Sobre mim

Sexo

Masculino


Local

Salvador Bahia


Aniversário:

Novembro 7


Nome completo e pseudônimo, se houver:

Marcelo de Oliveira Souza,iwa


Como chegaste à Rede Belas Artes Belas?

convite


Minicurriculum:

Marcelo de Oliveira Souza,IWA: Natural do Rio de Janeiro, formado na Universidade Católica do Salvador. Pós-graduado pela Faculdade Visconde de Cairu com convênio com a APLB/UNEB; Embaixador da Poesia, nomeado pela Academia Virtual de Letras Artes e Cultura, MG; Ganhador do Prêmio Personalidade Notável 2014 em Itabira MG ; Membro da IWA International Writers Artistis – EUA ; do Núcleo Acadêmico de Letras e Artes , Lisboa; da Sociedade Ibero-americana de Escritores, Espanha; da Academia de Letras de Teófilo Otoni MG; da Academia Cabista de Letras, Artes e Ciências RJ; da confraria de Artistas e Poetas pela Paz – CAPPAZ; da Associação Poetas Del Mundo; do Clube dos Escritores Piracicaba SP; da Academia de Letras do Brasil MS ; participa de vários concursos de poesias, contos, publicações em jornais e revistas estaduais, nacionais e internacionais sempre conseguindo ser evidenciado pelos seus trabalhos louváveis; colunista do Jornal da Cidade, Debates Culturais, Usina de Letras, entre outros. Organizador do Concurso Literário Anual POESIAS SEM FRONTEIRAS e Prêmio Literário Escritor Marcelo de Oliveira Souza,IWA; Ganhando em 2017 o prêmio “The Best Antology”, pela Associação Internacional dos Escritores, IWA, pelo seu diferenciado trabalho; Gestor do grupo do whatsapp marceloescritor.


Links para sites, blogs e perfis em redes sociais:

site: www,poesiassemfronteiras.no.comunidades.net Blog: http://marceloescritor2.blogspot.com Face: psfronteiras Instagram : marceloescritor Youtube: Marcelo de Oliveira Souza


A Política do Açougue


Com a aproximação das eleições, os partidos políticos se arvoram para conseguir o poder, outros para continuar encima da  “carne seca”.
Surgem muitas coligações com todos os tipos de partidos, inclusive os partidos formiguinhas, aqueles inexpressivos, que estão aí aos montes, correndo para lá e para cá, sem ter condições de sustentar um candidato de peso, ficam à procura de um lugar ao sol, esperando desesperado um convite para integrar uma legenda, inventam um nome bonitinho como “Salvador vai mudar”  e pronto é só sair pela cidade gritando e prometendo tudo, mas o importante é que esse partido formiguinha tenha uma parte nesse pedaço de carne fresca retalhada, nem que seja o rabo.
Caso a legenda ganhe já no primeiro turno, tudo bem, é hora de preparar o cabide de carne fresca e esperar encostado, comendo o churrasco do poder, se não conseguir ganhar logo de primeira, que mau!
Mais gente para fazer coligação, o prato de carne vai ficar menor, mas como todo administrador que não se preze, ele tem que lidar com toda essa sanha pelo poder, não importa como.
Em tese o pedaço melhor da carne fica para o maior partido, o menor vai para os partidos miúdos, então porque não dá os miúdos do boi ou do porco para essa ralé?
Assim vai se formando o “bom” administrador público, se não houver mais secretarias, empurre o tal coligado numa diretoria, se não houver diretoria podemos colocar uma assessoria e pronto!
A “competência” vai para quem tem um peso maior no partido, coloca-se um monte de curso no exterior e ninguém reclama, pois o Neto ou bisneto de algum malvado candidato sempre se torna santo, principalmente quando morre e algum usurário quer o churrasco só para si, esquecendo que tem que sobrar um pouquinho para administrar a cidade.
Na “festa” da política é tudo assim, eles investem no seu balcão de negócios, fazem alianças sem saber de competência de ninguém e no final do turno, saem com seus carros oficiais olhando de cima para baixo, comemorando mais um dia de farra e o povo que fique olhando a carne apodrecer dentro desse açougue que é a política no Brasil.

 

Marcelo de Oliveira Souza,iwa

Do blog http://marceleoscritor2.blogspot.com

 

 

 

Abacate 

Quebrando o silêncio da madrugada, 
A colher trabalha agitada 
A cozinha iluminada, 
Ela acorda, mesmo cansada, 
Sem dormir a noite toda 
Com sua saúde prejudicada... 

Era um medo de nunca ser lembrada... 
Ela não imaginava 
Que o abacate não era nada 
Mas ao mesmo tempo 
Dizia tudo... 
Nessa música enrolada, 
Com a fruta machucada... 
Ela produzia sons que desenhavam 
Para a eternidade... 
O amor em forma de colherada. 


Marcelo de Oliveira Souza,iwa

Do blog http://marceleoscritor2.blogspot.com

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Comentários

This reply was deleted.

Uma palavra de carinho, ainda que virtual, sempre é bem recebida.
Deixa aqui, um recadinho para todos os amigos.

Comentários para os membros

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Comentários

This reply was deleted.

Rede criada por Sílvia Mota

Recadinhos

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Comentários

This reply was deleted.

Blogs e Discussões