Posts de Joaquim Custódio dos Santos More (268)

O MEU DIAMANTE

3541951024?profile=original

Quando te ofereci uma flor, 
Em sinal de carinho e amor, 
Mais tarde vi-a guardada na tua bolsa, murcha e seca.

Logo entendi que a conservaste 
Em minha homenagem, 
São estas simples coisas que me fazem entender 
A subtileza e franqueza do teu Ser…!

Com a tua aparência forte… és frágil… 
Mas transmites uma leveza de algo, 
Que transforma o meu dia numa eterna alegria!

Sempre saberei compartilhar a subtileza 
Do teu doce olhar…
Saberei ouvir-te quando precisares de desabafar
Nunca ocultes porque podes perder o sentir 
Do meu amar…!

Quantas vezes…! Estou aqui a sonhar acordado!
A ter necessidade de te falar, e ser amado,
Mas, para não te perturbar, prefiro ficar calado…!

Procuro aproveitar cada instante 
De felicidade, 
Se for necessário chorar, 
Choro sem vergonha de demonstrar…! 
Aprendi a ter olhos, para ver e ouvir algumas estrelas, 
Mas, certas vezes, tenho dificuldade em entendê-las…!

Ao cair da noite começo a sentir… 
A dor do adeus, tudo parece que terminou
Aquilo que é importante para o meu bem-estar. 
Vou procurar ter a minha janela aberta 
Para que entre a brisa do meu amor… 
O futuro já não me preocupa 
Tenho aproveitado o presente, coisa que me ensinaste…!
Mesmo que necessite de o lapidar, para que percebas 
Que nunca te deixarei de amar…!

Joaquim Moreira

Saiba mais…

FOLHAS VERDES

3541950777?profile=original

Cobrias-te de folhas verdes 
Aconchegavas-me com as mesmas 
Com as tuas finas mãos …! 
Naquele enormíssimo jardim… 
Onde nossos braços 
Não conseguiam abraçar 
As velhas árvores
De eternas folhas verdes…!

Teu vestido não tinha único vinco 
Subia onde meus olhos corriam
Teu corpo sem malicia… 
Com o intuito de um vínculo de verdade!

Pela beleza da natureza 
Centralizo-me em procurar sempre 
O mesmo local sem devaneios!
Beijo sensualmente o teu cabelo 
Solto a língua sem intenção de más ideias…!
Esquecendo para sempre certos receios 
Agradeço a sorte de te ter conhecido!

Neste mundo de floresta que bem conhecemos 
Havemos de morrer vendo e ouvindo a fauna 
Cantar pela manhã amaciando e suavizando 
Alegremente a nossa mente!

Quando a morte se aproximar 
Escolheremos os melhores livros 
De histórias de amor 
Onde lês um capítulo 
E eu leio outro em voz alta 
Para que nos amanse a dor de partir

Mas antes de partir gozaremos dias e noites 
Formatando já sem ilusão um só coração 
Juntos morreremos abraçados
Com a fixação que valeu a pena viver 
Pelo mundo verdejante que vimos crescer…!

Joaquim Moreira
16-09-2015

Saiba mais…

SONHO NEGLIGENTE

3541949898?profile=original

O primeiro encontro 
Renasceu de um grão de areia 
Em formato de estrela
Pela sua leveza voava com franqueza… 
Mostrando uma súbita grandeza 
Expulsando a sombra e a tristeza…!

Ao sussurrar levemente 
Sem pormenores davam para flutuar
Todos olhavam em nosso redor 
Enquanto nossos olhos rodopiavam
E sem língua se falavam…
Compreensivelmente num som quente…!

Quando estávamos sozinhos
No cair da noite houve carinhos
O amor acontecia entre beijos e gemidos…! 
Amanhece… sem nos apercebermos 
Ficou-nos na mente e não esquecemos…

Era o recomeço aparentemente 
De um amor sem fim…
Todo o tempo era dedicado a mim
A vida era assim! 
Terminaram as buscas. 
O amor estava ali…
Tinha tomado conta de dois corações!

Parecia que o destino estava comprido
Mas a astrologia transforma a magia 
Com o desenrolar do tempo 
Verificamos que há um vazio escondido 
As manhãs voltaram a ser cinzentas… 
O mar voltou a enrolar…
Como se estive-se a ralhar!

Vejo o tempo a passar… 
Mas vale sempre a pena esperar 
Sem me esforçar até posso modificar
Devendo-se ao facto de te amar 
Sinto que tens razões para me culpar…!

Joaquim Moreira 
08-09-2015

Saiba mais…

A CULPA FOI EMBORA

Dissipamos todo o nosso tempo

Por uma nova esperança…!  

Uma mudança, resolveria tudo…

Sempre temos um motivo

Para alcançar o nosso objetivo

O difícil é o fim do dia

Pela “perfeita” liberação…

Perco a melhor distração!

 

As lembranças vazam    

Tudo que há em mim…

Deixando-me um perfeito vazio

Na culpa talvez encontre

Alguma paz. Nas asas de um falcão

Voo para longe daqui para não pensar

Mais em ti…!

 

Mesmo que encontre o frio no quarto do hotel

Vou ficar acordado pensando

Na imensidão que tu vais tomando…!

Sempre quis arrancar-te das ruinas

E dos teus devaneios silenciosos…

Se poderes voa para os braços de um anjo,

E encontra algum conforto por lá…!

 

Estou cansado de seguir em frente

E de olhar para todos os lugares que me viro

Enquanto tu vais construindo o desvio da rota

E vais inventando talentosamente

Tudo o que te faz falta…

Sem te fazer nenhuma diferença

Escapas mais uma última vez…!

 

É mais fácil acreditar na doce loucura

Do que na gloriosa tristeza

Essa faz-me lembrar a derrota

Quando recordo o cair da chuva

No telhado daquela manhã sombria  

E das palavras furiosas

Que suaram em som altivo

Cada lembrança

Faz de mim um eterno fugitivo…!

 

Joaquim Moreira

30-08-2015    3541949940?profile=original

Saiba mais…

AO PARTIR PENSA

3541947399?profile=original

Não vás, podes não poder voltar
A mente engana…! 
A mente é como uma nação sem fronteira
Onde procuras e não encontras o fim…! 
Em cada passo estamos sempre aprender
Não há limites para entender… 
Há que acreditar nos que acreditam 
Pois esses já não podem parar…!

Mas não vás se não acreditares 
Podes querer regressar 
E não conseguir mais voltar!
Não existe poderes sobre naturais 
Existe é determinação e persistência!

Tudo vai andando sem pressa,
A pressa retira o caminho, 
E é mentora em destruir o ninho…! 
A serenidade em nada muda o seu valor 
Nem diminui o sabor!
Apenas mostra que a vitoria 
É saboreada com outro valor…!

Quando os resultados 
São imperdoáveis…! 
É sinal que falta alguma coisa
Quando no início é difícil compreender 
Não se deve desistir,
Para não votar tudo a perder…!
Mas tudo se vai dissipando intensamente 
Na observação do “barulho” do silêncio…!

A rapidez é eficaz na decisão 
Mas quase sempre fica além da compreensão
Para caminhar e alcançar, 
É preciso conhecer o ponto inicial 
É necessário descobrir que a energia 
Não pode ser aprisionada 
Se não souberes o que procuras 
Com o passar do tempo 
Ficas mais perto das intensas loucuras…!

Joaquim Moreira 
25-08-2015

Saiba mais…

VENTOS QUE SOPRAM

3541944018?profile=original

Tudo que se semeia com amor 
Mais tarde quando se colhe 
Colhe-se com mais valor…!
Não importa a quantidade de vezes 
Que dizes que me amas! 
Importante é saber as vezes 
Que é verdade…!

O que eu faço para te ver…! 
O que eu me arrasto…!Para não te perder…!
E tu vais trocando de caminho 
Para não me ter…! 
Procuro correr atrás do teu mistério mágico 
Fico confuso por não saber o que me atingiu 
Mas com o tempo vou ficar excelente
Mesmo com a cabeça debaixo de água 
Respiro plenamente…!

Com a tua loucura pões-me fora de mim 
Tudo que existe em mim, ama tudo em ti!
Tu és o fim da minha estrada… 
E o começo da rua apertada! 
Mesmo estando a perder 
Fico sempre a ganhar…! 
Quando te dou tudo que há em mim 
E quando tu me dás tudo que há em ti…!

Sempre te digo muitas vezes 
Que quando choras não deixas de ser linda!
O mundo quer-nos bater 
Mas eu vou ficar atento para não te perder!

Tu és a minha Musa 
Tu és a minha destruição…! 
Não consigo parar de escutar aquela nossa canção
Aquela que mexe no meu coração.
Ao nascer do dia, e ao cair da noite 
Passamos por tempestades…
Mas elas não duram tanto tempo assim…! 
Como as grandes felicidades essas não são eternas 
Um dia também vão ter um fim…!

Joaquim Moreira 
15-08-2015

Saiba mais…

NÃO SEI SE TEM VOLTA

3541944409?profile=original

Vejo uma escolta a rodear o meu caminho
Não sei se vou voltar a procurar-te…!
Com receio que os teus olhos não voltem a brilhar…
Penso que desta vez vais virar o rosto para o mar…!

Podes dizer-me que já não significo mais nada 
Ou será melhor procurares outro lugar 
E dizer-me, sem pestanejar,
Para não mais voltar…! 
Assim pode ser que volte a descansar…!
O significado de não voltar é perder…
Mas vou continuar a amar…!

No pouco tempo que me pode restar 
Não quero acusar, quero viver…
Não quero ofender nem impor…
Quero amor e carinho, mas não em frações
Nem imposições…!

Prefiro voltar ao ponto de partida 
Numa rotina pujante, porque assim 
Posso tornar-me um bom amante…! 
Na insensibilidade da pele com mais sabor a mel…!

Não sei se estou de saída 
Se com medo siga para a partida… 
A lei da vontade pode ser indeferida 
Como até estar perdida… 
Mas não vai ser esquecida…! 
A verdade pode ser muito cruel 
Com um amargo sabor a fel…!

Prefiro que não me esperes, meu amor, 
Mas um dia vou voltar… 
Também não sei se vai demorar
Ou até se esse dia vai chegar…!
Tudo pode prolongar ou terminar 
Se já não terminou e acabou …!

Joaquim Moreira

Saiba mais…

SOCIEDADE DESIGUAL

3541943676?profile=original

A felicidade é uma verdade 
Se não misturar com a crueldade 
A insatisfação deste mundo 
É uma realidade…!
Para combater esse flagelo 
Só lutando por uma justa igualdade…!

Vale a pena estar feliz sonhar e sorrir
Desde que não seja a fingir…! 
Talvez não enxergues pelo medo 
Até de tocar em feridas escondidas…!

Mas se pensares bem! 
A ferida mais profunda é a ferida 
Da alma, essa sim não se vê!
É bom pensar que todos 
Respiramos o mesmo ar…! 
Mesmo esse ar contaminado 
Corre sempre um fresco… que vive calado!

Toda a cobertura 
Deste Céu desconhecido
Há uma visão dos que cá estão
Uns com cobertura outros não 
Mas há sempre aqueles 
Que não se importando qual o caminho 
Que o outro está prosseguindo 
Ignorando se está chorando ou sorrindo…!

É um mundo de uma extrema disparidade 
Conservado de uma intensa desigualdade
Todos têm direito de respirar… 
Para poder continuar…! 
Nada se faz pela marra 
Nem pela força da maldade…
Tudo anda…! Tudo se faz de livre vontade 
Quando conseguimos viver 
Em sociedade…!

Joaquim Moreira 
11-08-2015

Saiba mais…

SOLIDÃO

3541943391?profile=original

Há um mar que me cerca,
Num leve crepuscular desta solidão 
Arrebata o meu coração… 
Para que não me sinta só… escrevo…!

E faço das letras minhas companheiras,
Nelas quebro a solidão dos meus dias, 
Abraço a caneta e o Sol que me entra pela janela. 
Com as letras escritas, diariamente, acalmo 
A solidão da minha alma…!

Sinto devaneios diários… palavras loucas…
Que depois de escritas serão lançadas 
Aos ventos longínquos …! 
Mas com elas sinto-me acompanhado
E desvio-me desta solidão que tenta 
Dar-me alguma consolação…!

Paira sempre uma solidão nesta mente 
Necessitando de mudança, urgentemente...! 
Mas, contudo, nunca estou só…
Aprendi a viver com ela…!

Não tenho falta de amigos, tenho é pouco tempo
Para estar perto deles, 
Mesmo quando estão, sinto-os distantes! 
Amo o que gosto sem ter necessidade de saber o quê!

Há sempre aquela sombra que o sol teima em não entrar,
Que desnuda em palavras e vai mostrando a sua fragilidade.
Existe uma fraqueza que necessita força… 
Um dia, apaixonei-me pela solidão por ela me ter dado razão 
Mas, hoje, tenho necessidade de me desfazer dela…!

Estive no meio de uma multidão, necessitei de alguém 
Não estava lá… zanguei-me com esta situação…!
Que me acompanha para todo o lado…
Correu tudo mais do que bem… mas faltou sempre ali alguém…!
Não sou o ontem nem quero ser o amanhã… mas com certeza 
A permanência do hoje…!

Joaquim Moreira

Saiba mais…

VOLTAREI POR ONDE PASSEI

3541941859?profile=original

Pela Lua e pelas Estrelas 
Eu estarei lá
Como uma sombra 
Ao teu lado estarei lá. 
Eu vejo o que perguntas, nos teus olhos 
Eu vejo no teu silêncio 
O que vai lá dentro. 
Sei o que se passa na tua mente…

Sei o que te consome inteligentemente 
Pensando no futuro da gente…! 
Podes estar certa 
Que eu faço a minha parte
A postura jamais se mistura. 
Não chores…! 
Se chorares, chora lágrimas de felicidade
Que nos meus olhos não vejo maldade…!

Por mais que eu erre… 
Jamais destroçarei teu coração
Porque no meu semeaste uma grande paixão.
Prometo pela Lua e pelas Estrelas
Que vamos juntos voltar a velas!

Estando bem ou mal estarei lá.
Enquanto meu coração bater eu vou-te ver! 
A ti darei o que poder 
Para te ver sonhar 
Erguerei teus sonhos…
Para que não necessites
Retirar a memória da parede
Do teu quarto!

Mesmo quando teu cabelo ficar prateado 
Ainda mais vai ser amado
Não me perguntes 
Se eu me preocupo…!
Sei que o tempo muda 
E que envelhecemos 
Mas meu amor por ti não envelhece, 
Resiste…apenas amadurece!

Joaquim Moreira 
29-07-2015

Saiba mais…

CORDAS E CORRENTES

3541941384?profile=original

Cadeados imbatíveis e resistentes

Cordas e corrente

De tal espessura

Que não acabam, perduram…!

 

Há uma força constante

Tornando-se desesperante  

Força superior insistente

Pela própria corrente…

 

A água me condiciona e me aprisiona

Sem utensílios instrumentais

Não consigo romper ferros e metais…

Nem montes florestais!

Sinto-me prisioneiro de um sentimento

Chamado amor…!

 

Mas se não me movimentar…

Não me vou magoar com cordas e correntes

Mas perco o sabor do calor e do amor…!

 

Um dia cairão as correntes no chão!

Para se mostrar ao mundo que a liberdade

É um estado de espirito e mental…

Que na verdade só faz bem… E não mal!

 

Lá bem perto das estrelas!

Há uma solidez incrivelmente espantosa!  

Há uma vista em direção ao Mar…

Que nos faz pensar e acreditar que vale apena

Sofrer se for para não condicionar

E sim para respirar e continuar amar…!

 

Joaquim Moreira

24-07-2015

Saiba mais…

ÁGUA LÍMPIDA

3541939831?profile=original

Tuas pestanas 
São como gotas de chuva…! 
O cinzento que assombra o sol 
Deriva do nosso subconsciente
Quando é prolongado eternamente…!

A vontade de viver… E sem quer 
Maturam-se sombras nebulosas 
Em nossos corações!
Desperta exacerbadamente… 
Emoções dolorosas 
Visivelmente transparentes 
Nas despedidas que caiem sem se evaporar 
Devido à complexidade do nosso amar…!

Deixamos de incomodar 
Até a chuva passar …
Esperamos que o sol volte a brilhar 
As tempestades sempre passam, 
E as folhas voltam a enxugar…

Através dos olhos, nascem 
Toques e beijos eternos… 
Mas sempre se fecham 
Quando os lábios se tocam…! 
Podiam ficar fechados para sempre 
Se sentisse os teus lábios eternamente…!

És mais do que o azul do céu! 
És a luz que traduz a minha felicidade… 
Mesmo que o sol acabe por se dissipar
Mesmo que deixe de brilhar 
Vou sempre estar, para te amar…
Saudades de ti, sempre vão ficar… 
São saudades… 
Que me irão fazer pensar no teu beijo 
E no teu profundo olhar…!

Joaquim Moreira 
18-07-2015

Saiba mais…

“NÃO” QUERENDO DIZER “SIM”

3541938770?profile=original

 

Pela frescura da manhã

Tudo reina pela brisa do ar quente

Que tão bem faz à gente

Há uma das janelas perto das nuvens

Virada para o mar

Onde tu me vez chegar!

 

Há o belo jardim de lindas palmeiras

A olhar para mim quando a viagem

Chega ao fim!

Há um inimigo com o nome “Tempo”

Que fragiliza-me sem fim.

 

Horas que se transformam em minutos

O tempo a fugir, o corpo a ter de sumir

A mente a padecer por não te poder ver

Não é a distância que tem culpa

É a permanência que é curta!

 

A companhia constante é a solidão

Pela razão obriga-me a dizer não

Dizer não com voz enfraquecida

Porque será que tem de ser assim…?

Se marcas profundas de amor e paixão

Marcam o nosso coração…!

Porque temos dizer não

Se a vontade é dizer sim!

 

Quando está tudo bem

Cai a noite, a luz apaga-se

Os corpos somem-se…

Sem dar qualquer explicação

Por ver que não há razão…!

 

Paira um superar amargo de dor

Ao expressar o nosso amor

Aceitamos o sofrimento …

Porque mesmo sendo pouco tempo

Vale a pena viver o momento…!

 

Joaquim Moreira

11-07-2015

   

Saiba mais…

SABEDORIA

3541937275?profile=original                                                                    

 

Quando encontro tempos difíceis

Lembro-me de ti…

Oiço e sinto as tuas palavras

De sabedoria….

Palavras sentidas sem fantasia…

 

Mas deixa estar…

As minhas horas de solidão…!

Estás bem na minha frente

Falando palavras de pessoa que sabe…!

 

Quando sinto o coração partido

Morando no mundo de discórdia

Procuro uma resposta

Sem som mas com amostra…!

 

Mesmo ao longe…

Existe uma cumplicidade  

Em que a força da natureza nos vê

Mas deixa estar que um dia

Tudo vai parar…!

Deixa estar…!

Porque há uma resposta a dar…

 

Quando a noite ficar nublada

Eu voltarei à estrada

Sem perder nada…!

Ainda há uma luz

Que brilha em mim ao amanhecer!

 

Todas manhãs!

Oiço aquela música que é só nossa

A sussurrar palavras de sabedoria

Algumas bem silenciosas

Mas com harmonia melodiosa 

Onde se prolonga a imaginação

E a fantasia…

Que me dá brilho e alegria…!

 

Joaquim Moreira

28-06-2015

 

      

Saiba mais…

HOJE QUERO DANÇAR

3541935177?profile=original

Hoje quero dançar contigo…!
Quero testar os teus passos de dança…
Dançar com esperançar de acertarmos 
Nossos passos…! 
Sei que sabes dançar… 
Mas nunca dancei contigo! 
Desde sempre amei dançar…!
Dançar faz recordar… 
É como fazer sexo sem penetrar…!

Noutrora através da dança, conheci 
E criei grandes amores e grandes paixões…
Sou tímido… mas dancei milhares de horas… 
Sem dizer uma só palavra…! 
Amassava meu rosto e pescoço húmido de suor…! 
Já não me lembro com quem…! 
Só me lembro, que sentia dois corpos a fervilhar de prazer! 
Não dizia uma só palavra…! Sentia e fazia sentir…
No silêncio profundo… Criei várias 
Horas de prazer e paixão…!

Hoje quero de volta, escutar os meus velhos discos…
Que tu mesmo vais tirar da prateleira… 
Contigo posso falar… mas não quero…! 
Quero apenas recordar, amar, transpirar e dançar…! 
Com o mesmo silêncio de outrora…mas sem demora…!
Hoje quero beber-te e afogar-te dentro de mim…!
Hoje quero esculpir-te com os meus próprios dedos
Desenhar-te com imaginação, amar-te e fotografar-te 
No momento em movimento…!

Não vai ser só dançar… ao som de outras músicas… 
Quero registar o acontecimento com paixão
E usar os nossos próprios instrumentos…! 
Para observar a vida e concebe-la sem pudor
E de outro jeito…! 
As nossas vidas parecem eternas…!
Mas as suas expressões são efémeras, momentâneas e transitórias!
Por isso é que eu hoje, quero dançar sem parar…!

Joaquim Moreira

Saiba mais…

LUA CUIDADA

3541934300?profile=original

Olhas de cima para o Mar 
E com o teu olhar a brilhar 
Será impossível não seres amada 
Teu rosto aberto como uma luz incandescente 
Consegues fazer que eu me sinta inteligente 
Quando estou presente! 
Lá do ar mostraste-me o Mar, 
E amor na mais bela amplitude…!

Por isso morro de desejo de te beijar 
Amar e abraçar sem fim… 
De olhos fechados! 
Entrego-te o meu coração sem restrição…!

Juntos criamos imaginações, que fazem sentido! 
Que o nosso amor não perca o discernimento 
Para que não fiquemos pelo lamento 
Algumas palavras, não são declamadas, 
Mas as que são ditas são absorventes 
Sinto que me amas pela tua forma de atuar 
E pelo azul do teu brilhante olhar…!

Desde que a labuta não apoquente… 
Mesmo que o Sol se afaste da gente 
Estarei sempre presente….
Juntos, esquecemos o pouco que restou 
De um passado que não prestou,
A vida será vivida…
Com o mesmo calor, amaremos sem dor…!

Nenhum ruído importa 
Jamais falaremos em voz alta
O murmúrio já não incomoda.
Sem tabus…
Fundimos nossos corpos num só 
Unindo nossas almas sem demora, 
Votamos tudo que à de bom cá para fora…!

Joaquim Moreira 
04-06-2015

Saiba mais…

HOJE ESTIVE PENSANDO

3541933867?profile=original

Sobre as minhas alegrias
Sobre as minhas tristezas
Sobre os meus sonhos…

Sobre as minhas ilusões
Sobre o que perdi…
Sobre o que ganhei
E cheguei a várias conclusões

Mês de julho… idade tenra
Domingo à tarde…
Como de costume
Procurava onde pode-se dançar

Chego depois da banda...Ter começado Atuar
Num redopiar deito os olhos a quem estava
Quase todos conhecidos…!
Vejo uma Estrela...diferente
Neste Universo...não encaixava

Estranha… aos meus olhos…
Uma estrela… nunca vista
Tentando, te encantar
Percorri toda a pista...

Na busca do teu olhar
Quanto temia...
Voltei a rodar a pista…
Estava ali a Estrela… no mesmo local …!

Fixei os meus olhos em ti… como uma serpente
A encantar um pássaro…
Tu fazes o mesmo… fixas os teus olhos
Negros nos meus … não falamos…

Acenei a minha cabeça
Fui em direção a ti…
Tu sem hesitares vieste para mim
Agarramo-nos beijei-te o pescoço

Estremeces-te… de prazer… 
Lembro-me como fosse hoje….
Calor abrasador, dançava ao ar livre
À sombra das árvores; mas calor abrasador…

Encostamos os nossos rostos húmidos
Colamos pele com pele
Voltei a beijar-te já no rosto
Sempre em silêncio…

Já eras a minha Estrela….
Senti que estavas a gostar de mim
Toda a tarde sempre em silêncio
Eu era assim…. Tímido mas atrevido

Chegou a hora de cada um regressar
E tal afoito Romeu… Ofereci-me
Para te levar a casa… ai sim quebrei o silêncio
Nesse dia inesquecível beijamo-nos loucamente

Já estávamos apaixonados um pelo outro
Encontramo-nos nessa mesma noite
Já não sentia os pés no chão
Só flutuava…. E amava… loucamente a minha Estrela

Eras a minha Estrela de Cinema…
Já não via outra coisa…
Até ao dia que tu quiseste fazer de mim
Um ser ao teu estilo…!

Já não achavas graça ao meu vestir
Ao meu cabelo… 
Ao meu Eu…
Dizias-me que me amavas
Mas ai…eu duvidava

Perdi a confiança...No teu amor por mim
Tiraste/me a esperança
Um amor sentido...
Puro...neste amar de criança

Tu querias que eu alterasse o meu Eu…
Eu respondi-te …. Não isso nunca… criei a minha imagem
Sou assim …. Já não sei o que vai no teu cérebro…
Afinal...quem amas tu…
Eu…ou simples miragem...

Insistes que eu podia mudar de estilo
Isso nunca… eu sou eu, e vou ser eu até morrer
Dias e largos meses passavam … era um mau estar
Amava-nos um ao outro… Pensava eu…

Por dentro morria...por te querer
Voltas a falar no mesmo
Eu sem hesitar mandei-te à merda…
Sofri… não te esqueci…
Mas enfrentei a minha perda…

Regressei...
Tinhas sempre a porta aberta para mim
Já não se discutia as diferenças de estilos
Amava-te e para mim...acreditei

Que bastava...
Mas era tarde… para recomeçar
Andamos tempos e tempos
Sentia-me no Céu…Mas... Amavas-me …ou não!

Já não tinha a certeza do teu amor por mim
Essa duvida...esta imensa negação
Uma noite das mais belas… de amor
Tive que te deixar…

Antes de regressar para casa
Abracei-te beijei-te amei-te
Olhei-te nos teus olhos e disse-te… 
Sem te dizer…Não volto mais….

Não tive coragem...
Talvez por cobardia
Sofri décadas e décadas
Por ter perdido um amor

Mal resolvido...mal esclarecido
Ficou este buraco no meu peito
Hoje já está bem guardado
Não esquecido….

Com cimento do mais forte
Alguém o tapou…
Com amor o betonou.
Neste meu peito aberto...

Outrora desfeito...
Sinto/me renascido.
Amor… que amei!!!

Joaquim Moreira

Saiba mais…

CLAMOR

3541933293?profile=original

Almas soltas… 
Perdidas nas ruas
Já não se importam de andar nuas… 
São peregrinos desta nova realidade
Gritam em sons silenciosos…

Num país onde todos os dias 
Paira a incerteza…
Gente com fome 
Que não sabe o que é uma mesa…!

Sonhos estagnados…
Por força da ganancia
Foram desmantelados…
Olhos envergonhados 
Por ter sido diferenciados…

Apregoam a liberdade 
Mas por força do Diabo estudam 
Para cometer grande maldade.

A palavra amor é indolente 
Na boca daquela gente

Joaquim Moreira 
28-05-2015

Saiba mais…

ESTRADA

3541932849?profile=original

Quase sempre escolhemos 
A estrada errada… 
Com tantas ruelas e estradas 
Leves suaves e macias
Viajamos sempre pelas mais vazias …

Por ironia do destino
Sempre se escolhe o mau caminho 
Ao viajar a meio do percurso 
Tem sempre um precipício…
Tem o rio sem lancha para atravessar! 
Tem montanhas difíceis de escalar…

Tem passagens de nível sem guarda… 
Tem estradas sem saída… 
Tem pontes antigas mal resolvidas
E inacabável…!

Por fim embatemos contra o mar 
Que não tem meios para navegar…
Porque terá de ser assim…? 
Tantas ruas curvadas e tantas águas onduladas…
Que tão poucas vezes se lembram de nós!

O certo seria ver a estrada limpa e vazia 
Para além das curvas…
Para ver aquilo que não se vê…!

Se um dia os nossos olhos 
Alcançar para além das empecilhadas curvas 
Acabaremos com as infinitas crueldades 
E saberemos o que encontramos 
Ou o que não encontramos…! 
Mas se não pusermos as rodas a rolar 
Nunca mais lá chegamos…!

O melhor é viver, e esquecer… 
Para não pensar que perdemos 
As belas estradas que nunca tivemos…!

Joaquim Moreira 
24-05-2015

Saiba mais…