Posts de Joaquim Custódio dos Santos More (267)

VALORIZAÇÃO NOTURNA

3542004593?profile=original

 

Ao olhar o luar vemos o salão

Onde brilham as estrelas!

Sonhamos mesmo acordados  

Criamos força para voltar a ver tudo a brilhar…

É uma felicidade sonhar…!

O sonho permite ir além do imaginário.

Permite-nos voar e saber calmamente esperar

Por objetivos que talvez não venham a ser concretizados

Mas contudo inconscientemente

Damos a volta ao mundo.

Sem saber se esse mundo é o que pretendemos

Adjetivamente o importante é fazer o que queremos…!

 

Arde-me os olhos de focar o céu.

Olho as estrelas cada uma tem a sua própria beleza

Cada uma tem o seu próprio brilho!

A magnitude de todas

Tem o seu espaço guardado respeitavelmente

No meu coração.

 

Não é o medo de acordar pela manhã

Que nos impede de sonhar até ao cair da noite!

Pois vale a pena acreditar que merecemos

Esquecer o que perdemos

Para recomeçar o melhor momento

Que não esquecemos!

 

Não devemos desacreditar

Uma vez que o mundo ainda não acabou.

O que era para voltar ainda pode chegar

Não vale a pena desacreditar

O nosso tempo está prestes a voltar!

 

Bom é tentar, mesmo pensando que estamos a errar.

Não busquemos caminhos perfeitos!

Se olharmos para traz!

Vemos que os erros cometidos mostraram-nos

Rotas estrondosas que de uma outra forma

Nunca seriam vividas!

É bom errar desde que possamos prolongar

O caminho que mais desejamos

Não importa cair!

Quando temos a felicidade de levantar e sorrir…!

 

Joaquim Moreira

26-05-2016   

 

Saiba mais…

NOVA ERA

3542000502?profile=original

 

No mesmo dia

Cantaste várias vezes a mesma canção…

O são da tua voz era tão alto

Que quase não o entendi!

As árvores assustadas

Apenas vibravam com o vento…!

 

Se mais canções houvessem

E se tivesses o discernimento

De mudar de tema

Certamente acabaria a minha pena…!

 

Eram palavras de cobrança

Foram tesouros atirados ao ar

Era o prometer…

Que não passava de uma vontade de ter!

 

As flores quebraram…  

As cores desbotaram…

Eram substâncias a rigor desafiando o tempo

Insistindo na velha canção!

De repente serrastes os lábios parastes de cantar

Passastes a ignorar…

O tempo que te pedi para esperar!  

 

A mesma canção, tem outro som,  

Mas cantada por outra boca

Tão bela quanto a dela!

Há eras que passam até que a mutação

Apague tudo…

Ficando apenas a beleza dos melhores dias…!

 

Há sempre uma sombra que nos refresca

Há sempre uma boca que nos faz sorrir

Há sempre um olhar que nos faz respirar

Há sempre um amor que nos promete não acabar

Na nova era apaguei a luz do passado

Acendi a luz daquela floresta

Que me adora “Agora”…!

 

Joaquim Moreira

04-05-2016

 

Saiba mais…

GEOGRAFIA

3541999358?profile=original

 

A geografia não acompanhou a tecnologia.

Teu corpo mesmo distante tem íman   

Onde minha mente se apaixonou

Procurei e encontrei, colhi

O que escolhi…!

 

Saboreei teu perfume

Embriaguei-me de alegria e emoções

No momento perdi a noção do que queria  

Por não saber se podia…!

Foi um sopro de ternura

Parecia só uma aventura! 

 

Sem pensar em consequências

Vou vivendo no limiar da loucura

Por sentir a falta da tua procura!

 

O conceito da verdade 

Não é objetivamente a realidade

É um ideal opcional sem topo fronteiriço  

É um aligeiramento nas asas da liberdade…!

 

O desejo de viver e de segurar mais além

É um delírio pantanoso…

Já o quis, hoje não quero mais.

Meus braços encurtaram a uma só medida

Na esperança fulminante

De estancar a ferida

Aquela que não foi a nossa preferida…!  

 

Não quero ficar a ver mais o tempo passar…

Quero retomar a escalar apenas o teu olhar…!

Mesmo vendo os dias primaveris aumentar

Sabemos que o nosso tempo está a encurtar

Há uma ténue constante de não poder

Parar o tempo com as mãos!  

 

Sem nos sufocar projetaremos o nosso mapa

Geográfico, viveremos o nosso mundo animal

Para que ninguém tenha o poder de jamais nos fazer mal…!

 

Joaquim Moreira

25-04-2016

Saiba mais…

NAVEGAR

3541997509?profile=original

 

Mesmo sem saber nadar

O mar não se preocupa é inconveniente

Ao separar a gente!

Mas que fique o amor…!

No seu movimento e na equação liquida

Que um dia ade misturar-se eternamente!

 

Para que foi feito o mar?

Esse que não tem o discernimento

De se calar, me deixar passar!

Com a sua altivez não admite dar o braço   

Às envergonhadas investidas do vento…!   

 

Mar poderoso e aniquilante, sem o poder

De apagar a luz que alumia o nosso amor.

Com os seus punhos ferozes

Modela ondas perigosas,

Atravessa o nosso caminho,

Querendo desviar o nosso destino!

 

Contra as areias húmidas

Faz a rebentação, junta a sua forte inspiração

Sem fraquejar a cada dia que passa

Por mais que nos separe

Não consegue fragilizar

A força do nosso amor…!

 

Com o tempo do desgastante sofrimento

O amor não renuncia as investidas nem se gasta

Renasce nas noites frias,

Recolhendo e juntado

Todas as partículas que ainda restam!

 

A velha afirmação de que tudo passa

Na realidade não tem graça!

Se me pedires para enfrentar o poderoso mar

Eu vou, nem que seja para lá ficar

Uma vez que não tenho asas para voar

Sem renunciar tu és a resposta de todos os porquês…!

 

Joaquim Moreira

18-04-2016

 

 

 

 

 

 

Saiba mais…

A FORÇA DO TEMPO

3541996582?profile=original

O tempo teve força…

Para te levar do meu pensamento

Fostes alguém que me fez reavivar

A palavra amor…! Pensei no tempo

Que foi único e nosso…!

 

Nesse tempo havia só tu e eu!

Eramos livres e selvagens, existia o prazer de viver

À margem do resto do mundo tudo em nós era profundo

Nada nos confundia passava-mos por ruas estreitas

Onde se falava verdades…! Mas acabou.

Tu me faz voltar… para não mais acabar,

Porque és amor és tudo o que quero

E se voltares para meus braços

Não vai sobrar mais espaços para negações…!    

 

Quase não consigo acreditar

Que já passamos pelo paraíso

Mas como sempre perco o juízo

Sem me aperceber que o amor é tudo o que mais preciso

Não é difícil enxergar, que só vale a pena viver no paraíso

O tempo passou e nada mudou o que significas para mim!

Há muita coisa a dizer, o complicado

É saber onde te encontrar

Para te poder abraçar, beijar e amar…!

Mesmo que não te encontre!

O resto do tempo que tenho para viver

Vou sonhar e agradecer pelo prazer de te conhecer…!  

 

Esperei todo este tempo para que algo acontece-se

Os sonhos podem tornam-se reais

Na alegria e na tristeza!

Sem cobranças estarei com firmeza  

Não só por ti mas por mim!

Se por ventura caíres nos meus braços

Penso que não vou acreditar

Por tanto tempo esperar…!

 

Nestes anos pouco em mim mudou

A mente ficou intacta o corpo fraquejou  

E o cabelo branqueou…!

Não é difícil ver que o nosso tempo

Pode não ser muito longo mas ainda não acabou

A distância vai impedindo que te veja mas não impede

Que te ame até ao último suspiro…!

 

Joaquim Moreira

14-04-2016  

 

 

Saiba mais…

ANESTESIA SONHADORA

3541994028?profile=original

 

O sonho trai…

Criando gestos e devaneios irreais

Imaginamos nos sonhos seres estrelados

Quando acordamos voltamos

Dando conta que os sonhos mentem…!  

 

No meio dos voos sonhadores

Buscamos passagens já vividas

Algumas das quais,  

Pensamos que estão esquecidas e mortas

Mas outras estão visíveis através túneis ténues

Coisas nunca vistas antes.

 

A desistência encontra-se

Sempre em permanência…!

Seria bom… ir mais além…

Aprofundando o que ficou por acabar

Mesmo quando abre feridas

Um dia elas serão esquecidas.

Tudo cicatriza com a continuidade

E na vontade de um objetivo maior…!

 

Enquanto o meu sonho mente

Vou pintando em telas negras e frias

Afogando-me em músicas

Que me machucam constantemente

E que me criam lembranças friamente

Mas toda a música que oiço

Conservam todo o meu rejuvenescimento  

Fazendo-me esquecer a vontade que tenho de comer…!

 

Os sonhos alumiam as noites

Apagam a luz do dia

Tornando a alegria sempre mais fria 

Entre o sonho traiçoeiro 

E velha marcação que me tira a respiração

Chega tudo à mesma conclusão…!

 

Joaquim Moreira

04-04-2016

 

Saiba mais…

OLHO DE FRENTE

3541992390?profile=original

 

Sem te sufocar constantemente   

Sabes que estas sempre presente!  

Nunca poderei estar muito tempo ausente  

Sabes o quanto me entrego a ti

Não importa o que fazes…

Te prometi meu coração

Sem te cobrar nenhuma pressão…!

 

Quero que saibas que preciso de ti

Como nunca antes

Precisei de ninguém!

Eu escolhi estar aí

Não só por mim mas por ti!

 

Se sentes algo de estranho no meu espanto  

Podes acreditar que é verdade.

Eu vivo em função de ti

Se for necessário morro por ti

Não é preciso fingir…

Porque o nosso amor, ninguém o pode adquirir

Já não existe nada que não possamos fazer

Com o devido prazer…

Desde que te vi, nunca mais me perdi

Já não consigo viver sem te ti!

 

Há momentos, em que me deveria calar,

Para deixar o silêncio falar.

Vendo que há sentimentos

E emoções que a língua

Não consegue expressar

E que os sons gritantes não sabem traduzir

Nem exprimir.  

 

Em ti desembrulhei e encontrei

Que não há ninguém mais precioso

Do que eu sei…

És pedra preciosa e rara!

Por ti respiro todos os dias o ar fresco

De primavera.

Sonhei com alguém como tu

Espero que sintas o mesmo sonho…!

Pretendo abraçar-te fortemente,

Transportando para bem longe,

O que ao longo dos anos tão mal fez à gente…!

 

Joaquim Moreira

28-03-2016   

 

 

 

Saiba mais…

NÃO ACORRENTES

 

Se ainda não me conheces

Jamais me conhecerás

Os rostos e os dias levam…

As lembranças, só esquecem

Àqueles que não as merecem

Mesmo sem te ver não esquecerei

Sempre me recordarei por onde passei.

 

Com o tempo e as tempestades

É tempo de entenderes como eu te entendo

Agora eu sei a diferença

Do certo e do errado

Mas não vou fazer nada…

Para desmanchar o nosso passado.

Espanta o nervosismo

Mesmo que eu chegue fora das horas marcadas.

Estamos agindo como adolescentes

Em vez de aproveitar o tempo

E ficarmos contentes.

 

Os dias não são macabros

A mente é que vai traindo a gente

Pois se não me conheces

Jamais me conhecerás!

Todos temos os nossos defeitos

Alguns até engraçados

Eu tenho os meus, tu tens os teus…!

 

Basta confiares em mim como eu confio em ti

Mesmo a longa distância … fiquemos juntos…!

Tudo se afagará facilmente

Ficando juntos calmamente

Ou poderemos em consciência dizer adeus…!

 

O que adianta um amor

Quando não se foca o olhar um do outro…?

Já não nos conhecemos nem iremos nos conhecer.

Mas vamos a tempo, de deixarmos perder tempo.

Mesmo que a língua se sinta presa

Guardaremos o sentimento cá dentro

A pressão romântica!

Vai-me deixando louco. O tempo está a passar 

Estou a perder terreno

Sentindo-me dia a dia mais pequeno

Não queiras ver este apaixonado acorrentado

Sendo assim podes pôr-me de lado

E esquece o nosso passado…! 

 

Joaquim Moreira

22-03-20163541990943?profile=original

Saiba mais…

AS HISTÓRIAS

                                                  

Sempre te contei histórias

Da vida indecisa…

Mas continuo à espera

De poder pegar na tua mão

Falando para ti convicto

Que me digas vem deitar-te comigo

E amam-me…!

Sem duvidada aceitarei e me perdoarei

Da incúria do tempo que te faltei.

Sempre tive medo da imperfeição

Hoje apercebo-me que estou perdendo a razão.

 

Os anos estão a passar, sinto-me envelhecer

O vento que me empurrava, hoje ecoa à distância

Como uma melodia melancólica e morta.

Sei que sempre serei um estranho solitário

Talvez venha a envelhecer mais rápido

Do que o desejado, mas enquanto respirar lutarei

Para que cada dia tenha valido a pena

Despejando a tristeza como folhas de alfazema

Talvez eu continue a enfrentar inúmeras

Desilusões no decorrer da minha vida

Mas farei que elas percam a importância

Diante dos gestos de amor…!

Mesmo sabendo, que posso não ter força

Para realizar as minhas ideias.

 

Jamais irei considerar um caso desvanecido

Se o Sol deixar de brilhar, caminharei triste

Ao saber que não consigo seguir o ritmo do teu olhar

Seguirei os compassos dos meus passos

Como sempre! viajarei em procura de algo novo.

Noutrora quando as noites eram frias e escuras

Eu vagueava em ti…!

Nesses dias pensava que os meus olhos

Te viam perto de mim. Confiava na minha cegueira

Tudo era uma ilusão.

Prova essa, que mostra que não estas mais aqui

Por isso sinto que estou a envelhecer

As palavras que eu fazia dançar…!

Hoje não as consigo acompanhar

Que o tempo envelheça a minha alma

Mas que não envelheça as minhas emoções

Para que eu não morra sem sentimentos benévolos

Um dia já com os dedos cansados

Escreverei a história da minha vida

Certificando-me que só eu segurarei a caneta

E aí sim, sentirei o mundo, ser mais belo

De olhos fechados…!

 

Joaquim Moreira

12-03-2016

3541989162?profile=original

Saiba mais…

AS HISTÓRIAS

                                                       81

Sempre te contei histórias

Da vida indecisa…

Mas continuo à espera

De poder pegar na tua mão

Falando para ti convicto

Que me digas vem deitar-te comigo

E amam-me…!

Sem duvidada aceitarei e me perdoarei

Da incúria do tempo que te faltei.

Sempre tive medo da imperfeição

Hoje apercebo-me que estou perdendo a razão.

 

Os anos estão a passar, sinto-me envelhecer

O vento que me empurrava, hoje ecoa à distância

Como uma melodia melancólica e morta.

Sei que sempre serei um estranho solitário

Talvez venha a envelhecer mais rápido

Do que o desejado, mas enquanto respirar lutarei

Para que cada dia tenha valido a pena

Despejando a tristeza como folhas de alfazema

Talvez eu continue a enfrentar inúmeras

Desilusões no decorrer da minha vida

Mas farei que elas percam a importância

Diante dos gestos de amor…!

Mesmo sabendo, que posso não ter força

Para realizar as minhas ideias.

 

Jamais irei considerar um caso desvanecido

Se o Sol deixar de brilhar, caminharei triste

Ao saber que não consigo seguir o ritmo do teu olhar

Seguirei os compassos dos meus passos

Como sempre! viajarei em procura de algo novo.

Noutrora quando as noites eram frias e escuras

Eu vagueava em ti…!

Nesses dias pensava que os meus olhos

Te viam perto de mim. Confiava na minha cegueira

Tudo era uma ilusão.

Prova essa, que mostra que não estas mais aqui

Por isso sinto que estou a envelhecer

As palavras que eu fazia dançar…!

Hoje não as consigo acompanhar

Que o tempo envelheça a minha alma

Mas que não envelheça as minhas emoções

Para que eu não morra sem sentimentos benévolos

Um dia já com os dedos cansados

Escreverei a história da minha vida

Certificando-me que só eu segurarei a caneta

E aí sim, sentirei o mundo, ser mais belo

De olhos fechados…!

 

Joaquim Moreira

12-03-2016

3541989118?profile=original

Saiba mais…

ROSTO DE NINGUÉM

3541987903?profile=original

 

Rosto desenhado não sei por quem!

Aperfeiçoado e bem acabo…

Rugas perfeitas

Pelas marcas do tempo!

 

O tempo obedece, a quem não esquece,

É o que quisermos ter…

O desenho rugoso do tempo  

No rosto de ninguém é para além da verdade

Nele vê-se paisagens, verdejantes.

Nas linhas inconfundíveis desses olhos azuis

Vê-se o nascer do sol

E nas noites de luar é um sonho em teu olhar! 

 

Não importa o tempo passar…  

Apesar de optares ser rosto de ninguém

Outras ficam aquém dessa pele riscada  

Pelo passar do tempo.

Não cries lágrimas em teu coração

Quando podes ter outra opção…!

 

A chuva nunca cai por cair! 

Cai para mostra

O que a mente quer enganar

Lavando o pó de arroz,

Avivando as profundas linhas que esquematizam

O rosto das mais belas estações do ano!

 

Deixa que a chuva caia e o vento corra…!

Transforma o rosto de ninguém em alguém

Mostra ao mundo o poder da natureza

Levanta o rosto de ninguém com firmeza

Vem envenenar com o teu profundo olhar

Aquele que sempre te quis amar…!

 

Joaquim Moreira

07-03-2016

 

 

 

 

Saiba mais…

FIZ RODAR

3541985571?profile=original

 

Fiz rodar em velocidade moderada.

Em tempos de caus!

Em busca de um sorriso

Esperando encontrar a fada Estrelada.  

Mas ela não estava lá para me abraçar!

 

Ao longo de várias conversar inspiradoras  

Contei-te que estava frágil

Devendo-se ao tempo chuvoso e frio

Mas mesmo assim fizestes questão em vir

Mas não estava lá!

Senti que ao fim de algumas horas, ias,

E só ias…!

 

Foi como de outras vezes

Que me levaram aos céus

E de seguida empurraram-me de um espinhaço

Tirando-me o braço para eu me segurar.

 

A embriaguez do amor tem destas coisas,

Fazem de nós seres “tolos”.

Há o conceito de nos fazer voltar

Com o intuito de transformar

E nos encaminhar com intenção de melhorar!

 

Falamos muitas vezes de amor…!

Porque é fácil falar, uma vez que são

Só quatro letras!

Todos entendemos o difícil é compreender

Quando nos dão o abraço e o forte amasso

Com intenção de nos deixar na solidão…!

 

Há um contexto premeditado

De nos tirar o nosso melhor

E nos deixar o pior…

Sempre dizemos, que podemos amar!

O difícil é dizer o tempo que podemos estar

Sem premeditar e sem intenção de enganar.

Fracassamos na sinceridade…

Mesmo dizendo, que preferimos a verdade

Fugindo por medo da realidade…!

Joaquim Moreira

25-02-2016

 

 

 

 

 

Saiba mais…

“A SOCIEDADE”

3541984294?profile=original

 

Enquanto reclamamos a má sorte

De termos um pneu vazio

Ou um simples arranhão no alarão

Estão outros a reclamar um pedaço de pão!

 

Enquanto reclamamos o quarto

Mal aquecido, estão outros a morrer

Ingeridos de frio cobrindo-se com papelão

Por falta de colchão.

 

O egoísmo leva-nos à surdez à cegueira

E à invirilidade.   

Nascemos iguais morenos da mesma maneira

Vimos ao mundo sem nada, vamos sem nada

Mas enquanto vivemos ignoramos

O que nos passa pelos olhos

Sem nos envergonhar

 Humilhamos e atacar os mais frágeis.

 

Hesite a diferença entre o bem e o mal

Será que o mundo é o reino do animal?

Onde prevalece a lei do poder

Sobre os fragilizados que não tem o que comer.

 

Um dia haveremos de chegar a uma conclusão

E aí sim realizaremos tudo em união

Se não o fizermos… tarde ou cedo

Acabamos por deixar a sociedade

Completamente atrapalhada e desesperada.  

 

Só temos uma escolha, ou nos unimos

Ou sem isso não reconstruimos nada

Se a maturidade chegar

E se houver continuidade

Para poder eliminar a promiscuidade

Ficaremos prontos para dar e receber!

 

Até aqui, andamos a viver cada um por si

Na mera ilusão que sozinhos, criamos pão.

Mas se não houver união nada adianta,

Morreremos compaixão

E nunca mais alimentamos o nosso coração!

 

Joaquim Moreira

20-02-2016

 

 

 

 

 

Saiba mais…

EM TAMANHO SUPERIOR

3541982527?profile=original

Quando o amor é grande

Os problemas não são deleitados!

Mas serão mais desvalorizados…

A distância será um pormenor

Se a compreensão insistir

Em beijos profundos

A dúvida e a desconfiança

Se extinguirá…!

 

As perguntas não serão escondidas

As palavras não necessitam de ser escolhidas

Continuarão a ser as mais pretendidas  

Há contextos que nos revelam que o amor

Pode não ser eterno…

Pelo menos que não se torne num inferno!

É necessário um amor

Que não questione a escolha

Mas que se faça simples intenso e vivido

Por definição nunca poderá

Ser comparado a uma ficção…!

 

Não esperemos um futuro brilhante

Esse será o que tiver de ser

Recordemos o passado…!

Porque foi ele que nos mostrou o tamanho

Superior do nosso amor.  

 

Eventualmente se o futuro for brilhante

Será baseado no passado que foi constante

Sabemos que foi curto

Mas marcou a nossa memória de hora a hora…!

 

Com humildade superamos as dificuldades

Fazendo da tristeza poderosa e humana

Numa esperança constante

De alcançar a felicidade

A vida não é um brinquedo!

Se for necessário, não afrontamos o medo

Devemos ter medo do próprio medo

Respeitando e aproveitando a vida 

Porque um dia sem contar morremos

E jamais voltaremos…!

 

Joaquim Moreira

14-02-2016

 

 

 

 

 

Saiba mais…

NÃO ENCONTREI O QUE PROCUREI

 3541981163?profile=original

Só para me encontrar contigo!

Passei pelas montanhas mais altas

Palmilhei através dos campos

Corri até rastejei…

Pelas ruas de pedras soltas  

E não senti que me maguei!

Escalei muros dos mais altos da cidade

Só para ver a tua verdade.

 

Mas ainda não encontrei

O que sempre procurei…!

Ao longo da vida beijei lábios de mel

E bocas de fel, sem perceber

No que me estava a meter…!

 

Senti uma cura, na ponta dos teus dedos

Onde queimavam como fogo!

Pelo desejo ardente

Que quase sufocou a gente

Eu falei, num som silencioso

Para não te parecer mais um mentiroso…!

 

A noite estava quente

Eu estava a fervilhar…

Continuando à procura

De escalar o teu sóbrio olhar.    

Eu acredito em todas a cores

Porque elas filtram apenas numa!

 

Não desisto…! Ainda estou correndo…!

Tu quebraste os teus laços.

Soltas-te as tuas correntes

E a minha tímida vergonha…

Sabes bem, mais do que ninguém, que eu acredito!

Apesar de ainda não ter encontrado

O que sempre foi procurando…!

 

Joaquim Moreira

06-02-2016

 

 

 

Saiba mais…

PERFECCIONISMO DESNECESSÁRIO

3541979340?profile=original

Valerá a pena acreditar 
Que tudo o que o sol faz brilhar é platina 
Tendo nele um futuro para amar 
Podemos estar a comprar uma falsa ilusão 
E não um elevador para a apreçada conclusão!

O dia estava nublado, descobristes
Que quase tudo estava fechado
Bastou ouvires uma só palavra
Com ela conseguistes ver o que vinhas buscar.

Na parede existia um aviso bem esclarecedor
Mesmo sabendo que as palavras às vezes 
Tem duplo sentido.
Preferistes ter a certeza ouvindo ao-vivo 
As mesmas palavras que noutro som não tinham fugido.

A pureza daquele pássaro que cantou 
Junto ao tapa vento da esplanada 
Quase não valei de nada 
Às vezes todos os esforços são em vão.

O pobre pássaro ficou a pensar 
Tendo uma sensação indescritível 
Olhou para o lado do mar
Com o vento fresco a soprar 
Onde seu espírito ficou quase afogar
Sabendo que ia partir para jamais regredir…!

Em teu pensamento via-se 
O arco-íris em fogo, 
Através das árvores ouvia-se vozes 
Ficamos escaqueirados a olhar
Com a boca seca quase sem poder falar 
Tua cabeça está confusa com a convicção de não parar

Se corrermos soltos pela estrada 
Nossa sombra é mais poderosa do que nossa alma
Nossa felicidade torna-se mais autêntica 
O que é preciso é acreditar 
Que mesmo o sol a brilhar 
A platina não é o suficiente para amar… 
Um dia a canção irá chegar
Se deixares as ondas enrolar sem as questionar! 
E se acreditares que todos são um e um são todos…!

Joaquim Moreira 
30-01-2016

Saiba mais…

VOANDO

3541978699?profile=original

Voei de asa quebrada!

Mas fui voando…

Vivendo numa pura alucinação

Por aquela velha paixão

Que mexeu em meu coração!  

 

Fui filho do campo

Como um pássaro livre

Dancei em locais ermos

Onde as acácias com seu mau feitio

Me assustavam!

 

Onde o ruído dos carros de bois

Faziam melodia…era pura fantasia  

Era o que eu sentia…!

Não conhecia outra melodia era o que havia

Era a terra de mulheres vazias

Por lhe ser proibido exibir as suas fantasias 

Mas era a minha terra, gosto de recordar

O local onde nada dava para amar…!

 

Nasci naquela terra, de calçadas irregulares,  

De folhar caídas, e de árvores mal nutridas

Corpos vazios, chupados pelo cansaço…  

Bocas amordaçadas mantendo-se caladas.

 

Tudo fazia mal à gente.

Até o amar livremente era improducente!

Nascer, viver, ou morrer, tanto fazia

Nada nos dava alegria…!

 

Não me lembro de ver alguém sorrir

Lembro-me de ver gente cair

E de alguns partir para outros mundos

Onde lhe deram a liberdade de expor

A sua capacidade …!

Joaquim Moreira

28-01-2016

 

 

 

 

Saiba mais…

O QUE NOS SEPARA

3541978257?profile=original

Se me deixares escrever

Sobre as águas do mar

Fazes com que eu consiga validar

O que ficou por falar!

 

Tornou-se mais fácil calar

Quando me faltou as palavras para continuar

Em mim guardarei em silêncio o teu indeciso olhar…!

 

Joaquim Moreira

26-01-2016

 

 

 

 

 

Saiba mais…

O POSSÍVEL

3541977113?profile=original

 

É possível amar e não ser feliz.

Aparentemente simples!

É a água bater nas rochas

Sem fazer amolgações

É questionável é o possível

Quando o desejo magoa

A voz ecoa.  

É o infortúnio quando   

Só um de nós pretende o possível…!  

 

As palavras soltam-se

Em versos que vão rimando!    

As rimas descambam…

Já não sei como fazer  

O pouco tempo que me resta de lazer…!

 

Penso que criei uma húmida lagrima

Em teu coração!

Não tive outra opção!

Almejei com o propósito de não te ofender  

A nossa amizade não se confundiu

Fundiu-se num sólido amor em meu coração!

 

Se foi para torturar e formar dor, arrependo-me!

Só não me julgo nem me arrependo por ser espontâneo!

A mentira é um ferro poroso e corrosivo…  

A verdade pode permanecer, e tornar-se

Num metal precioso!

 

Se não formos mais nada

Espero que sejamos amigos

Para alongar o pouco que nos restou

Apesar do espaço não ser amplo

Possui vários compartimentos…!

 

As alavancas formam-se em trancas

Mas há sempre um espaço aberto

Para abraçar o que de nosso, consideramos certo!  

Com as portas entre abertas  

Afasta-mos o sufoco,

Acalenta-mos um sopro no coração…

 

Para ocupar o escasso espaço!

É preciso deixa-lo flutuar e livre…!

Saber amar, observar e alimentar o desejo

Compartilhar por tempo ilimitado

E mantendo-o bem conservado…!

 

Joaquim Moreira

21-01-2016

 

Saiba mais…

SEM PRESSA

3541973819?profile=original

Tento fazer do teu calmo silêncio 
Umas variações de questões.
Dás-me tempo a pensar no nosso momento
Na doce pele do teu rosto, em pensamento, 
Escrevo poemas de amor!

Não estou preocupado 
Por não estares a meu lado 
E por não conseguir ouvir o teu cantar. 
Pela friesta daquela pequena janela 
Vejo o brilho dos teus olhos.

Nosso amor está acima das palavras
Que já não somos capazes de dizer
Há dois extremos que nos separam 
Mas juntos, 
Não conseguem separar o que sentimos…!

Entre linhas e letras 
Um pouco ao quanto cinzentas
Tento escrever versos emblemáticos 
Desde o dia que olhei e vi teu morno sorriso
Sem dramatizar nem ironizar!

Puxas pela minha memória 
Obrigas-me a pensar
Em doses inteiras de ti 
Lentamente sento-me à beira mar 
Em cada onda transparente
Vejo o teu sorriso e acalmo minha mente

Na ânsia de um amor sem limites 
Acabo por fazer crescer emocionalmente 
A dor da solidão. 
Para continuar a viver 
Busco outras metades
Sem nunca perder a noção 
Daquilo que um dia fez mover meu coração.

Não tenho presa de viver nem de morrer 
Vou esperando, por aquilo que o tempo me quiser oferecer 
Porque viver e amar também é renunciar e conseguir 
Abraçar a saudade…!

Joaquim Moreira 
09-01-2016

Saiba mais…