Posts de Joaquim Custódio dos Santos More (268)

ABRAÇA-ME

3541820601?profile=original

 

Tenho momentos, tormentos,

E pensamentos da vida  

Que sinto tanto a tua falta…!

Tu és a pessoa que mais quero

És a mulher dos meus sonhos

Abraça-me…!

 

Sonha comigo o que quiseres!

Mostra-me o que queres ser

Sem mais me esquecer…

Só tens uma vida para permanecer

E nela só tens uma chance

De assentar e amar sem reparar…!

 

Vamos construir juntos a felicidade constante

E adoçante…

Vamos acreditar que o impossível é possível…!

Assim teremos esperança suficiente para ser-mos

felizes para sempre…!

 

Se te vejo feliz tudo melhora…

O futuro fica mais brilhante

Baseio-me no passado recente

Intensamente apaixonante e vivido…!

 

Por mim é impossível ser esquecido…

Só teremos sucesso na vida

Se conseguirmos perdoar

As deceções e os erros do passado…!

A nossa vida é curta mas as emoções

Que podemos passar juntos

Duram uma eternidade…

Já não temos tempo para brincar…

Procuremos o tempo somente para poder amar

Porque um belo dia vamos morrer e ter que parar…!

 

Não te amo só por aquilo que tu és…!

Amo-te pelo cheiro, pelo mistério e pela paz que me dás…!

O mais difícil é amar… Se um de nós desabar de deixar de

Acreditar…!

 

Joaquim Moreira

04-12-2013  

Saiba mais…

MEU JEITO DE AMAR

3541819603?profile=original

Hoje já não tenho medo de ser feliz
A minha felicidade faz parte de ti… 
Só tu sabes como eu devo mover-me nela 
Estas palavras que procuro aplicar…!
São puras verdadeiras porque só a ti eu quero amar…!

Como eu temia esta paixão que me seguia… 
Nas ruas, na cama em todos os lugares 
Minha paixão parecia-me sem jeito… 
Por não te poder ter no meu aconchego perfeito 

Quando os meus olhos olham os teus 
Talvez tu confies… mas nunca saberás 
Com certeza este meu grandioso amor por ti…! 
Fico doido ao ver tanta beleza em tua pureza…!

És incomparável… No teu jeito de andar, no teu olhar 
Na tua boca nas tuas pernas e nos teus cabelos!
Tudo em ti, é carinhosamente romântico 
A ponto de ficares um grande espanto…! 

Existe uma chave na tua mão 
É essa que abriu meu coração…! 
Guarda-a para sempre… é a única 
Que consegue abrir, o que à muito tempo 
Estava fechado…!

Como seria bom que gostasses 
Dos textos que escrevo…! 
Foram os meus sentidos… que mos ditaram para ti
Contigo a meu lado aprendi a sentir, a ver 
Tudo mais sorridente, 
Como foi bom tornar-me mais experiente…! 

Uma das noites, sonhei mas não acreditei…
No dia seguinte encontrei, tudo aquilo que sonhei
E tanto tempo esperei…! 
Por este amor que tantas vezes procurei…
Entrego-me totalmente dentro de ti 
Porque só tu sabes como me levar ao Paraíso
Ao fazeres ampliar o meu sorriso…!

Joaquim Moreira 
30-11-2013

Saiba mais…

AMAR SEM ESPERAR

3541818950?profile=original

Não se vive sem amor…! 
Precisamos de uma paixão desmedida
Queremos beijos na boca, queremos no corpo 
Temos a necessidade de maciez na cama…!

Tem horas que quero a minha mão no teu ombro 
Dar-te um abraço apertado é doce ficar ao teu lado… 
Mesmo sem ter nada para te dizer, tenho sempre 
Um imenso prazer…!

Algumas vezes sinto que o meu valor é visto
Com desdém… mas somente porem, 
Conheço melhor os meus próprios erros…!
Por ti, todas as culpas vou suportando…
É o amor que te tenho, que se foi apoderando…! 

Sem o teu amor vou ficando louco… 
Não tenho jeito para sequer te esquecer um pouco 
Vem… livra-me da dor… Ó meu grande amor…!
Há um vazio que assombra a minha dor…!

Tenho sempre aquela ansia 
De realizar os teus desejos… Cobrindo-te de beijos! 
Como é bom acordar naquela nossa cama 
Quando a gente na noite se ama…!

Contigo a meu lado quero sonhar 
Quero dividir meus sonhos… 
Quero-te dar o meu coração 
Quero sufocar-te de paixão… 

Quero amar-te sem mais esperar 
Quero amar-te e amaçar-te… 
Para sempre te adorar 
Vou dividir contigo em cada amanhecer
E ser o teu raio de Sol…
Enquanto viver até mesmo depois de morrer…! 

Joaquim Moreira 

Saiba mais…

“MENSAGEM”

3541818728?profile=original

 

Tenho tanto para te dizer!

Como explicar tudo o que sinto…!

Confessar-te que é bom acordar ao teu lado!

Eu sei… e tu sabes…?!

 

A ansiedade transparece

Pela chegada do final de cada dia.

Em todos eles, levas um pouco de mim,

A emoção lava-me o rosto em lágrimas…

 

Minhas mensagens são complicadas de entender

Tens palavras doces e lindas …. Pois tu és linda…

Tens uma beleza divina…!

Continuamente, um mesmo pesadelo …

Ao acordar, penso que te perdi…

 

Tenho tanto para te dizer, mas falta-me o dom

Da palavra…

Tive sempre, em mim, dificuldade

Em proferir as palavras certas…

Perco-me nelas, só consigo falar-te olhos nos olhos

Com aquela transparência que conheces…!

 

Moras em meus pensamentos, há algum tempo…

Em mim nasceu uma vontade que quero concretizar,

Enquanto viver vou sempre esperar!

Sonho acordado com vontade de te ver,

Sempre procuro não te esquecer…

Tenho ânsia de viver,

Nas só se for para não te perder…!

 

Meu mundo pertence-te, os dias são claros!

Há um nascer… e um pôr-do-sol,

És a razão do meu viver…!

E há sempre tanto para esclarecer…

Sonhos, realizações, frustrações e incertezas…!

Como parar de adivinhar o desenlace futuro…?!

Sou mestrado em amar-te… Confio no nosso relacionamento!

O melhor da confiança é assumir o que o coração anseia.  

Reconheço o medo, mas prefiro, mesmo assim, seguir adiante …!

 

Joaquim Moreira 26-11-2013

Saiba mais…

“NÃO ME ANALISES”

3541818288?profile=original

 

Quando sou analisado

Fico preocupado, ninguém

Resiste a uma análise profunda

Quanto mais eu…!

 

Ciúme, existe de marcas que a vida

Deixou… gritos pungidos de amores

Perdidos …!

O nosso amor é uma síntese, é uma

Integração de dados … quando  

Abraço um pedaço, não é só um pedaço…!

 

Nunca serei perfeito no amor…!

Apesar de sentir um tremendo calor…

Meus olhos veem e analisam o teu interior…

Como aturar… toda a minha crise de ciúmes…?

Entrelinhas constantes, mas muito longe de serem

 

Distantes da realidade, mudanças desesperantes…

De atuação de mente confusa… onde está a sinceridade

Exagerada…!? Minha mente só a sente dissipada…!

É tão fácil decifrar, mas vais precisar de tempo

Para conseguires preparar…

Teus pensamentos explodem…!

O escrever é o sentir para além de quem lê e vê

E se prepara… a palavra amor, não pode só sair

Da boca, tem que sair só de um par…! Assim eu entendo… amar!

 

Que estranha esta forma de amar…!

Amar e sentir ciúmes, amar e sentir medo…

Medo que a pessoa amada um dia siga viagem

Sem me apresentar uma passagem, para o mesmo lugar!

Não é possível amar várias pessoas ao mesmo tempo…!

 

Amor é amor… é certeza, é paixão, é mais do que uma ligação…

Nunca se deve criar confusão…!

Não é fácil escrever sobre o amor… tem palavras simples e

Outras bem complexas…!

Que estranha forma do teu amar…

Pelas palavras que escreves que me deixas a pensar…!

 

Joaquim Moreira

26-11-2013

Saiba mais…

Ao meu Pai

Ao meu Pai

                                    

Hoje acordei triste...

Ao lembrar-me de ti, meu pai...!

Afinal...como tem acontecido...

Ao longo deste quase meio século…!

 

Especialmente hoje,

Que estou mesmo triste por outros motivos…

Senti a necessidade de escrever...

Assim, minimizo a noite mal dormida…

Assim, fico com a esperança de guardar...

E de tapar buracos de longos anos…!

 

Na verdade, um dia...

Partiste para trabalhar...como era o teu costume...

No regresso a casa, sofres um grave acidente...

Um acidente irremediavelmente mortal…....

 

Eu tinha apenas nove anos...!

Como entender semelhante acontecimento…

Com essa idade...?!

Um acontecimento impossível de esquecer...!

Quantas vezes preferi morrer para poder ficar a teu lado...

Tanto que ficou por dizer…!

Estava à espera de crescer para te afirmar...

Que eras o maior e o melhor pai do mundo...

 

Com apenas nove anos, já odiava o mundo...!

E...depois do teu desaparecimento...

Entras assim, pela porta adentro...!

Ficas depositado na velha sala de tetos altos...

Que parece mais um Museu do que uma casa.

 

Soltei gritos de raiva por partires

E por nunca mais poder ver-te...!

Nem o caixão se abriu para te ver pela última vez...!

Eu mal chegava ao caixão, de tão pequeno que era...!

Que vontade eu tinha de te bater…!

Porque eu sabia que nunca mais ias ver-me crescer...!

Naquele dia...que vontade eu tive de te bater…!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Perdi-te…mas depois...nunca me senti só...

Tu estavas sempre comigo...

Acordava a meio da noite e sentia os teus passos

A vaguear pela velha casa…

Que mais parecia uma casa assombrada…!

Sentia-te sentado na beira da minha cama

A aconchegar as roupas para cima de mim

De maneira a que eu não tivesse tanto frio…!

E eu sentia-te sempre comigo…

 

 

Todas as noites, durante anos e anos,                                          

Eu acordava a meio da noite, sobressaltado...

Porque sonhava que estavas vivo…

Aí sentia-te sempre perto de mim...

Sentado ao meu lado…

Não me assustavas, aconchegavas-me…

Sentia-me seguro contigo, mesmo assim…

 

Que vontade eu tinha e ainda tenho de te bater...

Por não me veres crescer…!

Cresci, vivi, tive quase tudo e quase nada…!

Mas falta-me sempre alguma coisa

Para me completar...

 

Como seria bom se eu fosse um homem de fé...

Talvez encarasse melhor a vida…

Assim, teria a ideia de te encontrar no além...

Mas na minha fé, o além não existe...

Perdi-te e foi para sempre…

Tu, pai…nasceste do pó...

E desapareceste para ficares em pó.

Que vontade eu tenho de te bater

Por não poderes ver-me crescer…

 

Mas eu ainda te recordo

Ao fim de quase meio século...!

E eu não sei se, um dia…

Alguém irá lembrar-se de mim…!

Enquanto vivi naquela velha casa “assombrada”,

Nunca consegui dormir direito...

Muitas vezes, o silêncio foi eloquente

Por tanto sufocar a dor e engolir o choro...

Por nunca ter aceitado o teu eterno desaparecimento…!

 

 

 

 

 

 

 

Muito mais teria eu a falar

Dos pouco anos que vivi contigo, pai…!

Mas não havia tinta nem papel que chegasse…

Muita coisa fica por dizer dos bons tempos

Da tua vida e até...da tua morte…!

 

Joaquim Moreira

 

 

 

 3541818384?profile=original

Saiba mais…

Castelo

Um dia, resolvi construir 
O meu Castelo…
Em forma livre e desinibida
Com uma forte estrutura…! 

Livre da atual ditadura;
Livre deste mundo de censura;
Livre desta podre hipocrisia...
Edificado com peças fundamentais. 

Depois do Castelo construido
Em pedra de granito, 
Só com vista para as estrelas... 
Criei o meu reinado...sem pecado.

Plantei um belo jardim quase sem fim... 
Com lindas flores…rosas brancas e vermelhas,
Cravos vermelhos e orquídeas,
Violetas e tulipas…

Apaguei os meus maus pensamentos…
Ali, criei o meu lugar…o meu espaço... 
Mas senti-me tão só…!
Procurei-te e encontrei-te... 

Convidei-te para viveres comigo...
Mostrei-te o meu Castelo….
Prometi fazer de ti uma Rainha...
A minha Rainha...!
Não hesitaste… Logo aceitaste…

Ali, sim, ficamos livres dos olhos alheios, 
Das críticas mal fundamentadas…
Criamos plantas naturais… 
Criamos animais… 

Tratamos do nosso lindo jardim.
Agora, sim, estamos no nosso Castelo. 
Ditamos as nossas leis. 
Vivemos…e somos felizes…!
E esquecemos este mau poder instalado…!

Joaquim Moreira 

Saiba mais…

"Secura"

Estas palavras são só minhas
Qualquer um as pode perceber…
Vais ver que só conto verdades
Quem sabe se pensam que são mentiras…!
Quem sabe se falo o que sinto e que não minto…!

Esta língua que fala, trava-me a boca…
A voz além da palavra, e essa minha secura
Essa fala de sentimentos… e sofrimentos
Eu de dentro não sinto… falta de sentimentos …!

Ninguém me segura a não ser a minha secura
O que escrevo bem de dentro…
Bem da noite, bem do que pode acontecer
Escrevo porque preciso, para que não
Perca o juízo…!

A noite acontece… escrevo…
Tem que ter um porquê…!?
Não sei se são poemas…!
Só sei que amanhece e acontece…
Eu escrevo apenas…
A sombra que não me aquece
Nem tão pouco me esquece…!

Há o Sol que me esquenta … mas tão
Pouco me experimenta…!
Sou um cérebro que não diz não
Entre a sombra e o Sol…
Já pouco me resta, do que fui…

Serei o que achares conveniente
Estarei ao teu serviço enquanto a morte
Não me levar… ela pode ser um desejo, mas
Eu prefiro o teu beijo…!
Direi os versos o que poder… sem me esquecer
De ti…Ó mulher…!

Joaquim Moreira
24-11-2013

Saiba mais…