teu corpo é todo encanto,
Quero te amar e de amor viver.

Ronaldo Balbacch

São Paulo - SP, 20 setembro de 2011.

(série poesia amor)


Saiba mais…

YO TE AMO MUJER!

3541676975?profile=original

YO TE AMO MUJER! 


(Declaración de amor) 

Te amo, oh mujer tan dulce y falaz 
Ahora el mar en alboroto, ahora calmado lago 
Lleno de amor y paz! 
¡Te quiero! Reflejas en mi poema con gratitud 
con caricias de amor a través de mi corazón! 

Oh tierra fértil, caliente y buena ... 
amo tu mirada que acoge  la vida, 
ave que suavemente vuela  ... 
por el cielo vasto e infinito 
Oh  mujer mía, flor prometida
Mis sueños contigo son infinitos ... 

Dale a tu amor siempre ávido de oro 
Todo lo que poseas, oh mujer, de precioso y caro, 
Es tu noble tesoro ... 
Pero tan feliz cuando te deleita ... 
porque sabes que el amor es tu amparo ... 
tu alegría, l paz y realización perfecta. 

Me entrego a tus hermosos sueños ... 
a tus bellas  ilusiones de amor y ventura ... 
de amables momentos risueños ... 
el  fruto dulce que ofrecemos, pero no para todos alcanza ... 
Sólo el amante te convence, y en ti perdura, 
Incluso, como las promesas y no quiere esperanzas  ... 

Hay en ti deseos que componen sinfonías ... 
se torna plena la inspiración del poeta sonriendo 
que en todo lo que tienes de buena se admira ... 
desde tu sonrisa hasta tu apertura de flor, 
Siempre es un encanto, ¡Oh mujer, en tu aurora ... 
siempre iluminada por el amor ... 

Con sensualidad guardas tu desnudez ... 
La musa  y los encantos de los poetas de antaño, 
Brilla con perfecta lucidez ... 
y surge en tu rostro deseos y sonrisas ... 
La mano que acaricia es la mismas que  te aterra ... 
Oh mujer como estás distante, sin embargo, de mi paraíso! 

Pero te amo ... porque tu imagen me hace viajar ... 
Oh mujer deliciosa que vive para arder como el sol, 
dame tu amor para siempre amar ... 
nútreme de la savia del amor que me arrulla ... 
lleva tu vida en mi vida, los sueños en mis sábanas, 
alimenta mis parcos sentimientos ... 

Por la noche mi amor por ti clama con humildad ... 
pensando en ti, así,  paso los días en  tormento, 
Siempre en busca de su preciada miel ... 
perdona, oh mujer, tantas locura y deseos ... 
para soñar con tan bello momento! 
Ah ... pequeña es la vida  ante este amor lleno de inmortalidad ... 

Te amo, oh mujer tan dulce y falaz ... 
ahora el mar en alboroto, ahora calmo el lago 
lleno de amor y paz! 
¡Te quiero! Reflejas en mi poema con gratitud, 
con caricias de amor a través de mi corazón! 

Ronaldo Balbacch 


São Paulo - SP, 01 de setembro de 2011

Saiba mais…

TU MIRADA!

 

3541676955?profile=original

TU MIRADA!

 

 Tu mirada siento la ternura.

cerca de tu corazón el encanto.

de alguien que vive en el mundo sin amargura

porque recoge llevar el amor, bálsamo santo.

 

Camino sobre la carretera ardua y dura,

nsiento cansancio y ni desencanto.

tu mirada es un beso de ternura...

 

Por donde ando recojo el amor y el bién.

por tu amor vivo, feliz, vida mía...

te adoro y te amo como a nadie.

 

Tu amor es sueño y realidad.

es el más puro fruto de la viña:

ah!... dulces son los antojos... de un amor de verdad

 

Ronaldo Balbacch

 

 São Paulo - SP, Brasil, 01 de setembro de 2011

Saiba mais…

EU TE AMO MULHER!

3541676534?profile=original

EU TE AMO MULHER! 


(Declaração de amor) 


Amo-te ó mulher tão meiga e falaz... 
Ora mar em alvoroço, ora calmo lago
Pleno de amor e paz! 
Amo-te! Olhas para o meu verso de gratidão
Com carícias de amor através do meu coração! 

Ó terra fértil, quente e boa... 
Amo o teu olhar que acolhe a vida, 
Ave que suavemente voa... 
Pelo céu imenso e infinito 
Ó mulher minha flor prometida. 
Meus sonhos contigo são infinitos...

Dá ao teu amor sempre ávido ouro, 
Tudo o que possuis ó mulher de precioso e caro, 
É teu nobre tesouro... 
Mas feliz quando assim se deleita... 
Porque tu sabes que o amor é teu amparo... 
Tua alegria, paz e realização perfeita.

Dou-me aos teus amáveis sonhos... 
As tuas belas ilusões de amor e ventura... 
Dos amáveis instantes risonhos... 
Ao doce fruto que ofereces, porém nem a todos alcanças... 
Somente o amante te convence, e, em ti perdura, 
Sequer gostas de promessas e nem quer esperanças... 

Há em ti desejos que compõem sinfonias... 
Torna plena a inspiração do poeta sorrindo, 
Que em tudo o que tens de bom admira... 
Desde o teu sorrir ao teu desabrochar em flor, 
É sempre um encanto, ó mulher, se abrindo... 
Sempre iluminada pelo amor... 

Com sensualidade guardas a tua nudez... 
A musa e o encantos dos poetas de outrora, 
Brilhas com perfeita lucidez... 
Brotam no rosto desejos e sorriso... 
A mão que acaricia é a mesma que te apavora... 
Ó mulher como estas distante, ainda, do meu paraíso! 

Mas amo-te... porque tua imagem me faz viajar... 
Ó mulher deliciosa que vive para aquecer qual o sol, 
Dás o teu amor para sempre amar..., 
Nutri-me da seiva do amor meu acalento... 
Dá vida a minha vida, sonhos no meu lençol, 
Alimenta o meu parco sentimento... 

À noite o meu amor por ti clama com humildade... 
Pensando em ti, assim, passo os dias no tormento, 
Sempre em busca do teu precioso mel... 
Perdoa ó mulher tantas loucuras e saudade... 
Por sonhar com tão belo momento! 
Ah!...pequena é a vida ante este amor cheio de imortalidade... 

Amo-te ó mulher tão meiga e falaz... 
Ora mar em alvoroço ora calmo lago, 
Pleno de amor e paz! 
Amo-te! Olha o meu verso de gratidão, 
Com carícias de amor através do meu coração! 

Ronaldo Balbacch

São Paulo – SP, 01 de setembro de 2011

Saiba mais…