Posts de Etelvina Gonçalves da Costa (950)

A NOSSA ALMA

 

127916834?profile=RESIZE_710x

 

xxxxx

 

A nossa alma

De Té

Nunca me ensinaram o que era ter medo

Não!Nunca me ensinaram

Mas nunca tive medo desses tais medos

Hoje que já estou no ocaso da vida, tenho medo

Então fecho os olhos, e volto a ser criança

Quando tudo começa a ser novidade

Em que pisamos o chão tão seguras , saltamos, brincamos

e continuamos a jornada, indiferentes a perigos e surpresas

Todos temos os nossos caminhos , encontros sem previsões

e acredito que tudo o que acontece nada é por caso .

Isso aprendi cedo sózinha

Nunca me ensinaram o que era ter coragem

Mas eu era ousada, temerária, e sabia instintivamente

que por ali ,não devia ir ,e meus passos seguiam outras rotas

Olhava o regato e via como ele corria, cantante e alegremente

saltando pedras e montes ,e aprendi o que era coragem

Nunca me ensinaram, o que era a verdade,

e eu não sabia tambem, o que era mentira, e tudo era natural

e claro como as águas das fontes

Foi fácil perceber que a verdade nos ilumina

É como o sol nascente tão sorridente, tão afável

que nos torna simples agradecidos calorosos ,

e a mentira é a escuridão no coração

Nunca me ensinaram o que era amor

Mas eu sempre amei, sem o saber

nem o que simbolizava essa palavra

Sentia apenas um sentimento

incandescente e suave que me envolvia.

Um abraço forte onde me aninhava

e esvoaçava entre nuvens rosadas

Um sentir diferente que soprava dentro de mim

Que me atirava para mundos desconhecidos

Um caminhar muito , que regulava essa caminhada

e sentia esse ardor e essa vontade

diferente de todas as vontades

Essa caminhada, diferente de todas as caminhadas

Em que tudo se encaixava

Em que tudo chegava no momento próprio

E amei, amei tanto

Chorei a amar, beijei a amar ,brinquei de amor,

fiz amor, modelei-me nesse amor

Sem saber, que era a parte mais linda da minha vida,

e a mais perigosa

Nunca me ensinaram o que era perder,

que era desmerecer inglóriamente algo que era muito meu.

Tinha de vencer,ultrapassar medos e mentiras ,

Superar situações inesperadas e ganhar

Seria a minha vitória

.Mas é que nunca me tinham ensinado.

Como se ganha, quando se perde

Ai senti que era a lição que me deviam ter dado

Porque ela engloba todas as outras

e aprendi por mim própria

que quando se perde , tem de se saber lutar

 

Então eu aprendi que lutar é a grande força

A determinação para não ser vencida

Ela vive dentro de nós desde que somos concebidos,

É a mais gloriosa .

É uma força invencível brava insubmissa

que nos é concedida pelo universo

A nossa alma

Quando nascemos damos o grito da vitória .

De Té

 

xxxx

 

 

Saiba mais…

AS SOMBRAS .....

 3701788611?profile=RESIZE_710x

xxxxxxx

 

 

Este meu pesar, destrói toda a vontade de ser alegre

E choro serenamente, para que meus olhos,ainda te

possam olhar, por detrás da tela do computador

Meu rosto gela, quando na praia olho o horizonte´

Tentando descortinar-te, entre as nevoas, que caem sobre o mar

 

Tua sombra me assombra ,desenhada por entre as nuvens

Julgo ver-te ,mas sei ,que é apenas a ilusão deste meu sentir.

que me alimenta e adoça, a tua imagem solitária e diáfana

São as lembranças de um tempo, que vai longe e tão perdido

És ilusão de um sol nascente, saudade de uma prmavera florida.

 

És a sombra do destino, que previa, leve como um alvorecer

Dançando nos teus braços uma valsa, e teus olhos nos meus,

Nascente de água murmurante a desaguar sobre os meus.

tão ardentes de amor, rosto cândido empalecido de emoção

A tarde caia de um outono gelado a nevoa desce, o sonho se esvai

 

Abraçada em doces e delirantes recordações a noite se aproxima

Escuto uma voz.. Despacha-te vem chuva e apanhas uma gripe

acordo do entorpecimento do corpo, e no rosto gelado caem

duas quentes lágrimas ,a maré enchia e meus pés gelavam,

Corro para o carro na berma da estrada ,olho a nevoa cerrada

 

DE Té

 

 

xxxxxx

 

 

 

 

 

Saiba mais…

UM PEQUENO PLANO DE SIMPLICIDADE

1772913227?profile=RESIZE_710x

 

 

xxxxx

 

Um pequeno plano de simplicidade


Reconheço que a vida
tem que mudar.
Um novo rumo
vai ter que encontrar.
A terra moribunda
está a fenecer.
Pedaços de sonhos
que fragmentados.
Jamais poderão
ser reedificados

A vida é um poço
que não tem fundo
Há que discernir
o que vale mudar
Se persistirmos
num mundo de aprazimentos
Ou se prisioneiros
do medo ,continuaremos.
Vícios preconceitos anomalias
Só sensações de dominação.
Vale demandar a fonte do saber
Agitando no homem .
a ânsia da mudança,
elevação que brota
no seu coração e que,
a felicidade possa proliferar.
Num elo apertado de paz e amor.
Gerando uma existência
humana, de grandes valores.

De Té
27-10-2007
21;27

 

Vão sendo relidos e por vezes altero gosto de ver como escrevia há anos e como escrevo agora este está no Recanto das letras onde tenho blog já há anos.

 

xxxx

Saiba mais…

A SOMBRA

 

 

348893452?profile=RESIZE_710x

 

xxxx

A Sombra

 

Nesse descampado de recordações

resta um corpo inactivo

tombado

Ela toma-lhe a mão.

E a sombra mortal o vai guiando

faltava eu para o retirar desse deserto

e a sombra mortal me afugentava

 

Ao longe uma casa descorada

mas tão amada ,

 

Tremula mas viva

a esperança renasce no meu coração

Enfrenta de peito aberto

cobiçosos mandatários de malquerença

Subsisto assim

e penso

Enquanto eu existir somos aguarela

que se mistura na mesma tela

e nada nos pode separar

Meus olhos o seguem feito nascente e sua rota vou seguindo

onde me esconderei?

Senhor te peço não o abandoneis

Nem me tires esta força

Meu passo é incerto

mas vencerei

 

Acordo assustada apenas uma recordação

deste magoado coração

Apenas sonhava

 

De Té

 

xxxxx

 

Saiba mais…

SINGULARIDADES

 

 

 

3542057907?profile=RESIZE_710x

 

 

 

 

Xxxxx

Singularidades

 

 

 

Curiosamente

Atentamente

deesesperadamente

Minha mente

Se toma da vontade do saber

 

Sondo o infindável no acto de prescutar

e invadir recônditos da minha inquietação

imagino incógnitas dúvidas

que me aprisionam e me dilatam

as certezas e as incertezas

que me rasgam a essência

que emana da minha prespicácia

e capto os mistérios da minha impaciência

incógnitos desconhecimentos

das profundezas desse vulcão

Que sou eu

Na intensa curiosidade do conhecimento

e que entre anseios e medos

a ousadia não perdesse

o destemor que em mim se fortalecia e com meu siso

me protegia ..

 

DE Té

 

 

xxxx

Saiba mais…

SER POETA

 

 

3542038676?profile=RESIZE_710x

xxxxxx

 

Poeta

 

 

Ser poeta é trazer para a vida

o que de mágico se pode extrair

Das palavras cinzeladas

Torná-las em escultura do saber

Ser poeta é o ser mestre das palavras

Ele consegue ir ao fundo do seu pensamento

e tornando o em obras de arte

O imaginário do poeta é saudável

porque ele tira de si ,tudo

o que na sua alma se reflete

De exuberância, riqueza .ilusória

Superando o real foco do artista das palavras

que desenha. pinta. escreve .

Reflexo do seu sonho, da sua fantasia

Quimera inventiva e engenhosa

Mas o poeta também embeleza com poesia factos reais

Recordações da sua vida

Com o revérbero da sua arte imaginativa.

Tentando elevar-se ao pináculo dos deuses

Sem que a verdade dos factos não saiam do real

Versejando com alma, verdade, dor e amor

porque a vida é o mais belo e mais dolorido poema

dos sonhos de um poeta

DE Té

22-10-2019

 

xxx

Saiba mais…

LIBERTINA NATUREZA

 

 

3670099437?profile=RESIZE_710x

xxx
Libertina natureza
De Té
Nessa autonomia da essência
que não pede consenso
Livres são ,águas que dominam
fogaréus encrespados;
Mares, que se alteiam
abatem mitos e crenças.
Espontâneas, se assenhoram
Avassalam imperantes
as pedras polidas de ruínas;
Alcantilados fraguedos.
Fazem poesia na natureza,
assoberbadas, de amor sem prudência.
Rasgam passados, páginas de história.
Lavam as sombras das noites de medos.
Clareiam impressões indecifráveis.
Matam a sede dos flagelos,
errados conclaves do tempo.
Cimentam, de musgo e flores campestres.
Limpam os delitos aos desapiedados.
Livres, não se apresam de comensuração,
antes tomam todos os trilhos.
Nada escapa ao seu poder afrontador.
Céus,mágicas florestações,
cobrem de côr e beleza a terra.
Muda rumos e objectivos.
Desenha novos atavios.
Libertina, inconsequente, toma para si,
o que de seu já o era por essência.
Força aterradora, que ao homem doma.
Te
22~11~09


Tema :De um texto de Alberto Camus



xxxx

Saiba mais…

EVOCAÇÃO

  

84681765?profile=RESIZE_180x180

xxxxxx

 

Evocação



Evocar as minhas coisas, tão ausentes

Que nesta memória estão presentes

Que não ficaram no esquecimento ´

Onde vi tantos enganos ,tantos danos

Por fim olhos rasos, sem esperança

Senti sucumbida minha lembrança

E vi como o bem ,tem de volta o desdém

E quanto maior bem, maior mal advem

E quanto mais se defende o bem ,mais erros

maior dor, maior temor, e mais vencida

e há em todas as coisas, imagens vivas

De tudo o que perdi e jamais acharei.

 

De Té

19-10-2019

 

xxzzz

 

 

 

Saiba mais…

Momentos da vida

 

 

3544120706?profile=RESIZE_710xxxxx

 

 

MOMENTOS IMPORTANTES DA VIDA

São minhas essas lembranças

Enquanto vida tiver serão sempre nas minhas recordações

que me fazem rir chorar dar gargalhadas silenciar ler reler

O que deixo escrito

folheio releio quantas vezes apago

porque me doem demasiado e essas não quero lembrar

ficam esquecidas no tempo . um tempo que já passou não volta

Um tempo que quero esquecer

Se feriu, quero que a chaga não me incomode

Porque chagas da nossa passagem pela vida estão sempre vivas .

Melhor nem pensar nelas

Chagas são danos que se entranham na nossa alma e causam mudanças

Que nos ferem que alteram nossa forma de vida

Nossos caminhadas nossos anos nosso tempo.

Ai demarcam-se os enganos as verdades as esperanças

os amores vividos intensos

Os amores imaginados os realizados

o tempo que duraram nesse tempo de fogo ardente contente

que acaba sofrido banido

ou a felicidade almejada

As nossas venturas e aventuras as nossas vivências

Nesse mundo que nos rodeia e ateia é a saudade viva de um tempo passado

de gostos e desgostos de sonhos realizações ambições goradas

Então essas lembranças que na alma se representaram

e foram tão presentes acabam ausentes

e são as nossas recordações

Ali está o bem que depressa vem e o mal

que a ninguém convem

 

De Té

 

 

xxxxx

Saiba mais…

AGRAVOS

 

 

 

3544074024?profile=RESIZE_710x

 

 

 

 

 

Agravos



Conto os dias , conto as horas

Em tudo que me rodeia, encontro minha mágoa meu sentimento

As estradas, os caminhos , as pedras

o sol ,a lua, o vento, as correntes de limpidas águas

O gado que pastoreia

O povo que canta e vai para as feiras



Em tudo está meu espirito peregrino,

E meus olhos de água se vão esgotando,

E me sinto cada vez mais vencida,

E minhas súplicas não extinguem esse doce ardor ,

E não apaga esse fogo ardente

E ainda sinto a dor, que me atormenta

Daquele dia triste, que me sustenta a dor

Em que meus olhos vivos cegos ficaram,

de tantas lágrimas choradas.

E a memória retém tal façanha

Dia magoado e não esquecido

Dor sentida em que minha alma sofrida,

quase pereceu de tanto assombro

Como pudeste assim deixar-me perdida, entre lágrimas

e coração partido, e lembranças de alegrias vividas ,

e agora amortalhadas.

DE Té

xxxxxxxxxx



 





Saiba mais…

ASSOMBRO

 

  

234425749?profile=RESIZE_710x

xxxxxx

Assombro

Entre o mistério das sombras da noite

encontro-te sempre

Caminhas depressa como se tua própria sombra te empurrasse

Tropeças porque desconheçes o caminho

e o piso te dificulta o percurso

Encontro-te hoje e sempre

como se fugisses de ti

Ansioso a noite te assuta e aceleras mais o passo

A ramagem das arvores, deixam cair as folhas

que vão atapetando o chão

O vento levanta-se, e encobre-te das sombras

que te assustam ,e aqui e além um ruido

te faz correr como se alguem te perseguisse.

Arfando paras . Ao longe descortinas luzes

Segues nessa direção

Como se ai esteja o desagravo das tuas indcisões

Vejo-te sempre, nessa ilusão que me assusta

Porque a força da minha dor

te procura para te socorrer

Dessa angustia que te persegue

e não te deixa viver ,sem a libertares desse peso que carregas

e do qual te quero descativar

Para que eu jamais te possa encontrar entre as sombras da noite

 

De Té

 

xxxx

 

 

Saiba mais…

DESPERTAR

 

3648884132?profile=RESIZE_710x

 

 

Despertar

De Té

 

 

 

Desde aquele dia, que não esqueci

Jurei não acreditar, jamais no amor

Dias felizes , enganosos que vivi

Dando tudo de mim, fiquei com a dor.

 

Com esse mal, que feriu meu coração

Debati-me em vão, quebrada sem vigor

Querendo esquecer, enganosa ilusão

que mimou minha vida de falso amor

 

Hoje não quero ouvir falar desse apego

Dessa palavra, vibrando dentro de mim

Não quero despertar, o que hoje nego

Que venha alterar, esta luta para ter fim

 

Não quero que ninguem veja que soçobrei

Mar tenebroso que enfermou meu coração

Quero chegar á praia , assim me encontrarei

Novo rumo seguirei aprovado com emoção.

 

Meus passos são firmes percorro a praia

encho meu peito da aragem que inebria

calada me envolvo no cantico da sereia

manso vento bonançoso me despenteia

 

A tarde cai com ela vai o sol tsorridente

não tarda escurece a maré está na enchente

As gaivotas voejam sobre a sereia alegremente

que mergulha para o seu reino de neptuno

 

 

A aragem maritima e o vento que nos fala

que nos diz tanta coisa que não entendemos

arrefeco e tremo envolvo-me no agazalho

são as recordações de um amor que perdemos

 

De Té

 

xxxxx

Saiba mais…

Entre dois mundos

 

 

2012046861?profile=RESIZE_710x

 

Entre dois mundos

De Té

Tão devastada, mas não morta

Entre o poder da escolha

Entre o sonho e o dever

Entre ruinas de um amor

Entre uma alma, dispersa

na encruzilhada da vida

Venceu a obrigação de me calar

 

Tentei escolher novo rumo

Tinha sido grande meu sonho

Vivia ainda entre resídios, desse

desatino tão terno e inseguro

Em que sua ausência, acordava

o ruído de seus passos inseguros

de entre a escuridão, que se adivinhava

 

Em ti se desagregou meu mundo

Tão perto e tão longe, este coração

minguando de dor, tumultuoso ,

Esvaia-se de imagens de solidão

Quando de ternura, tinha sido o paraiso

jamais esquecido ,e hoje tão perdido

Apenas ruinas onde me entrelaço

e em definhamento me abraço

 

De Té Etelvina Da Costa

 

 

 

 

xxx

 

Saiba mais…

POEMAS QUE FALAM

 

130690010?profile=RESIZE_710x

 

xxxxxx


POEMAS QUE FALAM
DE

Pomas do mar
Poemas da terra
Poemas do homem
Da sua história
Dos seus segredos
Dos seus exílios
Dos seus medos
Da sua solidão
Do seu carácter
São versos que dizem
E assinalam fracassos
e de vãs esperanças
desejos que se esvaiem
desejos que devastam

as suas entranhas

Versos do mar
Versos da terra
Versos do homem
São versos que geram
vagas de tormentas
Cominhos de saudades
E de infortúnios
De amores malditos
e de outros cativos

em sonhos dispersos
Versos do seu mundo
Calados e mudos
Não são para dizer
Que causaram dor
Lágrimas de amor
em vagas de paixão

Dor singular
Sentida e chorada
Amor que se viveu

Amor que se esgotou
E que feneceu.

Poemas sem mar
Poemas sem terra
Poemas sem homem
poemas sem dor
poemas sem amor

Nunca são poemas

deTé
Janeiro de 19-01.09
Recanto das letras
site:tetita.prosaeverso.net

xxx

Saiba mais…

SENTIMENTOS

 

1291838372?profile=RESIZE_710x

xxxxxxxx


Sentimentos
De Té

Nesta capacidade do ser, de abrigar sentimentos
De expandir esse sentir, como acto de fé e amor
Versos escrevo , voz que dói, quantos tormentos
Assim derramo essa emoção ,vivenciada em dor

Nas mais diversas configurações me derramo
Em lágrimas sentidas , silêncio o coração.
Seja qual for a razão, porque o proclamo
Deste sentimento, transborda minha emoção

Se de meus versos fracassar, tal entendimento
Deste sentimento queixoso, sem absolvição
Escutai apenas este pobre e triste lamento
Que me sai plangente do magoado coração



De Té


13-08-2010

 

Saiba mais…

Medos

 

 

1290522713?profile=RESIZE_710x

 

 

 

Medos

 

de Té

 

Ah! Mas eu tenho medo da morte
E tenho medo do amor
E tenho medo da dor
É o amor que conduz á morte
É como uma manhã sem sol
É como noite sem luar
Ou asterismo estelar
É como terra sem odor das flores
É sem o tonus do mar
Ah! Mas eu tenho medo da morte
Não daquela morte finada,
Com mortalha negra ou vestida de alvura
Eu tenho medo é da dor
que é provocada pelo amor
que sem cintilação não tem cura
Foi debulhado em meu seio
tenho medo desse mal
animalesco sádico dantesco
que destrói a alma
e metamorfoseia aquele ser ideal num sonho negro

De Té

de Té

 

 

Saiba mais…

MENTIR COM TERNURA

 

 

3414664775?profile=RESIZE_710xxxxxxx

 

Mentir com ternura

 

 

 

A verdade que mente
de Té
Como a mentira ilude.
Quando proferida com ternura
Feita luz, como o sol nascente.
com a pureza de um azul dos céus claro e brilhante.
Como mel que escorrendo de teus lábios
vêm adoçar os meus.
Mas, nosso senso não admite,
que tais lábios, a possam ditar
e essa verdade/feita mentira dói, e pode matar.
Crava espinhos num coração crente
Rouba sonhos e ilusões
Anseios desfeitos
Alma a sangrar
Porque esses lábios tão perfeitos
Semearam a traição
Ditaram a sentença de morte.

De Té
Etelvina da Costa

 

 

xxxxxx

Saiba mais…

EXERCÍCIO DE ALMA

 

 

413625131?profile=RESIZE_710xxxxxxxx

 

Exercício da alma


Serei a tua alma irmã, nunca sentiste

esse chamamento em prece, que te ladeia

Esse sentir tão terno, que ainda persiste

permanecendo em mim, em ti se ateia


Alma gémea, serei porque em mim ficaste

com paz e amor te segui , trilho de luz

que te guia, e sob o céu alegria encontraste

e o bem que procuraste em ti reluz

 

Eu progredirei sózinha no caminho

quero.te igual ao nosso céu brilho de luz

serás proncipio e fim eu o predigo



Serei tua alma irmã porque em mim ficaste

o bem ou mal que achaste te definirá

o céu se abrirá trilho de luz e o bem ressurgirá


De Té

24~07-2019


xxxxx

Saiba mais…

 

 

130130944?profile=RESIZE_710x

 

xxxx

Um tarde insensível de um verão que se desmereceu

De Té



Eu e Tu

Eu e tu hoje, tão divididos

Uma folha rasgada na nossa vida

Eu e tu , longe perdidos

Eu seguro ,a minha alma sofrida

Tu foste o sonho que não era meu

Eu fui a miragem que me perdeu

Tu és a ausência do que se extinguiu

eu sou a presença que ainda não se diluiu

eu e tu somos fomos somos e seremos

o sonho malogrado das nossas inquietações

De Té

 



xxxxxxx

Saiba mais…

RECORDANDO

 

  

348875316?profile=RESIZE_710x

xxxxx



 

Recordando

De Té



As lágrimas, que escorrem de meus olhos ,

são tão tristes e inglórias .

Como inglório ,o amor que te dediquei

Meus olhos deixaste chorando.

E as lágrimas quentes bebia .

Pois se de sede sofria

Era dessa nostalgia,

que me nascia a sofreguidão,

que assim minorava ,as dores do coração

Chorando matava a secura,

que minha alma almejava.

E assim a tinha segura,

e meu corpo fortificava.

Chorei lágrimas sem cessar .

Minhas lágrimas, não esgotava.

Meu coração cavalgava.

O meu corpo a ceder

Sem forças para se erguer

Temi, que a alma me deixasse.

Temi ,que minha dor a fatigasse.

Meus olhos, eram uma nascente.

Com lágrimas penitentes

Com os olhos inflamados

Lembravam a triste despedida

Daquela visão espelhada

Baixei meus olhos sofrida

e com lágrimas bebidas,

Ele ficou e eu partia

De Té

20- 07- 2019

 

xxxx

 

 



 

 

Saiba mais…