Posts de Etelvina Gonçalves da Costa (942)

Momentos da vida

 

 

3544120706?profile=RESIZE_710xxxxx

 

 

MOMENTOS IMPORTANTES DA VIDA

São minhas essas lembranças

Enquanto vida tiver serão sempre nas minhas recordações

que me fazem rir chorar dar gargalhadas silenciar ler reler

O que deixo escrito

folheio releio quantas vezes apago

porque me doem demasiado e essas não quero lembrar

ficam esquecidas no tempo . um tempo que já passou não volta

Um tempo que quero esquecer

Se feriu, quero que a chaga não me incomode

Porque chagas da nossa passagem pela vida estão sempre vivas .

Melhor nem pensar nelas

Chagas são danos que se entranham na nossa alma e causam mudanças

Que nos ferem que alteram nossa forma de vida

Nossos caminhadas nossos anos nosso tempo.

Ai demarcam-se os enganos as verdades as esperanças

os amores vividos intensos

Os amores imaginados os realizados

o tempo que duraram nesse tempo de fogo ardente contente

que acaba sofrido banido

ou a felicidade almejada

As nossas venturas e aventuras as nossas vivências

Nesse mundo que nos rodeia e ateia é a saudade viva de um tempo passado

de gostos e desgostos de sonhos realizações ambições goradas

Então essas lembranças que na alma se representaram

e foram tão presentes acabam ausentes

e são as nossas recordações

Ali está o bem que depressa vem e o mal

que a ninguém convem

 

De Té

 

 

xxxxx

Saiba mais…

AGRAVOS

 

 

 

3544074024?profile=RESIZE_710x

 

 

 

 

 

Agravos



Conto os dias , conto as horas

Em tudo que me rodeia, encontro minha mágoa meu sentimento

As estradas, os caminhos , as pedras

o sol ,a lua, o vento, as correntes de limpidas águas

O gado que pastoreia

O povo que canta e vai para as feiras



Em tudo está meu espirito peregrino,

E meus olhos de água se vão esgotando,

E me sinto cada vez mais vencida,

E minhas súplicas não extinguem esse doce ardor ,

E não apaga esse fogo ardente

E ainda sinto a dor, que me atormenta

Daquele dia triste, que me sustenta a dor

Em que meus olhos vivos cegos ficaram,

de tantas lágrimas choradas.

E a memória retém tal façanha

Dia magoado e não esquecido

Dor sentida em que minha alma sofrida,

quase pereceu de tanto assombro

Como pudeste assim deixar-me perdida, entre lágrimas

e coração partido, e lembranças de alegrias vividas ,

e agora amortalhadas.

DE Té

xxxxxxxxxx



 





Saiba mais…

ASSOMBRO

 

  

234425749?profile=RESIZE_710x

xxxxxx

Assombro

Entre o mistério das sombras da noite

encontro-te sempre

Caminhas depressa como se tua própria sombra te empurrasse

Tropeças porque desconheçes o caminho

e o piso te dificulta o percurso

Encontro-te hoje e sempre

como se fugisses de ti

Ansioso a noite te assuta e aceleras mais o passo

A ramagem das arvores, deixam cair as folhas

que vão atapetando o chão

O vento levanta-se, e encobre-te das sombras

que te assustam ,e aqui e além um ruido

te faz correr como se alguem te perseguisse.

Arfando paras . Ao longe descortinas luzes

Segues nessa direção

Como se ai esteja o desagravo das tuas indcisões

Vejo-te sempre, nessa ilusão que me assusta

Porque a força da minha dor

te procura para te socorrer

Dessa angustia que te persegue

e não te deixa viver ,sem a libertares desse peso que carregas

e do qual te quero descativar

Para que eu jamais te possa encontrar entre as sombras da noite

 

De Té

 

xxxx

 

 

Saiba mais…

DESPERTAR

 

3648884132?profile=RESIZE_710x

 

 

Despertar

De Té

 

 

 

Desde aquele dia, que não esqueci

Jurei não acreditar, jamais no amor

Dias felizes , enganosos que vivi

Dando tudo de mim, fiquei com a dor.

 

Com esse mal, que feriu meu coração

Debati-me em vão, quebrada sem vigor

Querendo esquecer, enganosa ilusão

que mimou minha vida de falso amor

 

Hoje não quero ouvir falar desse apego

Dessa palavra, vibrando dentro de mim

Não quero despertar, o que hoje nego

Que venha alterar, esta luta para ter fim

 

Não quero que ninguem veja que soçobrei

Mar tenebroso que enfermou meu coração

Quero chegar á praia , assim me encontrarei

Novo rumo seguirei aprovado com emoção.

 

Meus passos são firmes percorro a praia

encho meu peito da aragem que inebria

calada me envolvo no cantico da sereia

manso vento bonançoso me despenteia

 

A tarde cai com ela vai o sol tsorridente

não tarda escurece a maré está na enchente

As gaivotas voejam sobre a sereia alegremente

que mergulha para o seu reino de neptuno

 

 

A aragem maritima e o vento que nos fala

que nos diz tanta coisa que não entendemos

arrefeco e tremo envolvo-me no agazalho

são as recordações de um amor que perdemos

 

De Té

 

xxxxx

Saiba mais…

Entre dois mundos

 

 

2012046861?profile=RESIZE_710x

 

Entre dois mundos

De Té

Tão devastada, mas não morta

Entre o poder da escolha

Entre o sonho e o dever

Entre ruinas de um amor

Entre uma alma, dispersa

na encruzilhada da vida

Venceu a obrigação de me calar

 

Tentei escolher novo rumo

Tinha sido grande meu sonho

Vivia ainda entre resídios, desse

desatino tão terno e inseguro

Em que sua ausência, acordava

o ruído de seus passos inseguros

de entre a escuridão, que se adivinhava

 

Em ti se desagregou meu mundo

Tão perto e tão longe, este coração

minguando de dor, tumultuoso ,

Esvaia-se de imagens de solidão

Quando de ternura, tinha sido o paraiso

jamais esquecido ,e hoje tão perdido

Apenas ruinas onde me entrelaço

e em definhamento me abraço

 

De Té Etelvina Da Costa

 

 

 

 

xxx

 

Saiba mais…

POEMAS QUE FALAM

 

130690010?profile=RESIZE_710x

 

xxxxxx


POEMAS QUE FALAM
DE

Pomas do mar
Poemas da terra
Poemas do homem
Da sua história
Dos seus segredos
Dos seus exílios
Dos seus medos
Da sua solidão
Do seu carácter
São versos que dizem
E assinalam fracassos
e de vãs esperanças
desejos que se esvaiem
desejos que devastam

as suas entranhas

Versos do mar
Versos da terra
Versos do homem
São versos que geram
vagas de tormentas
Cominhos de saudades
E de infortúnios
De amores malditos
e de outros cativos

em sonhos dispersos
Versos do seu mundo
Calados e mudos
Não são para dizer
Que causaram dor
Lágrimas de amor
em vagas de paixão

Dor singular
Sentida e chorada
Amor que se viveu

Amor que se esgotou
E que feneceu.

Poemas sem mar
Poemas sem terra
Poemas sem homem
poemas sem dor
poemas sem amor

Nunca são poemas

deTé
Janeiro de 19-01.09
Recanto das letras
site:tetita.prosaeverso.net

xxx

Saiba mais…

SENTIMENTOS

 

1291838372?profile=RESIZE_710x

xxxxxxxx


Sentimentos
De Té

Nesta capacidade do ser, de abrigar sentimentos
De expandir esse sentir, como acto de fé e amor
Versos escrevo , voz que dói, quantos tormentos
Assim derramo essa emoção ,vivenciada em dor

Nas mais diversas configurações me derramo
Em lágrimas sentidas , silêncio o coração.
Seja qual for a razão, porque o proclamo
Deste sentimento, transborda minha emoção

Se de meus versos fracassar, tal entendimento
Deste sentimento queixoso, sem absolvição
Escutai apenas este pobre e triste lamento
Que me sai plangente do magoado coração



De Té


13-08-2010

 

Saiba mais…

Medos

 

 

1290522713?profile=RESIZE_710x

 

 

 

Medos

 

de Té

 

Ah! Mas eu tenho medo da morte
E tenho medo do amor
E tenho medo da dor
É o amor que conduz á morte
É como uma manhã sem sol
É como noite sem luar
Ou asterismo estelar
É como terra sem odor das flores
É sem o tonus do mar
Ah! Mas eu tenho medo da morte
Não daquela morte finada,
Com mortalha negra ou vestida de alvura
Eu tenho medo é da dor
que é provocada pelo amor
que sem cintilação não tem cura
Foi debulhado em meu seio
tenho medo desse mal
animalesco sádico dantesco
que destrói a alma
e metamorfoseia aquele ser ideal num sonho negro

De Té

de Té

 

 

Saiba mais…

MENTIR COM TERNURA

 

 

3414664775?profile=RESIZE_710xxxxxxx

 

Mentir com ternura

 

 

 

A verdade que mente
de Té
Como a mentira ilude.
Quando proferida com ternura
Feita luz, como o sol nascente.
com a pureza de um azul dos céus claro e brilhante.
Como mel que escorrendo de teus lábios
vêm adoçar os meus.
Mas, nosso senso não admite,
que tais lábios, a possam ditar
e essa verdade/feita mentira dói, e pode matar.
Crava espinhos num coração crente
Rouba sonhos e ilusões
Anseios desfeitos
Alma a sangrar
Porque esses lábios tão perfeitos
Semearam a traição
Ditaram a sentença de morte.

De Té
Etelvina da Costa

 

 

xxxxxx

Saiba mais…

EXERCÍCIO DE ALMA

 

 

413625131?profile=RESIZE_710xxxxxxxx

 

Exercício da alma



Serei a tua alma irmã, nunca sentiste

esse chamamento em prece, que te ladeia

Esse sentir tão terno, que ainda persiste

permanecendo em mim, em ti se ateia



Alma gémea, serei porque em mim ficaste

com paz e amor te segui , trilho de luz

que te guia, e sob o céu alegria encontraste

e o bem que procuraste em ti reluz

 

Eu progredirei sózinha no caminho

quero.te igual ao nosso céu brilho de luz

serás proncipio e fim eu o predigo





Serei tua alma irmã porque em mim ficaste

o bem ou mal que achaste te definirá

o céu se abrirá trilho de luz e o bem ressurgirá



De Té

24~07-2019



xxxxx

Saiba mais…

 

 

130130944?profile=RESIZE_710x

 

xxxx

Um tarde insensível de um verão que se desmereceu

De Té



Eu e Tu

Eu e tu hoje, tão divididos

Uma folha rasgada na nossa vida

Eu e tu , longe perdidos

Eu seguro ,a minha alma sofrida

Tu foste o sonho que não era meu

Eu fui a miragem que me perdeu

Tu és a ausência do que se extinguiu

eu sou a presença que ainda não se diluiu

eu e tu somos fomos somos e seremos

o sonho malogrado das nossas inquietações

De Té

 



xxxxxxx

Saiba mais…

RECORDANDO

 

  

348875316?profile=RESIZE_710x

xxxxx



 

Recordando

De Té



As lágrimas, que escorrem de meus olhos ,

são tão tristes e inglórias .

Como inglório ,o amor que te dediquei

Meus olhos deixaste chorando.

E as lágrimas quentes bebia .

Pois se de sede sofria

Era dessa nostalgia,

que me nascia a sofreguidão,

que assim minorava ,as dores do coração

Chorando matava a secura,

que minha alma almejava.

E assim a tinha segura,

e meu corpo fortificava.

Chorei lágrimas sem cessar .

Minhas lágrimas, não esgotava.

Meu coração cavalgava.

O meu corpo a ceder

Sem forças para se erguer

Temi, que a alma me deixasse.

Temi ,que minha dor a fatigasse.

Meus olhos, eram uma nascente.

Com lágrimas penitentes

Com os olhos inflamados

Lembravam a triste despedida

Daquela visão espelhada

Baixei meus olhos sofrida

e com lágrimas bebidas,

Ele ficou e eu partia

De Té

20- 07- 2019

 

xxxx

 

 



 

 

Saiba mais…

QUEM SOU ? PERGUNTO_ME

 

3189745676?profile=RESIZE_710x

 

Quem sou

 

Pergunto-me tantas vezes.
Quem sou, e ao que vim.
Para chegar a este mundo .
Alguém sofreu por mim.

Fui sementinha brotada.
Pequenina, ocultada.
Num delicioso coração.
Duma alma de eleição.

E ao universo cheguei.
Vitoriosa até gritei
De tamanha agitação.
Nos braços de minha mãe.

Sou corpo e alma alvejados.
Pelas brumas de um destino.
Comigo vieram enredados.
Seguindo o mesmo caminho.

Passos dei, andarilhei.
Pisei trilhos, já traçados
Nas ondas do mar andei.
Assim estava determinado.
.

O que sou e o que já fui,
e o que no futuro serei.
Está escrito bem gravado.
No divino livro da
lei.

O passado já passou.
O presente é o meu fadário.
O futuro a Deus pertence.
Que ele seja do meu agrado.

Se não for, por penas minhas,
Prometo que o alinharei
Erguendo minhas preces ao céu.
Alvíssaras suplicarei.

De Té

xxxx

 

Saiba mais…

MULHER FLÔR A DESABROCHAR

 

125268073?profile=RESIZE_710x

  

 

mulher flor a desabrochar(Primavera)

Primavera tem sabores
Que o diga o beija-flor
Que diga o sabiá
Que canta a primavera
sensual de luz e côr
Primavera em flor
A cesta se esvazia
Dos sonhos que a enchia
Em doação e louvor
Guardados nessa pureza
De alvas flores tingidas de céu
Em cada estação há elogio
Só na primavera há o esmero
Que faz brotar o amor
Diviniza a mulher

Mulher pérola
Nácar da dedicação
Mulher desnuda da aurora
Mulher de rendição
Que se adoça
No calor da formosura
Fortalecida ao luar
Jardim de paz gentileza
Poema de sofreguidão
De júbilos infinitos
A suavidade avulta
No brilho puro do olhar.
Mulher pronta para amar
De Té
xxxxxxxxxxxxxxx

Saiba mais…

AVENTURA

 

1134185649?profile=RESIZE_710x

 

 

xxxxxx

Aventura
 
Esta noite serei tua
Como é linda esta afeição
Paixão de entrega, e a lua
favorece esta ventura
duas almas num coração
 
Esta noite na aventura
Carinho que não se esquece
Eu e tu tanta ternura
Sob o véu da linda lua
que a sua luz nos oferece..
 
E nesta doce ventura
Nesta desvario de amar
Tu e eu e só a lua
Que se agasalhou nas sombras
Para esse amor honrar.
 
E neste amor que enfeitiça
Que nos abraça e inflama
Tu e eu e só a lua
Testemunha esta alegria
Que dentro de nós se acalma.
 
De Té
 

 

 

 

 

Saiba mais…

AS NOSSAS ESCOLHAS

 

 

 

3178155664?profile=RESIZE_710x

 

xxxxx

As nossas escolhas …....

 

Tenho dias que choro,

E choro, porque me arrasto

Entre um amontuado de muros

que me limitam a visão do real

E caminho debaixo de sonhos

que me conduzem a miragens

Tenho dias que choro

Mas de raiva ,por não saber adoptar

rotas, que me levem a lugares autênticos

E choro ,choro ,porque mereço

este coração tão torturado

Foi devaneio ,que vivia em mim

e segui nesse jornada

Entre juras vazias

Entre mentiras calculadas

Entre sorrisos estudados

Tenho dias que choro

Porque o trilho que percorro

resulta das más escolhas que fiz

e delas recolho os resultados .

De Té

 

 

 

Saiba mais…

TARDE DEMAIS

 

3164364415?profile=RESIZE_180x180

 

 

TARDE DEMAIS ..



Tarde demais para esquecer e…..
encontro-me a pensar.....
Toca o telefone, quero esquecer.
Abro o computador, apetece-me
terminar o que ficou ainda por dizer.
E as palavras certas que te disse
E, que te fizeram doer,
Calquei esse orgulho de macho,
que não gosta de ceder.
Tu então, virias com promessas
mansas,timidas, incertas, para te desculpares
Que outras se disseram,
que ainda não estão olvidadas
E saõ bem recentes e, não escondem
o que a tua boca não quiz dizer
mas, que a tua alma já não pode esconder.
Dirias, então que nada se alterou,
neste afecto tão inquieto,
Já tão antigo mas não esquecido.
Como se o tempo nunca tivesse rolado.
Mas o teu orgulho é igual ao meu.
Nenhum desce do pedestal para onde subiu.
Terá que haver um a ceder,
qual deles como podemos saber.
Se, são forças da natureza a não condescender.
E a escutar o que não querem ouvir.
Ambos se julgam nas suas razões.
Que nem a paixão ,que os domina,
os faz abdicar dessa fúria
de um amor nunca esquecido,
Bem acorrentados.
Presos com amarras de palavras
que tiveram que ser ditas,amaldiçoadas.
Mas desta vez, de costas viradas.
Olhando noutras direcções.
Agarrados a lemes
com forças contraditórias,
E de tanto se quererem e não cederem
acabam por partir as amarras para
nunca mais se defrontarem.
Deveres os fazem assim perecerem
e, neste mar de vendavais,
no silencio, onde se escondem os ais, as sombras
que se não desanuviam
dos seus pensamentos atormentados.
As desconfianças que os dominam e, que
não são mais que ciladas,preparadas
que subjugaram o destino para os distanciar.
E assim, vou falando
em monologo murmurado ou pensado.
Ciente, que para meu sossego,
o estou fazendo a preceito.
O direito da verdade sagrada
dá-me essa supremacia.
De ti, apenas mentiras deitadas ao vento,
para alimento da tua cobardia.
Tarde demais para esquecer
o que nos uniu e o que nos fez perder.

DE Té

Saiba mais…

A CASA ABANDONADA

 


3164083213?profile=RESIZE_710x

 

A casa abandonada

Quando o amor desabita um coração é como uma casa abandonada
Cresce sobre ela o vazio
Escutam-se desordenados rumores, ténues suspiros
Por entre esse exaurir
sibilam os ventos, fantasmas de compaixão
Ladainhas sem concordância
Amor perdido, alma desgastada
Com dó sem sol sem si sem mi
Espelho sem olhos apaixonados ,

trémulos encantados
Em vã esperança ,

cai em estilhaços do desamparo.
Tombam as faces enrugadas ,e as telhas desfragmentadas
As goteiras de olhos de abatimento
e despedaçados tetos amortalhados
Corpos dobrados do fado falado,

já sem clamor apenas ranço
Paredes lustrosas desfazem-se e caíem

atapetando o chão corroido
Dilacerado o coração definha um catre

coberto de veludo desbotado
Por sobre um soalho carcomido que testemunha a combustão
Rasgos na alma que esconde desgrenhada

a cabeleira loira de fada
Frestas abertas por onde o frio gelado

se escoa procurando abrigo
E ambos que se irmanam para sombrearem o infinito
sem um grito que ecoe pelos jardins desse amor finito ..


xxxx

 

 

Saiba mais…

ESPÍRITO DE UM DESEJO

 

 

3043043075?profile=RESIZE_710x

 

 

xxxxx

Espírito de um desejo

Nem tudo que quero, posso alcançar.
Nem tudo posso apreciar.
Essa intenção, desejo que almejo.
Querenças que são meus segredos.
Guardo-os em local muito secreto.
O meu coração sabe onde os oculto.
Sítio recôndito tão simulado.
Resguardados para momentos especiais.
E esse ensejo será de alegria
Querer-te nos meus braços ilimitado
Meu peito no teu tão apertado
me cinges em laços estreitados.
Tudo que quero, tudo que posso
Apenas tu, acarinhas-me de quimeras
Com falsos enlevos para me agradares,
Vale o momento, a fé é minha alma.
Por que te afidalgas nesse amor, que não rejeito
Chegas numa nevada madrugada
Cristais cintilam na nossa janela
Silencioso chegarás para não me assustares
Invadirás assim meu coração
Teus beijos me saciam, abafam meus desejos
Abro o cofre do meu segredo
nesse turbilhão da paixão
de Té

 

xxxxxxxx

Saiba mais…

MISTÉRIOS DO AMOR

 

 

 

3036745473?profile=RESIZE_710x

 

xxxxxxxx

 

xxxx

 

Os mistérios do amor

Amor

É ver uma estrela pura a brilhar

no fundo de uma cisterna escura”
É querer apanhá-la em oferenda ao seu amor

Amor

São mantos de cambraia
que envolvem a noiva a caminho do altar
E a triste agonia, que amortanhou
aquele amor de uma vida ,que perdeu o rumo.

Amor

É aquela sombra de gente, que amou mas se finou,
Sem que seu amor a colhecesse

para que ambos se olhassem com alegria

num secreto murmurar silêncioso

Amor

É querer oferecer uma rosa ao seu amado

É pedir esmola pelos caminhos ,feita peregrina
É trocar um brilhante, apenas por um olhar
ou por um fio de cabelo, do ser amado

 

Amor

É sonhar com os beijos que nunca irá saborear
Ver nas nuvens que passam

os lençóis de amor, da alcova de esposais
E nas espumas do mar rendilhadas do vestido de noivar,


Amor

É ter nos braços, o ser amado em enleios

de labaredas, e o fervor com que devaneia

sonhando ,tornarem-se reais lautos

enterrando mágoas, e colhendo beijos”

Amor

São suspiros vãos, em almas desassossegadas.
é uma flor murcha tornada na mais linda e fresca rosa
é estar viva, e doar-se em oblação
É um pedaço do ser, que sai e não volta

 

Mas alguém saberá, o que é ,em verdade o amor?

Não! Eu não sei..
É mistério insondável dos sentidos, e martirizador
De Té

 

xxxx



Saiba mais…