Posts de JOÃO Pereira Correia FURTADO (55)

PARABÉNS PEAPAZ

3542051685?profile=original

PEAPAZ

 

P - Parabéns PEAPAZ do meu coração

E - És criança, pois só tens sete anos

A - A tua força e o teu trabalho é de adulto

P - Porque espalhas amizade e amor e Paz

A - Aqui quando se chega sente-se acolhido

Z – Zelador, o ar de PAZ e Poesia nos acalentam.

 

PARABENS.

 

João Furtado,

Praia, 03 de Abril de 2017.

Saiba mais…

ELA VAI E VEM E DE NOVO VAI E ESPERA

3541976242?profile=original

Ela vai e vem e de novo vai e espera
Seu amor partiu para a emigração
Os anos passaram e ele noutra esfera
Ela presa do amor e tolhida de coração

O emigrante parte a procura do pão
Encontra e regressa ou a volta já era
Ela vai e vem e de novo vai e espera
Seu amor partiu para a emigração

Não pode mais cuidar da casa e do Pera
O seu velho cãozinho de estimação
O Pera sonha e ladra e como ela espera
Já sente as pernas fracas e com razão
Ela vai e vem e de novo vai e espera

 

João Pereira Correia Furtado

Praia, 18 de janeiro de 2016
http://joaopcfurtado.blogspot.com

Saiba mais…

 

Fui para almoçar e não para ver televisão
Está aberta e é hora do telejornal
Contrito vejo apertar meu coração
Aproxima a data do grande Carnaval

 

Mas não se fala do belo festival
Mas do Boko Haram e da incompreensão
Fui para almoçar e não para ver televisão
Está aberta e é hora do telejornal

Não quero acreditar na minha visão
Porque tanto terror e qual o final
Vou a internet ver tamanha destruição
Só pode ser a raiva do príncipe do mal
Fui para almoçar e não para ver televisão

 

Praia, 18 de janeiro de 2016

João Pereira Correia Furtado

http://joaopcfurtado.blogspot.com

3541976296?profile=original

Saiba mais…

TRINTA E DOIS ANOS DEPOIS


3541969848?profile=original
TRINTA E DOIS ANOS DEPOIS

Tem um sabor especial este dia
Recordo que trinta e dois anos depois
Íamos nos casar... Jovens e com olhos para frente
Na semana anterior fizemos no civil
Tão discreto foi que quase ninguém soube
A cerimônia oficial era na Igreja
 
Eu e tu, tu e eu e muitos convidados...

Dinheiro era pouco e os foram oferta do padrinho
O coitado era padre, o Padre João e trouxe da Ilha da Madeira
Imponente e bela estavas tu e eu? Como sempre
Sempre pacato e discreto, mais expunha tua beleza...
 
Ainda é assim hoje, vamos a Igreja logo dar Graças a Deus
Nestes trinta e dois anos, muito me perdoaste
O ser humano não é perfeito e eu sou um deles
Sem duvidas que terei mais para ser perdoado...

Devo esperar de ti misericórdia e tolerância
Eu sei, amor, que muito mais mereces
Pois és a minha rainha e pouco eu te posso dar
O meu amor e a minha dedicação e... Minha teimosia
Infelizmente, eu tento, mas não consigo deixar de sê-lo
Selo com um beijo este dia que quero que seja de PAZ E AMOR!
 

João Pereira Correia Furtado
Praia, 17 de Dezembro de 2015
http://joaopcfurtado.blogspot.com

3541969880?profile=original

Saiba mais…

UM MUITO OBRIGADO PARA TODOS

UM MUITO OBRIGADO PARA TODOS OS AMIGOS

 

U - Um dia especial para mim foi sim sem duvidas
M - Mas graças a vocês, minha família e meus amigos!
 
M - Muitos de vós, eu não conheço pessoalmente
U - Uns talvez conhecerei um dia e muito me alegrará
I - Isto porque têm feito parte da minha vida Virtual
T - Tenho duas vidas, a real e a realmente Virtual
O - O mundo onde se entra e se sai no mesmo anonimato quase sempre...
 
O - Os poucos que deixam marcas, são os que escrevem
B - Bem ou mal, pouco ou muito algo que perdura
R - Realmente tenho escrito e aprendido com esta segunda vida
I - Importa dizer que é tão real como a real
G - Gestos de amizade e de carinho que o mundo virtual
A - Atira e espalha mostra o quanto ele se torna presente

D - Deste mundo que indelevelmente já me considero cidadão

O - Ontem e hoje e certamente amanha me tem surpreendido...

 

P - Podia tentar dizer e escrever “obrigado” a cada uma das mensagens

A - Assim passaria o ano a agradecer e quando me despertasse

R - Repararia que estava quase a completar mais um ano de vida
A - Amigos e amigas certamente que seria uma útil ocupação...
 
T - Tenho que render as evidências, outros valores se levantam

O - Outros muito menos importantes acreditem-me amigos
D - Devia vencer o egoísmo que me é tão humano e sim...
O - Ocupar o tempo da preciosa maneira de vos agradecer
S - Saudar a vossa lembrança em mim e desejar-vos tudo de bom
 
O - Os vossos dias sejam perfeitos e cheios de riquezas
S - Saúde e Paz nunca vos falta e que recebam carinho
 
A - Amigos mil acrescentem a vossa vida real e virtual
M - Muita alegria e festa e que aproveitem esta quadra
I - Importante na família que é o Natal que teima em aproximar
G - Gastem as vossas preocupações com vossos entes queridos
O - Onde caberão, peço-vos, os homens, mulheres, crianças
S - Sem esquecerem o nosso planeta, é a herança dos nossos netos!

 

João Pereira Correia Furtado

http://joaopcfurtado.blogspot.com/2015/11/um-muito-obrigado-para-todos-os-amigos.html

30 de Novembro de 2015

Saiba mais…

DUETO DE MARINA DA PAZ E JOÃO FURTADO

3541942941?profile=original
OLHOS D’ÁGUA (Publicada hoje e Destacada no PEAPAZ)

Olhos d’água,
Uma espiral gira em torno de si mesmo,
ora pra fora, ora pra dentro.
Ciclo da água. O universo é movimento.

Curso d’água,
Leito por onde derrama-se a vida.
E assim, o repouso sonoro da emoção.
Chuva de estrelas silenciam este fundo de rio.

Fluxo d’água,
Modera a chegada ao ribeirão.
Caminha...Desliza. Asperge. Abençoa.
Por entre o solo, a nuvem, o sol e o trovão.

Mãe d’água,
Goteja qual lágrima.
Verte, serena, ao coração.
Gruta. Dá origem, fecunda e nutre.

Fonte d’água,
Dessedenta, alimenta e trata.
Frescor, refúgio, harmonia, ecos e som.

Transparência.
Olhos d’água.


Marina da Paz
Brasil, 05 de Agosto de 2015

3541942834?profile=original

Marina da Paz,  Marina da Paz

M - Muito belo seu poema
A - Alentou o meu espirito
R - Rico pela vida contida
I - Imaginei-me longe...
N - Na ilha onde nasci
A - A água a brotar das rochas...

D - De todos os lados possíveis
A - A caminhar para as ribeiras !

P - Pois aqui na terra dos meus pais
A - A água só vem de Céu e nem sempre
Z - Zelosos desesperamos esperando que caia!

M - Minha amiga e poetiza nobre
A - A Água e a chuva só se sabe o valor
R - Recusando elas de aparecer
I - Imaginas tu no deserto sem uma gota
N - Neste estado aqui estamos
A - Animais a morrerem e nada de pasto!

D - De repente cai uma gota do céu
A - A gente do campo semeia e espera...

P - Pinga mas não chove e estraga tudo
A - As sementes apodrecem e não germinam
Z - Zéfiros de esperança se tornam desilusão!

 

João Furtado

Http://Joaopcfurtado.blogspot.com

Praia, 05 de Agosto de 2015

João P. C. Furtado

3541942847?profile=original

Saiba mais…

AGUARDA A CHUVA E CANSADO SUA!

AGUARDA A CHUVA E CANSADO SUA!

Ontem caíram algumas pingas

Tão esperada e bendita chuva

O chão quase seco e sem prova

Mas trouxe a esperança de espigas

Hoje o céu coberto e acinzentado

Parece um preguiçoso ensonado

Mas o povo sente alento e acordado

Alegre bota as sementes todo animado

As vacas e as cabras têm rações duplas

Ainda nem uma relva brotou do chão

Apenas a esperança que habita o coração

Faz sentir que amanha será das águas

Assim vive este povo no meio do mar

No olhar o céu e se o sol envergonhado esconder

Nas escuras nuvens sente a esperança devolver

E o sombrio rosto em alegria se transformar

Nem sempre é certo o julgado ser

O vento muitas vezes leva caprichosamente

Toda a nuvem para o mar e este povo valente

Sua esperança esvazia enquanto vê seu gado morrer

Mas o circulo caprichoso da vida continua

E no próximo ano tudo de novo se repete

Cava-se o chão e fia-se a preço de ouro a semente

Trabalha e aguarda a chuva e cansado sua!

João Pereira Correia Furtado

Praia, 31 de Julho de 2015

http://joaopcfurtado.blogspot.com

Saiba mais…

CORSINO FORTES

Contigo  falei  poucas  vezes  e    Como contaste um pouco de ti
O  teu  apego  a bela natureza e   O teu querer natural da vida
Riste e com belo sorriso e ainda   Recordo de tudo como se fosse hoje 
Sei que gostas do veste branco    Sem mancha e nem mácula perfeita brancura
Imagino agora o teu sofrimento,    Imensa a dor interior e sem recurso a morfina
Nunca  tu usastes medicamento   Não estou a inventar, ouvi da tua boca      
Os teus Haicais perfeitos, fui e vi   O meu sentimento foi tal que fugi antes de chorar...

Fazer o quê para ti Poeta? Não      Farei um poema nem uma poesia
O Poeta és tu e não eu, grande      Obreiro Cabo-verdiano das lindas Musas Crioulas 
Rezar por ti e pedir  aos céus         Remédio que o teu organismo aceita e bem
Tolera e que hoje a Natureza          Tão tua amiga te nega e te deixa deitado
Eu por cá sinto as lágrimas vejo     E revejo o pouco que contigo falei e sem, amigo,
Sermos apresentados e nem          Sei como a conversa começou, tu culto e eu ignorante!
João Pereira Correia Furtado
Praia, 24 de Julho de 2015

Saiba mais…

CHUVA QUE CAI, CHUVA QUE NÃO CAI

3541940772?profile=original


CHUVA QUE CAI,  CHUVA QUE NÃO CAI


Cai e cai e cai do céu
E tudo com ela leva
Há reza e pedido ao Céu
Para parar e enorme chuva

Enquanto mais ao norte
O sol brilha, brilha e brilha
Há reza e pedido de tal sorte
Que se pinga é tida a maravilha

A mesma chuva, a mesma água
Se cai e de mais faz chorar e gritar
Se falta e tórrida a terra com mágoa
Somos todos obrigado a lamentar

Quem tem é em abundância
E tudo estraga e tudo destrói 
Quem não tem, tem tanta carência
Que se viver o amanha é um herói!3541940821?profile=original

 

João Pereira Correia Furtado

Praia, 22 de Julho de 2015

Http://joaopcfurtado.blogspot.com

Saiba mais…

CABO VERDE

CABO VERDE

 

C om anos de independência nos hábitos e C ultura festejas quarenta anos de politica  
A hora que teus filhos viram subindo no ar,  A bandeira que para todos é o símbolo da liberdade
B oa hora ela subiu e nela incluíram-nos,   B oa vontade de livres vivermos economicamente   
O bra muito difícil para dez ilhas desérticas  O Homem sonha e as árvores são plantadas.   
 
V êm as nuvens e anunciam a chuva, será?   V irá e regará ás árvores plantadas ou não?
E is a dúvida que com o povo sempre viva     E acalentada no esforço natural do sacrifício  
R esolvemos continuar a plantar e a semear  R egamos muitas vezes com o nosso próprio suor
D eixamos que a sorte fosse possível ser, e,  D o nada espigas se formarem e em pão transformarem 
E sta era a nossa sorte e tivemos que querer E do deserto aos poucos vai surgindo pequenos Oasis.

Joao Furtado

Praia, 20 de Julho de 2015

http://joaopcfurtado.blogspot.com/2015/07/cabo-verde.html

Saiba mais…

PARABÉNS PEAPAZ

3541926227?profile=original

PARABÉNS PEAPAZ


P – Pensei te desejar longos anos de vida
E -  Escrever um poema para ti PEAPAZ
A -  As letras faltam para formarem palavras
P – Pois nenhuma palavra resume o que és
A – Aqui estou titubeante e sem ideia inspiração
Z -  Ziguezagueia o meu pensamento e sinto confuso…

P – Parabéns mereces mas com um digno poema
E -  E é o que não consigo escrever para ti PEAPAZ
A – Andas por cá a mostrar talentosos ao mundo
P – Poetas e poetizas que moldam com a inspiração
A – A bela arte de poesia desde a livre até ao soneto
Z -  Zéfiro dos deuses do alto Olimpo glorioso…

 

P – Porque preocupar comigo PEAPAZ e perder teu tempo
E -  Ensinando-me a rabiscar e a escrever meu humilde nome
A – Ao lado dos verdadeiros amigos e puros poetas e poetizas?
P – PEAPAZ, por esta nobre e bela e prima ação tua
A – Aqui quero enaltecer-te e desejar-te a eternidade
Z -  Zelosa como és na tua missão de PAZ e de AMOR!

 

João P. C. Furtado

Praia, 07 de Abril de 2015
http://joaopcfurtado.blogspot.com

Saiba mais…

PASCOA 2015

PASCOA 2015

 

 

J-Já se passaram 2015 anos Jesus
E-E todos sabem de cor as tuas palavras
S-São recitadas e ditas por todos
U-Uns com sentimentos e outros… bem
S-Sem pensarem que não basta falar, temos que as viver…

 

C-Cristo Jesus tu que por mim e por todos
R-Relegaste a Vida Divina que era tua,
I-Imaginaste e escolheste ser crucificado

S-Sem pecado, não os podias cometer,

T-Tomaste as tuas costas, as nossas muitas faltas

O-O teu único objectivo foi nos salvar, Jesus!

 

 

N-Não sei se conseguiste, Meu Senhor
A-A tua mais uma Páscoa é já no próximo Domingo e

Z-Zelamos para um bom banquete e mesa farta
A-A tua compaixão e os teus ensinamentos

R-Rejeitamos e esquecemos deles, Jesus

E-E cegos não vemos os que morrem de fome…

N-Na terra as guerras continuam  e … e…

O-O político continua a fazer política própria!

 

João Furtado

Saiba mais…

TRIVIOLETRA (TI) POMBA

 

TRIVIOLETRA (TI) POMBA

P AZ PAZ PAZ//HOJE-DIA-RECORDA//sorriso satisfaz (1)
O bra capaz//lembrar dia a dia//no interior a alegria (2)
M undial//primeiro do ano//rezar é fundamental  (3)
B ala doce//o mundo agradece//guerra ninguém merece (4)
A no inteiro//Paz é tesouro//ter coração puro (5)

João P. C. Furtado 1,2,3,4,5
Praia, 01 de Janeiro de 2015 Dia Mundial da PAZ
 http://joaopcfurtado.blogspot.com

Saiba mais…

2015 SEJA DE PAZ PARA O POVO DO PLANETA TERRA

Para todos um belo e Feliz Ano Novo
Com menos sofrimento para o povo

Deste planeta Azul de nome Terra

Que a PAZ ganhe e vença a guerra
Que a harmonia entre os homens o alvo
E que o pensamento seja perfeito e novo

É o ano 2015 que em força aparece

Que traga a alegre PAZ que tanto carece 

João P. C. Furtado
Praia 28 de Dezembro de 2014

Saiba mais…

(TI) EVANIR

3541906986?profile=original

(TI) EVANIR

E stou radiante // LIVRO A VIAGEM // aqui presente           (1)
V ou ler breve // para aprender serve // Azul que envolve       (2)
A viagem farei // Com autora estarei // experiência trarei       (3)  
N atal presente // Livro é melhor presente// amigo ciente      (4)
I nspirado agradeço // Evanir // amizade ofereço                   (5)
R egalo da vista // fatos reais  // bela escrita                        (6)

João P. C. FURTADO 1,2,3,4,5,6

Saiba mais…

CARTA PARA O ANO NOVO

3541906285?profile=original

DO ANO VELHO PARA O ANO NOVO

Meu filho estou quase no fim da minha vida e tu brevemente vais nascer e reinar durante 365 dias. Espero meu filho, que os teus 365 dias sejam melhores que os meus. Duvido muito que seja, mas faço votos para que não aconteça contigo, o que aconteceu com o meu antecessor. Com o antecessor do meu antecessor, etc… E o que aconteceu comigo.

No meu primeiro dia do ano, foi dedicado a PAZ e tive a infelicidade de assistir guerras e mais guerras. Assisti cessar-fogo e durante o mesmo, muitas mortes. Cada vez mais os homens procuram maneiras de matar.

Este ano resolveram atacar crianças e estudantes para serem conhecidos. Na Nigéria surgiu um grupo “Bokaran” raptaram meninas, foram violadas e obrigadas a se converterem à força para outra religião.

Assisti a violações à Mãe Natureza e senti a fúria dela em chuvas torrenciais, tufões, tremores de terra e vulcões. Secas prolongadas e mortes por fome e desnutrições.

Meu filho não pode deixar de ver terrorismos e extremismos. Embora nunca notasse grandes diferenças entre os humanos, eles passaram o ano todo em guerras para que o mais forte se conseguisse impor a sua supremacia.

O dinheiro gasto nas muitas guerras talvez pudesse minimizar os efeitos da Ébola.

Tive momentos de alegrias também, embora poucas… Houve copa de futebol e os homens se confraternizaram… Gestos de apoio e de louvar, mas, meu filho… O mal foi infelizmente maior.

Dai à 13 dias vou te dar as boas vindas, és o Ano Novo, és o 2015. Espero que tenhas uma entrada de PAZ e que durante os teus 365 dias os extremistas, todos eles: “Talibans”, “Bokaran” e outros, não poucos adormeçam. Espero que os homens se identifiquem neles mesmos e não existam execuções sumárias. Espero que a Natureza seja a complacente com o Planeta Azul.

Muita felicidade e muita saúde te desejo. Ano Novo 2015!


João P. C. Furtado

Praia, 19 de Dezembro de 2014

http://joaopcfurtado.blogspot.com

Saiba mais…

TRIVIOLETA (TI) NATAL

3541906509?profile=original

TRIVIOLETRA (TI) NATAL

N asceu em Belém // POBRE-NU-DISCRETO // estrela no  além (1)

A pareceram Magos // ricos e reis e amigos // surgem perigos  (2)

T em que partir // sem nada sabe sorrir // de Egito há-de-vir    (3)

A presenta alto // vinho no casamento  // belo espanto  (4)

L arga Mãe antes // entre doutores // boas sementes  (5)

 

João P. C. Furtado 1 ,2, 3, 4, 5

Praia, 18 de Dezembro de 2014

Saiba mais…

PAI E FILHO SEMEADORES DE ESTRELAS

3541905773?profile=original

PAI E FILHO SEMEADORES DE ESTRELAS 

 

Encontraram um livro antigo e tão velho que nenhum dos três conseguiram saber a origem e o autor da obra. Os três amigos tinham algo em comum. Todos eram reis e gostavam e observar o céu. Seus reinos eram fronteiriços, embora todos os outros pequenos reinos estavam em permanente guerras, eles viviam em paz. Em paz entre eles e com os outros reinos vizinhos. Eles eram sábios e chamavam-nos de Magos. Conseguiam ter a simpatia e o respeito de todos os outros reis vizinhos.

Voltemos ao livro encontrado. Os reis abriram o livro e nele estava escrito poucas palavras. E parecia ser um pequeno conto. Começava assim…

Lá no alto existe um Semeador de Estrelas. Cada estrela que Ele planta nasce na terra uma criança. Cada estrela teu seu brilho assim como cada criança tem sua missão na terra. Um que virá brevemente o Semeador de Estrelas fará nascer uma Estrela muito brilhante a mais brilhante de todas. Quando esta Estrela nascer, na terra nascerá um Menino que mudará o círculo da História e nada será como antes. O Menino será merecedor de Ouro, Incenso e Mira.

Os três reis praticamente deixaram de governar os seus reinos, cada um nomeou um ministro para assuntos terrenos e passaram a dedicar a vida para assuntos celestiais. Com equipamentos cada vez mais sofisticados passavam as noites a contemplares o céu. Até que num belo dia o esperado aconteceu.

Uma estrela diferente de todas nascera no céu. Tão diferente e tão brilhante que só podia ser aquela. Um dos reis pegou no ouro, outro no incenso e o último num frasco com mira, tal como o e saíram ao encontro do Menino que nascera algures e com a missão de mudar o círculo da História.

A Estrela parecia viva e ia a frente como se indicasse o caminho aos reis. A Estrela parou numa cidade pequena de nome Belém e mais precisamente por cima de um estábulo. Entraram e perguntaram pelo Menino Rei. Viram um Menino pobre e nu, mas acreditaram… Não podiam duvidar do livro. Ofereceram ao Menino os presentes que levaram prostrando diante Dele.

O Semeador de Estrelas continua até hoje a plantar estrelas, cada uma com a sua missão. A Estrela maior foi efetivamente aquela que veio mudar o Círculo da História. Ele também passou a ser um Semeador de Estrelas tal como o Primeiro. Pois são Pai e Filho e os dois estão sempre com uma Estrela enorme e poderosa nas mãos, o Espírito Santo…

 

Praia, 16 de Dezembro de 2014

João Furtado

http://joaopcfurtado.blogspot.com

Saiba mais…

NATAL DOS NÃOS

3541905853?profile=original

NATAL DOS NÃOS
N ão quero os Talibãs e extremistas
A razão pode ser dita com palavras
T error e sequestro e bombistas
A vida tira aos inocentes e as crianças
L amento e grito porquê nas escolas?

D eixem as crianças em paz estudarem
O ódio e a guerra só criam mais ódios
S ejamos irmãos verdadeiros uns de outros!

N ão quero execuções sumarias
A liberdade deve ser um direito
O s jornalistas a PAZ para noticiarem
S egurança Paz e construção do bem!

João Furtado
Praia,16 de Dezembro de 2014
http://joaopcfurtado.blogspot.com

Saiba mais…