Posts de Dione Fonseca de Barros (152)

BRONZE BABPEAPAZ

O fogo continua  destruindo

O fogo continua  destruindo

 

Na imensidão escura surge a luz

Bolas incandescentes rumo  incerto

Estrema beleza nos fomos luminosos

Homens olham o firmamento temeroso

 

Mensagem dos deuses  de boas novas

Terríveis vaticínios murmuram os adivinhos

A cor vermelha nasce do estrondo queimando

A  fuga de homens e animais sacode por onde passam

 

Pela manhã estranho silencio paira no ar...

De cima da  montanha  a fumaça permite respirar

Os poucos sobrevivente olham os que sobreviveram

Alimentam de animais queimados e recomeça nova jornada

 

A noite cai lentamente e as estrelas  caladas e escondidas

O vazio e o medo do desconhecido doem nas mentes e corações

Apenas as crianças dormem aconchegadas nos pais

Novo dia novas esperanças e o horizonte como meta

 

Tantos povos assim como no passado

Andando sem meta, sem futuro sem saber para onde ir

Fogem das bolas de fogo e da morte que mata crianças e idosos

Não veem do céu, mas de fabricas  da ganancia humana

 

Não se divide o pão  nem o chão apenas o ódio cresce.

O medo afasta a ajuda e a caridade entre os humanos

Choram pessoas lendo e vendo nas TVC depois sentam e banqueteiam

E escrevem  mas são apenas letras que nada vão modificar.

Dione Fonseca

Saiba mais…
BRONZE BABPEAPAZ

Pensamentos Sonhos

3542070690?profile=original

Pintei o horizonte de azul celestial
Salpiquei com cores do nascer do sol
Passarinhos voando felizes e barulhentos
O cheiro de cipreste no ar e flores coloridas

Esperei meu amado com o coração em festa
O encanto da vida presente e castelos construídos
Não me lembrei do vento do destino que tudo modifica
Meu castelo começou a ruir lentamente e dolorosamente

A realidade chega com cores cinza tristonhas e sem opções
A verdade presente e ferina rasga indomáveis meus sonhos desejados
Sangra o fel das entranhas amargando o destino sem retorno.
Não existe céu azul, apenas o negro salpicado de raios e trovões.

Os sinos ressoam tristemente por sonhos, lágrimas caladas rolam.
O entardecer cobre a terra sem o sol, chuva gelada e o vento que geme.
A estrada da vida se fecha sem opções e sem encruzilhadas
Apenas linhas paralelas no horizonte, quem sabe no infinito se encontrem...

Dione Fonseca

Saiba mais…
BRONZE BABPEAPAZ

ENTARDECER

3542067750?profile=original

           Entardecer

 

  Escuto ao longe o som que vai me invadindo

A m´musica suave côa acordes celestiais // m                        

Recordo-me do céu azul sem nuvens

Refletindo no branco transparente das águas

 

Seus olhos eu vejo neste momento.

Tão claros como na agua refletidos o céu

Paz é o que sinto ao sentir teu olhar no meu

Sinto-me em oração, minha alma eleva.

 

Agradeço pelo o que recebo  

O céu iluminado pela luz do sol

Cor linda no firmamento. Anoitece

Suspiro feliz e faço uma oração ao Eterno

 

Amanhã verei o nascer do sol.

No momento vejo estrelas e luar

A lua nasce faceei-a e cheia

Clareia a água e nela reflete seu encanto

 

Musicam apaixonadas no ar...

Meu coração entoa a mesma canção

Meus lábios cantam baixinha Aleluia

Aleluia de Leonard Cohen

 

Dione Fonseca

 

 

 3542067873?profile=original

 

 

 

 

Saiba mais…
BRONZE BABPEAPAZ

Pensando

Sabedoria e amor se uma não andar com a outra estaremos destruindo as duas.
Se o amora tudo perdoa é errado. O amor é justo e do bem
Amar é corrigir.Corrigir a si mesmo e aos filhos e alunos e os amigos. A palavra doce provoca calma. Mesmo na guerra existe a paz interior
Se em. ossas casas estamos ligados em coisas trágicas,violentas é a lição que passamos. Se falamos em drogas o tempo todo e vemos acidentes e cenas chocantes é esta a imagem que passamos e estamos ligado
Se apreciamos a justiça e o bem e ficamos felizes é isto que repassamos. Elogiar quem nos defende. Apreciar o correto e não ficar dando ibope para quem é do mal ensinaremos que o bem
é a melhor .
Saber o que acontece na nação sim. Divulgar o mau esta errado errado errado reer ra rado rado adodo o ar por ucoviniemtes resulta em dirigentes naus. naus. naus. aus. us. s. són todos e aili[úmaf aus ed erbffops.
Saber o que acontece na nação sim. Divulgar o mau esta errado
Escolher representantes justo e não por amizade . Ir votar por coviniemtes resulta em dirigentes naus.3542067277?profile=original
Saiba mais…
BRONZE BABPEAPAZ

Águas celestes

3542066744?profile=original

Águas celestes

 

Suavemente desliza  sobre folhas verdes

]A poeira já não existe no verde

O perfume da floresta exala  no ar

Brilha nas pétalas gotas  celestes

 

O mormaço sufocante da lugar a brisa.

O firmamento azul novamente resplandece

Passarinhos cantam alegres  pelos acontecimentos

Inúmeros insetos voam ao vento sem rumo

 

Perfume no ar ,  cheiro de terra molhada.

Rejuvenescem a terra e as pessoas.

 Riacho canta com as águas da chuva.

Coral de sapos e aves, maravilhoso anoitecer.

 

Lua cheia no céu com o cortejo estelar

Nas poças espalhadas pelo chão brilham  as estrelas.

O clarear do luar torna a paisagem mais bela

Sobe a janela da amada canta o menestrel.

 

O amor cria ilusões nos corações

A voz apaixonada canta  e cria magia.

Almas solitárias enamoradas suspiram

Gotas salgadas pela saudade  aliviam o ser

 

Dione Fonseca

Saiba mais…
BRONZE BABPEAPAZ

Não fale que é justo

3542062079?profile=original

 

Não fale que é   justo

Diga que não existe igualdade

Onde estão os homens de bem?

Pedras são removíveis quando queremos.

 

De pedras fazemos colunas   e templos.

Se algo abala as colunas temos que fortalecê-las.

Colocar algo novo para que fortaleça e continue de pé

Assim os filhos terão abrigo amparo sempre.

 

Jamais vi tanta dor

União não existe mais

Soluça a mãe e os filhos da mulher

Tempos de lágrimas e incertezas

O pão não foi repartido, apenas alguns comem

Dione Fonseca

Saiba mais…
BRONZE BABPEAPAZ

O sal

3542034811?profile=original

O Sal

Sal de mim brota com sabor dor

 Escorre dentro d’alma ferindo

Rubro invisível soluçante

Marcando sulcos de tristezas mil

 

 

Calam se sons alegres de canções.

 Silencio habita as entranhas.

Uníssonos murmúrios gemem.

 O ser que chora desconsolado.

 

Ponte da travessia quebrada.

Passagem impedida da vida.

Canoa sem remo que desliza.

 

Caudalosas aguas invencíveis.

Brotando do amargo coração.

 Geme grita oásis solidão.

Dione Fonseca

 

O sal

Saiba mais…
BRONZE BABPEAPAZ

Solidão

3542030101?profile=original 

Solidão

Solidão me  sufoca  lentamente

Minhas azs estão molhadas

São minhas lágrimas caladas

Que pesão em meu ser

 

Abro as azas não posso voar

O sol queima minha visão dolorida

 Vejo ao longe o pássaro voando

Logo atrás sua companheira o segue.

 

Rumam para o infinito azul

Meu desejo era segui-los

Talvez voem para oo paraíso

Mas as portas estão fechadas para mim

 

Vago pelas estradas sem fim.

 Sem meta sem linha certa

Mas duvida dde meu ser

Apenas uma interrogação

 

Não existe o ponro final

Quando não sabemos o caminho

Apenas uma  reta sem final

 Apenas linhas paralelas

Dione fonseca

Saiba mais…
BRONZE BABPEAPAZ

Seios que jorram vida- Outubro Rosa

 

3542026714?profile=original

 

Seios que fluem vida

 Alimentando o filho

Imunizando a humanidade

Símbolo da mulher

 

Fonte de encantos femininos

Atração de olhares masculinos

Jorrando volúpia e desejos

Maravilha do Criador

 

Outubro rosa aos seios dedicados

Quando deves apalpá-lo gentilmente

Como todos os dias o faz ao banho

 

Cuide de seus seios mulher

Para que continue jorrando vida

E o sorriso continue nos rostos que ama

 

 Dione Fonseca

04/10/2016

Saiba mais…
BRONZE BABPEAPAZ

Encontro de amor

3542021237?profile=originalEncontro de amor

 

União de lábios

Selando pactos.

Serenando turbulências

Na alma imprimida

Desejos de união

Caricia profunda

Dois se tornando um

No encontro de lábios

No sugar do beijo

Coração afagado

Amor puro

 Sonho realizado

 Saudade que se vai

No calor ameno

Descansam enamorados

Gosto eternizado

Sempre lembrado

Pacto de amor selado

Dione Fonseca

Saiba mais…
BRONZE BABPEAPAZ

PAI

3542020246?profile=original

Pai

Pai ausente, mas presente.

Dentro de nós

Escondido em nossas células

Livre em nosso coração

 

Pai que protege

Pai que abandona

 Mas mesmo assim sempre pai

 No sangue que corre nas veias

 

 No meu DNA imprimido

Sigo passos da evolução

 Dos oceanos liberto

Do peixe que se torna homem

 

 Qualidades e defeitos sempre em evolução

 Antepassados queridos

Que a vida me concedeu

 Vencedores guerreiros pai que reverencio

 

Dos ensinamentos herdados

Agradeço com carinho

Mãos que me acariciaram e abençoaram

Herói sem medalha guardado na mente e coração

Dione Fonseca3542020432?profile=original

Saiba mais…
BRONZE BABPEAPAZ

Saudades e sonhos

3542014258?profile=original 

 Saudades e sonhos

 

Sonhando com estrelas refletidas no mar

Os azuis se confundem e o brilho da luz

 Não sei qual é miragem ou a real

 Formosas me atraem e me seduzem

 

Ergo as mãos tentando alcançá-las e toco o mar

Em lágrimas me desfaço sentindo na boca o sabor salgado

O sal marítimo se confunde com o meu tornando-se iguais.

Tentei tocar estrelas e encontrei o sabor da dor

 

No azul escuro existe o luar que ajudou a miragem.

Ao secar meu choro vi a lua refletindo

 Bela e formosa no reino de Iemanjá seduzindo

 Minha alma feminina prefere o sol brilhando e aquecendo

 

São como os braços de meu amado enlaçando-me.

Aquecendo minha alma carente do meu amor

A noite não aquece nem com a passagem das estrelas cadentes

 Que são como a esperança que apaga lentamente

 

 Minha alma canta com o nascer do sol refletindo o real

Cores e luzes enfeitando a vida que desperta

 O bailado da natureza refletida no céu e na terra

 O cantar dos pássaros em festa saudando o dia.

 

Renovar da esperança mesmo na saudade com novos horizontes

A certeza de dias lindos a serem vividos com alegria

A escuridão é banida da visão lentamente se abrindo ao real

 O aconchego de seus braços me espera ao amanhecer.

 

 Novo dia e novo tempo e ao entardecer terei meu aconchego.

 Sonharei em teus braços e me sentirei em meu ninho

Aspirarei o cheiro de tua pele e sentirei teus beijos

No maravilhoso momento em que me enlaçar.

 

 Dione Fonseca

3542014561?profile=original

Saiba mais…
BRONZE BABPEAPAZ

Fênix que teme renascer

3542013798?profile=original

Fênix que teme renascer

 

O dor que me queima

Minhas entranhas viram cinzas

 Queima a Fênix em mim

 Gotejam sangues minhas penas

Oh horizonte encobertos de minha alma,

As brasas acesas fumegam em meu ser

O grito que rasga o infinito sem eco.

 Nenhum refrigério encontro no eterno do meu ser

 Morrer para renascera no esquecimento total.

A dor que me alucina não será esquecida.

Imprimida dentro de mim para sempre

Lava ardente que suga a terra e evapora os oceanos

Consome o gelo e transborda em pedras

Que me ferem no amago do ser despedaçado pela dor.

 Sem refrigero me consome na eternidade  dolorida

 Cada segundo é uma eternidade de penas queimando.

 A vida que para renovar-nos mata e cega a esperança.

Sem rumo e sem destino isolado paraíso

Fênix que não renasce das cinzas temendo esquecer.

 Renascerei?  Qual a realidade do destino incógnito me foi reservado?

Voarei novamente ou minhas  penas não renascerão  para alçarem o voo da felicidade...

Destino torturante do ser...

Dione Fonseca

Saiba mais…
BRONZE BABPEAPAZ

Poetas e escritores

3542012561?profile=original

Poetas e escritores

Poetas e escritores

Quando não podem falar, compõem. A alma vem às mãos, e escrevem

Sentimentos sentidos que transbordam como ecos na montanha

E espalham o som pelos abismos e céus sem ser respondidos

Só ecoam pelos ares sem respostas, ouve-se apenas o gemido

 

São dores e alegrias vividas ou sentidas do viver do dia-a-dia

Quando a voz se cala dentro do ser, gritamos ao escrever.

Se não escrevemos, enlouquecemos de dor,.

A dor vem ao físico através de pensamentos transformados em poemas

 

Enlouquecidas ou amáveis linhas soluçantes e apaixonadas

Brotadas do inconsciente, ferindo o consciente que extravasa.

E ecoa em linhas que germinam em páginas de livros ou não

Que encontram almas iguais pelo infinito, eterno, lidas ou ouvidas.

 

Escritos com rosas ou sangue, maléficos ou bondosos.

Exemplos que edificam ou destroem quem absorve a leitura

Sementes daninhas misturadas ao trigo, ou bálsamos para a vida.

Puras e reais letras brotadas ao longo da vida

 

Escritos que relatam maravilhas de um amor doação

Infernos vividos por almas torturadas, ferventes dores.

Válvula de escape de gritos calados gemendo pela vida

Doces declarações de amor, de doçura e calor.

 

Acalento da alma que já não sabe expressar em palavras

Doce companhia de almas solitárias e silenciosas

Nas penas das canetas, sente emoções e vida

Benditas letras onde desabafam poetas e escritores.

 

Escrevendo sentimos prazer imensurável.

Rimos  e vivemos  enviando mensagens ..

 Através de rimas ou não que germinam em mentes.

Escrevendo nossos sentimentos imprimidos na alma do poeta.

 

Dione Fonseca

3542012596?profile=original

Agradeço o desta que de nossa querida Silvia Mota

Saiba mais…
BRONZE BABPEAPAZ

Amo sempre

3542011183?profile=original

 Amo sempre

Amo ouvir o som do mundo

A maritaca chamando as amigas

 O passarinho cantando ao sol

As aves gorjeando cedinho

 

O riso de minhas filhas

Latidos dos meus cães.

O som de telefone que me chama

 E meu coração fala que é você

 

Amo escutar seu Bom dia

Alegrando o meu viver

Meu coração se alegra

Transforma a dor em prazer

 

A saudade se ameniza

Ouvindo que me ama dizer

Sinto-te bem pertinho

O calor invade meu ser

 

E o som de minha alma me alegra

Sentindo muito amor

A felicidade faz morada

Dentro de meu interior

 

O som de minha alma é sinfonia

Quando seus olhos brilham-me fitando feliz

Escuto o som harmônico do firmamento

Rejubila todo meu ser

 

A espera se torna doce

E canto alçando meu voo

Transporto-me até você

Abraço-te e beijo doçura do meu viver

 

Dione Fonseca

3542011376?profile=original

Saiba mais…
BRONZE BABPEAPAZ

Ai saudade

3542011263?profile=original

 

Saudade sem tempo

Que nasce no coração

Surge a qualquer momento

Instala no peito com paixão

 

Dolorida vontade de rever

Quem o coração busca

Para momentos felizes viver

Sentimento que na alma queima

 

Brasa fria, que em minutos congela

Nas lembranças queridas vividas

Na vontade terna de rever

Tocar o rosto amado, sem poder

 

E geme a alma saudosa

Nesta louca sensação

Sente os beijos trocados,

Vive na ilusão

 

Sonâmbulo acordado, mente e coração

Vive mais tempo no passado

Como um filme estragado

Repassando, sem solução

 

Desejos dentro da mente

Lágrimas rolando

Querendo quem está longe

Sem poder ter solução

 

Só quem sente, sabe

O que a saudade faz

Tirando o ânimo de quem vive

Nesta saudade, sem saber quando a vai matar

 

Que alegria rever teus olhos

Sorrindo para os meus

Mesmo que seja por minutos

Presente que a vida me deu

 

Nas alegrias dos encontros

Passa o tempo em segundos

Nunca é o bastante, sempre falta

Voa o tempo, zombando do coração

 

Desconta toda pressa na espera

Que arrasta pelos séculos os dias

Só é presente a nostalgia

Apenas a vontade de tocar e sentir

 

Ferindo com doçura o coração que ama

Colocando dentro o ciúme e a dor

Do medo da perda e do desamor

 

Angustiada, a alma fantasia momentos

Nascendo as dores do penar

De quem vive longe do amor

 

Dione Fonseca

https://www.youtube.com/watch?v=4Q-5qnI02uo

<iframe width="560" height="315" src="https://www.youtube.com/embed/4Q-5qnI02uo" frameborder="0" allowfullscreen></iframe>

https://www.youtube.com/watch?v=4Q-5qnI02uo
Saiba mais…
BRONZE BABPEAPAZ

Horizonte despedaçado

3542008080?profile=original

 

Horizonte despedaçado

 

Fragmentos sentidos na memória

Tristes, alegres e hilários.

Inocentes faltas repreendidas

Tempo austero esquecido

 

Valores renegados desvalorizados

História desacreditada, herdada

Aprendizados saudosos memoráveis

Banido, enterrado, esquecido.

 

Direito natural sufocado

Névoa insalubre mental

Devaneios egoístas imperando

 

Jovens descendentes miseráveis

Herdeiros confusos, apáticos.

Caminham incertos doloridos

 

Dione Fonseca

Saiba mais…