Posts de MARCELO ALLGAYER (10)

Vive, viver

Viver, viver.../ Não mais que viver / e vêm os anos que se passam, / na rotina um pouco de desespero / aliviado pelo final da tarde: / a chama do céu em crepúsculo. / Viver... Ó doce viver... / Namorar para amar / nas longas estações / e, na primavera, doces recordações. /Amar para criar / pessoas em evoluções. / Viver, viver... / Ó doce viver...

Saiba mais…

Céu e terras

Nos recantos de terras mais que distantes

Os homens tecem seus momentos de lampejos

E regadas de sabores nos instantes

As mulheres gozam seus sabores com desejos.

São mundos das gentes obreiras e cativas

Que se desfazem em entregas conscientes

Vão como as nuvens rasteiras e cativas

Que se espalham nos espaços oniscientes.

As crianças fixam olhares puros e com ungidos

Brincando em quaisquer praças ou vilarejos

Na fraqueza vivem instantes cegos e protegidos

Cercadas nos hotéis, casas ou lugarejos.

Nos morros de picos secos e gelados

Outros homens trilham rotas ao léu

Sem camas de corpos fortes e alados

Buscam vida no descanso do céu.

Saiba mais…

Desejo de paz

Um dia pensei sobre a fé; nela depositei todas as minhas esperanças; pensei sobre o carinho de Deus para com as pessoas; verifiquei na misericórdia divina o caminho para a salvação; um afago no coração; pensei, pensei e pensei no mundo de hoje; tanta mentira, tanta hipocrisia; mas cheguei àquela conclusão: Deus sabe o que faz!, que Ele queira os seres humanos em Paz!

Saiba mais…

Absorto

Absorto, absorto, absorto,

Sem inspiração,

Sem transpiração.

Estático, inerte,

Absorto, absorto, mas não morto.

Curioso estado hipnótico

Da fenda de meu olhar

E pouco carisma no andar:

Absorto, absorto, absorto.

.

Vivo sem querer marasmo,

Apesar do espasmo:

Andarilho errante

Pelo simples ficar;

Absorto, absorto, mas não morto!

Centrifugação, grande mal,

Desvinculação, grande desejo

De andar leve

Sem ser absorto, não torto,

Meu cais do porto.Smile.gif

Poesia é assim: estado absorto,

Jogar com o ser

Que transborde e ilumine

O que algo deprime

Mas, que depois que criada,

Poesia é uma filha amada!

Saiba mais…

Ciclos vitais

 

Vida de ciclos fechados,

Mas aberta a novas concepções

As coisas mundanas instigam

E fazem dos fatos transformações,

E no mundo bombástico e globalizado

Homens, mulheres e crianças são reféns,

Gastando em informações os seus vinténs,

Percorrendo em um curto espaço de tempo

A busca do intangível

Do saber indivisível.

 

 

Saiba mais…

Vida misteriosa

A vida é misteriosa, creio eu,

Para mim e para meu semelhante:

Somos cavalheiros e damas errantes

No turbilhão do universo.

 

Vida é misteriosa também

Quando um gesto simples,

Um abraço apertado

Gera no ser, numa mente qualquer,

A noção de que qualquer vida pode ser bela

Mesmo que sofrida

Pelas feridas sentidas.

 

O amor parece ser o segredo do mundo...

Amor do Cristo pelo bom ladrão,

Amor do pai pelo filho

E vice-versa.

Assim, o amor,

Pode ser o início da salvação...

Condição que vem em nossa direção,

Tornando-nos seres especiais.

 

Saiba mais…

Quando o amor transforma

 

Quando digo que o amor transforma

é porque ele é a fórmula que sustenta os corações.

 

Quando digo que o amor transforma

é porque o milagre da vida fica mais bonito.

 

Quando digo que o amor transforma

é porque  nele caminhamos para os puros sentimentos.

 

Quando digo que o amor transforma

é porque ele não precisa ser complexo,

mas sustentado na simplicidade.

 

Quando digo que o amor transforma

é porque no amor não odiamos, mas perdoamos.

 

Quando digo que o amor transforma

é porque ele neutraliza qualquer mal-estar.

Quando digo que o amor transforma

é porque, assim, pode-se achar a felicidade escondida

que sustentará a humanidade.

 

 

 

 

Saiba mais…

Caminhos do poeta

A poesia é um caminho humano

Que revigora a alma

É o desencarnar do espírito

Em prosa e verso.

 

O poeta tece seu escrever

Amor, ira ou o transcendente;

Rotas sentimentais,

Vigorantes e essenciais.

 

No jogo escolhido desse caminhar

É vibrante o bem-estar

Penetrando a fundo

Chega o poeta a extasiar.

 

Luz de inspiração imaginativa

É ofuscada

Por vivência aparecida

O segredo guardado

Pelo único viajar...

De cada poeta e seu linguajar.

Saiba mais…