Posts de Marcelo de Oliveira Souza,iwa (31)

Resultado do VI Prêmio Literário Escritor Marcelo de Oliveira Souza,IwA

 

 

 

O Prêmio Literário Escritor Marcelo de Oliveira Souza, veio a pedidos de muitos escritores que queriam ter mais essa vitrine, pois somente o Poesias sem Fronteiras é pouco para que todos possam participar a contento.

Sendo assim criamos mais esse evento e já estamos no sexto ano de sucesso, onde não cansamos de agradecer a confiança de todos e todas.

Cada vez mais tem pessoas do ramo cultural abraçando o nosso projeto, se não for como escritor, é como divulgador, fazendo merecer todo o nosso agradecimento, bem como as academias que honrosamente, participamos e fazemos questão de citá-las agradecendo essa oportunidade de ser membro e divulgador das eméritas entidades.

 

Agradecemos às Academias:

 

 

Academia de Letras de Teófilo Otoni MG

Academia de Letras do Brasil – seccional Mato Grosso do Sul

Academia de Letras do Brasil – Seccional Sul e Baixo Sul da Bahia

União Baiana dos Escritores – BA

Escbrás – Escritores Brasileiros – MG  - Léa Lu -

Núcleo Acadêmico de Letras e Artes de Lisboa – Portugal

Academia de Letras e Artes de Arraial do Cabo – RJ

 

 

  • Honrosamente, somos membro da Academia de Letras de Teófilo Otoni, quem desejar saber mais informações de como se associar à entidade, é só enviar uma mensagem para meu e-mail.
  • Quem tiver interesse em adquirir a carteira nacional de escritor dos Escritores Brasileiros, também poderá enviar uma mensagem para mim.
  • Contato: marceloosouzasom@hotmail.com

 

 

 

Os vencedores são:

 

 

Menção Honrosa:  32. GILVANIO FERREIRA FONSECA -  Amargosa - BA

Terceiro Lugar:   07. Coracy Teixeira Bessa -  Salvador - BA

Segundo Lugar:  33. HELVETI SAUDE LACERDA GOLFETE  Cornélio Procópio - PR
Primeiro Lugar:  48.Antônio Fernandes do Rego  Natal - RN

 

 

Parabéns a todos e todas, quem desejar ser informado do nosso próximo evento, que será no ano que vem Poesias sem Fronteiras, [é só entrar em contato conosco, lembramos que nossos eventos são somente esses: Poesias sem Fronteiras e Prêmio Literário escritor Marcelo de Oliveira Souza,IwA

 

Atenciosamente : Marcelo de Oliveira Souza,IwA

                                 Dr. Honoris Causa em Literatura

                                 Organizador e patrono do evento.

Saiba mais…

Quem vê Cara Não vê AIDS!

 

 

 

 

 

QUEM VÊ CARA NÃO VÊ AIDS 



Maurílio era um garoto típico de classe média, filho de um casal zeloso pelo seu filho e atento a todas as suas dificuldades, justamente pelo motivo dele ser o único filho. 
Morava em uma casa bastante grande onde tinha até uma pequena piscina e um quarto só seu, com tudo que um garoto podia querer. 
Logo quando chegou, fez amizade com uma garota sardenta e de cabelos ruivos, chamada Priscila, que era sua vizinha, filha de pais separados, sentia a mesma solidão do nosso amigo, por isso ambos sempre se entendiam bem. 
O tempo foi passando e Priscila foi crescendo e as brincadeiras não tinham mais sentido, principalmente por parte da garota, pois como todos sabem a garota sempre amadurece mais cedo, mesmo ela senso um ano mais nova que ele. 
Priscila já se arrumava como uma mocinha, aos quatorze anos, já conversava com outras garotas senão da mesma idade, mais velha que ela. 
Enquanto isso nosso rejeitado amigo, já aos quinze anos, tornou-se um rapaz muito solitário e triste, sempre acompanhando sua grande amiga, que futuramente ele descobriu-se apaixonado por ela, mas como o vinculo era quase familiar, a barreira era impossível de ser ultrapassada, até confidências sobre namoradinho Priscila resolveu dizer, como estivesse querendo castiga-lo pelo interesse por ela. 
Durante as festas da padroeira da cidade, Priscila aflorou para o amor definitivamente, era a garota mais paquerada da rua, sempre um carro aparecendo para traze-la de volta, ainda ficava lá dentro fazendo tudo que a imaginação permitia conceber dentro daquele veículo. 
Era só um ruído de carro aparecer perante a casa dela que Maurílio ficava na vigília, numa tortura atroz, aquilo o matava, não adiantava nem ele tentar disfarçar aquele explosivo amor que batia em seu peito juvenil, pois as garotas apareciam na vida dele de vez em quando mas a sua tristeza d’alma contagiava e transpirava pelos seus poros. 
O que fazer quando nós nos apaixonamos por uma pessoa loucamente e essa garota não nos nota, e além de tudo ela é sua vizinha, que foi criada praticamente junto a você? 
Nesse dilema, o tempo foi passando e Priscila foi fazendo um grande rodízio, à frente de sua casa só faltava ter parquímetro, pois assim ajudava o “Fome Zero” com o lucro. 
Sua mãe não agüentava mais aquela vida, porque sua filha não a respeitava de forma nenhuma, já tinha transformado o quarto dela em um pequeno Motelzinho, onde recebia os seus amantes. O interessante era o quanto mais ela amadurecia ficava mais linda e desejada, o que dava entender que sua beleza ia se eternizar pelo tempo. 
Um dia desses quando ela chegara da festa com um dos paqueras, houve um desentendimento não sei o porquê, mas pareceu que era algo sério que até palavrões saíram daquela boquinha linda, proferindo ofensas ao parceiro. 
Só que esse homem era policial e não estava para brincadeira, pois ele percebeu que todos os homens que passavam por ela eram mera marionetes, e ele não estava a fim disso, ameaçando-a de morte se resolvesse descarta-lo. 
O medo foi tão grande que ela resolveu mudar de casa morando logo na casa de Maurílio, como era de um tamanho razoável, dava para esconde-la um certo tempo se ela não pusesse mais o rosto para fora da residência. 
Durante um certo tempo foi assim, o que serviu para Maurílio tentar aborda-la e conseguir a sua tão sonhada noite de amor. 
Um dia, em que seus pais estavam na casa de praia, Maurílio se declarou falando tudo o que passara longe dos braços dela, que sempre a amara, o que surpreendeu Priscila totalmente, pois ela nunca imaginara esta situação insólita. 
Não demorou muito, eles já estavam na cama onde Maurílio provara de todas as delícias que ela proporcionara aos seus inúmeros namorados. 
No outro dia foi a coisa mais romântica do mundo, ele aparecera com um grande cardápio de café da manhã, inclusive todas as cartas de amor que escrevera para ela sem ter coragem de entregar. 
Quando ele voltou da faculdade pela noite não encontrou ninguém em casa ela tinha deixado um recado dizendo que tinha que procurar a polícia e não podia continuar mais se escondendo, para assim poder desfilar com o verdadeiro amor da sua vida. Foi aí que ela nunca mais voltou, somente aparecendo na coluna do obituário do jornal, onde tinha sido atropelada por um carro desconhecido. 
Depois de muito tempo nosso amigo resolveu se isolar do mundo, indo morar na casa de praia dos pais. 
Mas não demorou muito, começou aparecer um monte de doenças, mal curava uma já aparecia outra, as manchas na pele eram uma freqüência. Houve um dia que teve que se internar, pois o seu caso era periclitante, sendo diagnosticado AIDS, o que não demorou muito e faleceu... 
Seus pais estavam inconsoláveis, mas tinham que se conformar pois a vida tem que ser bem cuidada e às vezes um simples escorregão nos deixa beirando o caixão. 
*********************************************** 

Uma campanha em prol da SAÚDE! 
Do Livro de versos e textos: Romaria p.54/55 2007 
Fundação Luiz Ademir 


Marcelo de Oliveira Souza,IwA

Dr. Honoris Causa em Literatura

 

 

 

Saiba mais…

Basta ou não Basta?

Basta ou não Basta?

 

 

A nossa sociedade vem se  modificando a cada dia, principalmente com o advento das tecnologias, proporcionando a globalização, onde a web alimenta  as redes sociais de diversas formas, fazendo com que tudo de bom ou ruim exploda na “viralização” social.

Mesmo com toda essa tecnologia, com todo essa aparato,  nosso pais ainda se arrasta no que tange aos direitos do cidadão, pois nós continuamos sem direitos a  saúde, educação, moradia e outros tantos itens importantes que todo cidadão está cansado de saber.

Ainda que saibamos de tudo isso, para que possamos pôr em pauta todos nossos anseios, a distância é muito grande, cujo país que vivemos não dá a real importância para esses anseios, onde ciclicamente aparecem candidatos a cargos elegíveis protendo solucionar tudo, ou quando nada minimizar o sofrimento da cada cidadão.

O tempo passa e a situação piora “ciberneticamente” porque os nossos direitos continuam sendo vilipendiados, nós continuamos sonhando, que esse sistema político, penal, judiciário, caduca ainda pode dar algum retorno para o cidadão que cumpre seus deveres, pagando altíssimos impostos e não tendo a mínima qualidade de vida, onde não temos o direito sequer de sair de nossa residência sem medo de ser assaltado por alguém com uma arma na mão.

Quantos e quantos casos de homicídio e latrocínio são   registrados por dia? Onde o cidadão é vítima diária de incautos, à sua espreita rotineiramente.

Marcaram para hoje o dia do “Basta” mas como sempre em época de eleição “não Basta” sonhar, temos que modificar todo esse sistema corrupto que alimenta bandidos em todas as esperas e impinge  a  “punição”  a todos nós cidadãos,  de  sofremos diariamente por falta de assistência em  todas as esferas, onde somos assaltados de todas as formas possíveis e não é nesse dia de “Basta” que isso vai se resolver, não é saindo de vez em quando às ruas que isso irá bastar, a gente tem muito a aprender, também muito a sofrer, até que um dia  o verdadeiro “Basta” realmente possa acontecer.

 

 

Marcelo de Oliveira Souza,IwA

Dr. Honoris Causa em Literatura

 

Saiba mais…

O Verdadeiro Amor!

 

 

O Verdadeiro Amor

 

 

De repente desapareceram

Foram dormir

Então morreram...

Num sonho

Pereceram,

Tiveram a vida

Que escolheram,

O desencarne que preferiram...

Boas almas

Daqui partiram.

 

Seus filhos cresceram

Com eles,

Muito aprenderam

Uns erraram,

Outros acertaram...

Encima  dos  próprios  erros

Amadureceram...

 

Dias de solidão,

Sentiram...

Noites de reflexão

Tiveram.

Doenças superaram,

Aos seus pais vibraram.

 

Na hora mais difícil

Da lição lembraram,

E também desapareceram

Desse mundo terrestre.

 

Seus ensinamentos repassaram

Seus filhos, também amaram,

E  repentinamente

Vem tudo na mente.

Os desafetos voltaram

Como desafio da gente...

 

Nossos mestres regressaram

Agora nós o   ensinamos,

E os que desapareceram,

Não desapareceram,

Todos eles   nos acompanharam...

 

A escola da vida,

É cíclica e querida,

Pagamos a nossa dívida

E quando retornarmos

Ao braços do Senhor

Ensinaremos a outros

O que é o verdadeiro Amor.

 

 

 

Marcelo de Oliveira Souza,IwA

Dr. Honoris Causa em Literatura

Do blog http://marceloescritor2.blogspot.com

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Saiba mais…

Dia da Mulher Africana

 

 

Dia da Mulher Africana

 

 

Dos braços conclama

Sofrimento, engana...

Dá a luz, num drama,

És forte, és superação.

 

Num mundo africano

Berço da civilização,

A bravura se encontra

Em qualquer ocasião.

 

A mulher africana

Sempre vivida...

Se essa vida é sofrida

Ela tem solução.

 

Magia nas palavras

Pureza de coração,

És dama esguia e   forte

Serás   sempre a salvação.

 

Nesse dia de gloria

As Glórias se encontram

Nesse encontro da vida

Só tem comemoração.

 

 

 

 

Marcelo de Oliveira Souza,IwA

Dr. HOnoris Causa em Literatura

Do blog http://marceloescritor2.blogspot.com

Saiba mais…

 

 

 

Sarau Escolar do Colégio Edvaldo Fernandes

 

 

 

A nossa sociedade está vivenciando um grande drama, onde a família está sendo transformada, por inúmeros fatores que todos nós conhecemos, como ela é a “célula mater”  da sociedade, todos nós sentimos esse impacto.

Na educação não deixa de ser diferente, cujos  profissionais desse meio estão sujeitos a todos os tipos de vicissitudes, sendo um verdadeiro ato heroico ministrar aulas nesse imenso país, cada um com a sua realidade diferente, mas sempre culminando na grande dificuldade de passar um conteúdo a quem não tem interesse.

A partir dessas dificuldades professores e coordenadores pensam e repensam novas formas de inserir a sua clientela na sociedade, criando projetos que possam incentivar essas pessoas a ler e enxergar o mundo fora do seu ambiente onde vive, que na maioria das vezes é um lugar desfavorecido em vários aspectos.

Diante dessa perspectiva, tivemos a honra de presenciar um grande projeto, que de forma nenhuma poderia ficar somente nas esferas educacionais, onde profissionais da unidade escolar Edvaldo Fernandes, situada em Tancredo Neves - Salvador BA -   realizaramnesa semana  o seu quinto Sarau, convidando escritores e artistas  como:  Cristiano Souza, Marcos Cleiton, Ametista Nunes, Jade Oliveira, Lúcios Sena, entre outros, para compartilhar esse belíssimo evento, inclusive uma das turmas homenageou o escritor Marcelo de Oliveira Souza, mostrando a sua trajetória e sua obra, onde um dos estudantes  chamado Jean Oliveira dos Santos, criou um RAP com o texto do homenageado: A Cidade de Salvador e a estudante Marília Silva  dos Santos, vez uma belíssima caricatura do escritor em questão.

A temática do sarau desse ano foi   territórios mostrando,  as positivas peculiaridades positivas do bairro chamado Beiru, nas suas diversas facetas, sendo feitas inúmeras expressões artísticas, comprovando pois, que apesar de toda essa desestrutura no nosso país, existe muito adolescente competente, esperando apena uma chance para que possa aflorar a sua aptidão.

 

 

Marcelo de Oliveira Souza,IwA

Dr. Honoris Causa em Literatura

 

Saiba mais…

A Copa do Mundo é Nossa!

 

 

 

 

A Copa do Mundo é Nossa!

 

 

 

 

Essa época é inigualável para muitos brasileiros, as pessoas como sempre estão desestimuladas diante de  tantos problemas que assolam a nossa Pátria, mas depois começam a pipocar os fogos comemorando paulatinamente  cada vitória da seleção.

É muito subjetiva a ideia de torcer, pois muitas pessoas falam que o futebol é o “ópio do povo”, outras  falam que a seleção é  patrimônio cultural, gerando mais polêmica, porque enquanto a Brasil dos sonhos, está dando certo lá na Rússia, o patriotismo aflora, a nossa bandeira e Hino Nacional, “passeiam” no coração dos brasileiros.

Debates sem fundamento são feitos na televisão, passam-se muito tempo se perguntando se Neymar chorou ou não; se a seleção está jogando bem ou não está, contudo a vida continua nas penumbras da Copa do Mundo, pessoas continuam a sofrer por todos os tipos de desserviços dos nossos governantes, para não nos adiantar em outro adjetivo.

A nossa sociedade tem em seus berços o futebol, apesar do pouco investimento, sempre conseguimos ser um grande exportador de jogadores, que estão saindo cada vez mais cedo e nesse quadro, cada vez mais adolescentes admiram jogadores onde alguns não estão atentos para o fato de  que eles são verdadeiras “personalidades” para muita gente, “deuses” do Olimpo, de carne e osso, ao passo que são exigidos e cobrados; não têm estrutura para aguentar essa cobrança, sendo muitas vezes constrangedor assistir uma partida de futebol, onde o xingamento é uma máxima dessas “personalidades”...

Nesse mundo globalizado, vemos países ricos caírem, com boa estrutura na saúde, educação e todos os serviços; também vemos países  quase  miseráveis ganhando para os ricos, mostrando que não é simplesmente uma partida de futebol, é muitas vezes uma berlinda onde a autoestima  de um povo gira pelo gramado,  junto com milhões de pessoas acompanhando o destino de muita gente e de muito investimento feito para que tudo isso aconteça, onde sonhos são realizados e desfeitos em questões de segundos.

Da mesma forma muitos dos nossos gestores podem estar  mandando gente para lá, assistir a Copa, com o nosso dinheiro,   pois aqui no tapete da administração, o “jogo” da corrupção continua rodando, com Copa o sem  Copa, esperando pois, mais quatro anos para começarmos a sonhar tudo de novo.

 

 

 

 

Marcelo de Oliveira Souza,IwA

Dr. Honoris Causa em Literatura

Saiba mais…

Irreverência?

 

 

Irreverência?

 

 

 

 

Para quem  tem o privilégio  de conhecer o mundo saindo do nosso  do país, é muito bom para que possamos angariar  conhecimento e percebermos que  o nosso planeta é muito lindo e variado,  muito mais do que imaginamos.

Mesmo que   alguns   não sejam  um primor  de educação,  lá fora temos obrigação  de  dar o exemplo, visto que muitos dos brasileiros são olhados de canto  de olho e tem gente que não entende o motivo, até percebermos que tem compatriotas  que vão para fora do Brasil  se comportar pior do que em casa.

Por sermos privilegiados de poder fazer viagens para o exterior, temos que redobrar a atenção, porque   somos pequenos embaixadores da nossa terra.

A  Copa do Mundo de Futebol é uma grande oportunidade de mostrarmos nossa alegria e civilidade, contudo quando um grupinho de brasileiros, coloca numa rede social, brincadeiras desagradáveis, de extremo mau gosto,  no país deles,   a repercussão é extremamente negativa, nossa gente fica mal vista, com toda razão,  se eles fazem isso com os estrangeiros na terra deles, imaginem o que fazem aqui no Brasil.

Já presenciamos casos vergonhosos desse tipo com pessoas do interior da nossa nação  e também de fora do país, onde a irreverência  se destoa a humilhação alheia.

Apareceram na mídia   alguns vídeos desagradáveis sobre esse tipo de comportamento de alguns brasileiros, que certamente não é a imagem que desejamos mostrar para fora da nossa nação.

Muitos constrangidos, como esse que vos escreve, reprovam veementemente tal  atitude,  que não cabe em lugar algum, principalmente nessa época onde temos que prestar muita atenção no que iremos postar em quaisquer lugar, pois o verdadeiro poder é o poder da conciliação, do respeito e amizade entre os todos os povos.

 

 

 

Marcelo de Oliveira Souza,IwA

Dr. Honoris Causa em LIteratura

Do blog http://marceloescritor2.blogspot.com

Saiba mais…

 

 

Escritor Carioca Radicado na Bahia entra na FEBACLA

 

 

O Escritor Carioca Radicado na Bahia, Marcelo de Oliveira Souza,IWA; Dr. Honoris Causa em Literatura ; organizador do concurso literário Poesias sem Fronteiras e do Prêmio Literário Escritor Marcelo de Oliveira Souza, iwa; autor dos livros A Sala de Aula; Conto e Reconto; Confissões Poéticas;  Sobrevivendo e Mundo Poético, tem o prazer de comunicar que Acabou de entrar na Federação Brasiliera dos Acadêmicos das Ciências, Letras e Artes , RJ, como membro correspondente.

O laureado agradece ao  príncipe da Casa Real e Imperial dos Godos de Oriente,  Dom Alexandre Cemêlo Rurikovick Carvalho, presidente da entidade e ao secretário Geral Dom Oséas da Silva Costa bem como  a todos e todas que acompanham o seu  trabalho, onde o apoio e a energia de vocês os levam a alcançar degraus mais altos a cada dia.

 

 

 

 

Marcelo de Oliveira Souza,IwA

Dr. Honoris Causa em Literatura

 

 

 

Saiba mais…

Fora dos Trilhos

Fora dos Trilhos

 

 

Através dos anos vemos percebendo que o nosso país vem definhando cada vez mais, uma nação pujante, rica culturalmente com uma extensão territorial da maiores do mundo, vem sofrendo muito pelo seu próprio povo.

Desde a Copa das Confederações aqui no Brasil, percebemos que aos poucos o povo vem acordando diante de tanto sofrimento e perdas de direitos, a nossa sociedade não está aguentando mais tanta corrupção e tanta falta de respeito para com o patrimônio público, seja financeiro ou natural.

Os nossos direitos estão sendo tão cerceados, onde   a sociedade está começando a se organizar diante de tanta dificuldade pela qual passa nosso povo, desde as mínimas situações, até as mais complicadas, tudo tem a sua ligação.

Nesse momento o Brasil inteiro está passando por mais um dificuldade, onde os caminhoneiros estão trancando a nação, lutando por seu direito de desempenhar o seu trabalho, com dignidade.

Quem sabe mesmo sobre martírio  são eles, pois enquanto  sofriam  calados, as coisas iam seguindo, às  custas de muita dificuldade,  mas às vezes é preciso gritar, parar para seguir em frente, não podemos aceitar brasileiros tomando “remédio”   para não poder dormir, pois tem prazo para levar carga, numa rodovia esburacada, perigosa em todos os sentidos, inclusive na questão da violência.

Tocando nesse assunto nevrálgico, o brasileiro está esmagado entre o governo e a violência, somos um povo que mais paga imposto, contudo somo um povo que menos tem direitos, somente deveres, nós trabalhamos, lutamos, mas não somos reconhecidos enquanto cidadãos, pois nossos direitos, são cerceados a todo momento.

As pessoas esquecem e até se acostumam rápido, com essas dificuldades, pois nosso povo ainda é ordeiro sim, pois se fosse em outro país, certamente essas vicissitudes diárias pela qual passamos, não aconteceria por tanto tempo, temos sim que aprender e lutar, para que as coisas se modifiquem mesmo que devagar pois enquanto as festas forem mais importantes que o nosso direito como brasileiro, seremos sempre subjugados como cidadão.

 

 

 

Marcelo de Oliveira Souza,IwA

Dr. Honoris Causa em Literatura

 

 

Saiba mais…

 

 

 

Escritor Carioca Radicado na Bahia participa de Antologia em Sergipe.

O Escritor Carioca Radicado na Bahia, Marcelo de Oliveira Souza,IWA; organizador do concurso literário Poesias sem Fronteiras e do Prêmio Literário Escritor Marcelo de Oliveira Souza, iwa; autor dos livros A Sala de Aula; Conto e Reconto; Confissões Poéticas; Sobrevivendo e Mundo Poético, tem o prazer de comunicar que acabou de entrar em mais uma antologia, dessa vez é a II Antologia dos Escritores Aracajuanos, com o poema A Semana Santa Perdeu a Razão, onde fala da nossa perda de valores diante dessa tradição.
Organizador por Ylvange Tavares, ficando satisfeito em difundir seu trabalho entre os sergipanos, que tanto prezam pela cultura do seu estado.

Marcelo de Oliveira Souza,IwA
Dr. Honoris Causa em Literatura

Saiba mais…

 

 

Escritor Carioca Radicado na Bahia entra na ALACAF

 

 

O Escritor Carioca Radicado na Bahia, Marcelo de Oliveira Souza,IWA; organizador do concurso literário Poesias sem Fronteiras e do Prêmio Literário Escritor Marcelo de Oliveira Souza, iwa; autor dos livros A Sala de Aula; Conto e Reconto; Confissões Poéticas;  Sobrevivendo e Mundo Poético, tem o prazer de comunicar que Acabou de entrar na Academia de Letras e Artes de Cabo Frio, RJ, como membro fundador.

O laureado agradece a  Izabelle Valadares e a todos e todas que acompanham o seu  trabalho, onde o apoio e a energia de vocês os levam a alcançar degraus mais altos a cada dia.

 

 

 

 

Marcelo de Oliveira Souza,IwA

Dr. Honoris Causa em Literatura

 

Saiba mais…

 

 

 

 

Escritor Carioca Radicado na Bahia ganha dois prêmios  em um só evento!

 

 

O Escritor Carioca Radicado na Bahia, Marcelo de Oliveira Souza,IWA; organizador do concurso literário Poesias sem Fronteiras e do Prêmio Literário Escritor Marcelo de Oliveira Souza, iwa; autor dos livros A Sala de Aula; Conto e Reconto; Confissões Poéticas;  Sobrevivendo e Mundo Poético, tem o prazer de comunicar que ganhou  o  segundo lugar no  Concurso  Literário da Cidade de Penedo – Alagoas  com o poema Brava Gente Brasileira,  ainda ganhou a Menção Honrosa na Categoria Contos, com o texto Vida de Escritor.

Agradecemos a organização do evento, às Academias à qual pertenço e principalmente às pessoas que me apoiam.

 

Marcelo de Oliveira Souza,IwA

Dr. Honoris Causa em Literatura

Saiba mais…

Dr. Honoris Causa em Literatura

 

 

 

Escritor Carioca Radicado na Bahia ganha Honoris Causa

 

 

O Escritor Carioca Radicado na Bahia, Marcelo de Oliveira Souza,IWA; organizador do concurso literário Poesias sem Fronteiras e do Prêmio Literário Escritor Marcelo de Oliveira Souza, iwa; autor dos livros A Sala de Aula; Conto e Reconto; Confissões Poéticas;  Sobrevivendo e Mundo Poético, tem o prazer de comunicar que ganhou o título de Doutor Honoris Causa em Literatura, agraciado pelo Centro Samaritano de altos Estudos Filosóficos e Históricos, sediado no Rio de Janeiro RJ, em reconhecimento pelo  nosso relevante  trabalho prestado  à literatura e apoio à cultura no Brasil e exterior.

Muito nos honra esse importante título, ao qual nos fortalece e nos motiva a seguir essa  trilha muito difícil mas gratificante e dignificante,

Agradecemos a todos e todas que acompanham a nossa trajetória e se regozijam com as nossas vitórias, agradecendo principalmente ao Dom Alexandre da Silva Camêlo Rurikovich Carvalho, pela valorização do nosso trabalho.

 

Marcelo de Oliveira Souza,iwa

Dr. Honoris Causa em Literatura

 

Saiba mais…

Lula e a Lei

Lula e a Lei

 

Não se fala em   outra coisa nessa semana   senão   sobre a situação do ex-presidente Lula, uma personalidade de renome mundial, que   supostamente envolveu-se com situações escusas que provavelmente culminarão na sua prisão.

A gente não pode nem ser taxativo em dizer que ele vai ser preso ou não, contudo tão culpados quanto esses políticos somos “nós” que alimentamos essa sistemática no Brasil de eleger pessoas desonestas, mesmo que estas sejam culpadas, elas encontrarão muitas outras que se vendem seu  voto, pelo empreguismo e pela troca de favores.

O citado réu, fez grandes mudanças no nosso país, não sabemos a que preço, contudo a rede sindical e o partido do trabalhador, de forma uníssona geriram a política de acordo com os seus anseios, onde diversas entidades beneficiadas com essa política,  hoje defende o sentenciado.

Muitos questionam que antes desse presidente, existiam muitas falcatruas, que esses não foram punidos, seria justo então dar salvo conduto a todos que enriquecem ilicitamente, baseado na História?

As pessoas hoje em dia estão cada vez mais intolerantes, onde o seu livre   pensamento, virou uma adaga ao externarmos, esses mesmos   brigam pela democracia, mas onde está mesmo a democracia de externarmos nossas opiniões?

Nossa constituição é cheia de brechas, creio que foram criadas propositalmente, para que nessas frechas dessas portas, os ratos e as baratas possam transitar.

Mesmo assim não tem praticamente nenhum   no Brasil,  dos “nossos” representantes,  que defendam a reforma penal, constitucional, que possa dar segurança ao povo brasileiro de sobreviver nessa selva urbana brasileira, onde a insegurança e a falta de educação, saúde, moradia, já é considerada endêmica, não importa quem chegue no poder, as coisas não melhoram.

A nossa política é assassina, ela fere os egos de muita gente, que morre defendendo quem não merece, nossos compatriotas se acostumaram a ter político de péssima qualidade, onde os mesmos  sempre ganham, pois os honestos  não tem como se endividar para poder levar o país adiante.

Assim funciona o nosso povo, rindo das próprias mazelas, outras vezes se corrompendo até por bobagem, cuja  lei falta, a lei falha e o banditismo domina a nação tupiniquim, restando somente aguardar os próximos capítulos... 

 

Marcelo de Oliveira Souza,iwa

Saiba mais…

Pazcoa

 

Pazcoa

 

 

 

Pazcoa...

Libertação de Jesus,

Pazcoa...

A paz que ecoa,

Turbilhão de emoções.

 

Paszcoa

De  comemorações!

Jesus Cristo ...

Reina nos nossos corações.

 

Pazcoa

Com letra diferente

Para um outro olhar indulgente

Que não   seja intransigente,

Nossas transformações.

 

 

Pazcoa

Que juntos mudaremos

Com   boas ações

Tempo de reflexões

Para que todos juntos

Possamos crescer,

Nessa correte de orações.

 

 

 

 

Marcelo de Oliveira Souza,iwa

Do blog http://marceloescritor2.blogspot.com

 

 

 

 

 

Saiba mais…

  

Escritor Carioca radicado na Bahia ganha prêmio pela FEBLACA.

O Escritor Carioca Radicado na Bahia, Marcelo de Oliveira Souza,IWA; organizador do concurso literário Poesias sem Fronteiras e do Prêmio Literário Escritor Marcelo de Oliveira Souza, iwa; autor dos livros A Sala de Aula; Conto e Reconto; Confissões Poéticas; Sobrevivendo e Mundo Poético, tem o prazer de comunicar que ganhou mais um prêmio, dessa vez foram o Prêmio Caneta de Ouro, diploma e medalha de Paladino da Cultura Brasileira, destinado a escritores e apoiadores culturais, cujos trabalhos ou ações mereceram especial destaque na defesa, promoção e valorização da cultura brasileira.
As citadas honrarias foram oferecidas pela Federação Brasileira dos Acadêmicos das Ciências e Artes, que fica em Niterói RJ.
Agradecemos ao Dom Alexandre da Silva Ruricovick Carvalho, pela sensibilidade e pela sua inestimável contribuição a cultura nacional, pois todos nós trabalhamos para esse fim.

Marcelo de Oliveira Souza,IWA

Saiba mais…

Cidade de Salvador 

 

Dia de feira

Tô com fome

Vou ali comprar!

São Joaquim, Sete Portas

Ali é o lugar.

Santo Antônio, Bonfim

Hora de rezar.

Campo da Pólvora, Curuzu

Você vai  ficar.

Cidade baixa, na Ribeira

Tem sorvete lá!

Cidade Alta, no Lacerda

Vou te enxergar.

 

Todos os Santos

Na baía, é de  encantar

Do Centro Histórico ou

Da Barra, a gente vai lembrar.

Tudo bonito,

Tem sorriso de encantar.

Sou carioca ou baiano

Aqui vou morar

Essa cidade é muito linda

Vamos nos deleitar!

É da garota ou menina

Salvador, aniversário

Você  vai gostar.

 

No seu dia

É todo dia

Tem tudo de encantar...

Trio elétrico, carnaval,

Caruru, acarajé e vatapá...

Numa poesia...

Um mundo,  uma alegria

Salvador contagia

Eu vou comemorar!

 

 Instagram: @marceloescritor

 

Saiba mais…

O Milagre da Água

 

 

O Milagre da Água 

Seca, secura 
do mal, uma amargura 
Corpos Esquálidos 
Caídos, Fedidos. 

O sertão perdido 
Parecendo punido 
Da dor, um prurido... 
Desejado belo 
Vira bicho fedido. 

Na gosma, vem o alarido 
Com o corpo repartido 
Alimento da ave carniceira 
Onde de repente 
O céu se fecha 
Cuja água aplaca o sofrimento 
Por um momento... 
Para depois tudo recomeçar. 

Marcelo de Oliveira Souza,iwa

Saiba mais…