Posts de Dely Thadeu Damaceno (49)

Estranho poder

Estranho poder

 

Estranho encantamento

Este que tenho por você

Ao simples rever,derreto-me

Parecendo um novo conhecer

 

Para mim sempre és nova...

Nova menina, nova mulher.

Novo olhar,um novo espanto

Ao te mirar,um novo encanto

 

Mas que admirável poder você tem

De me deter todo, em seu poder

Mas um poder que sempre me faz bem

Poder ser seu homem,e você minha mulher...

 

Dely Thadeu Damasceno

Saiba mais…

Convites... / Invitaciones...

Convites...

 

Convites,

convidas,

aceito-os,

espero,

impaciento-me...

Passa-se o tempo,

o que esperas?

Te arrependestes?!

Ainda espero,

Resiliente,

Repensas...

Preconceito?!

Me convidastes....

Exagerastes!

Ainda agora,

espero,

E a resposta,

Não há mais jeito,

não sou aceito!

 

Dely Thadeu Damaceno

 

*******

 

Invitaciones... 

 

Invitaciones, 

invitas, 

los acepto, 

espero, 

me impaciento... 

Se pasa el tiempo, 

lo que esperas? 

Te arrepentisteis?! 

Aún espero, 

Resiliente, 

Repensas... 

Prejuicio?! 

Me invitasteis.... 

Exagerasteis! 

Aún ahora, 

espero, 

Y la respuesta, 

No hay más jeito,

 no soy acepto! 

 

Dely Thadeu Damaceno

Saiba mais…

Amada minha / Amada mia

<*> Amada minha <*>


Amada minha,minha senhora
Suave e platinada luz emites
Desde a noite até a aurora
Desabrochar de devaneios
Da maneira que o amor permite
Vindo do cerne,seus meneios
Dominaste meus pareceres
Contumaz de seus beijos,
Me alejei  de teus sorrires
Te quero mais/Estou triste,
Sois meus desejos
Sem você nada pra mim existe
A solidão se faz presente
O vazio aqui persiste...
Dely Thadeu Damaceno
 
 
<><>
 

<*> Amada mia <*>

 
Amada mía,mi señora
Suave y platinada luz emites
Desde la noche hasta la aurora
Desabrochar de devaneios
De la manera que el amor permito
Viniendo del cerne,sus meneios
Dominaste míos parezcas
Contumaz de sus besos,
Me alejei de tuyos sonrías
Te quiero más/Estoy triste,
Sois mis deseos
Sin usted nada para mí existe
La soledad se hace presente
El vacío aquí persiste...
 
Dely Thadeu Damaceno
Saiba mais…

O poeta quem é mesmo?

O poeta quem é mesmo?

 

Nas madrugadas,

solitárias e  chorosas,

e nas que  ele faz emanar tristezas,

mas que na realidade está feliz,

ao lado de sua amada!

Ah,sim,mas  o poeta é um criador de situações,

é um narrador de alegrias ou malfazejos,

Descreve todas as inúmeras ilusões

As raias da loucura e da beleza...

O poeta é das letras um atleta,

Faz proezas com a língua que professa,

A mesma língua que o faz triste ou feliz ,

O poeta é da vida,

Ao mesmo tempo,

um mestre e aprendiz...

 

Dely Thadeu Damaceno

 

 

El poeta quien es mismo?!

 

En las madrugadas, solitarias y llorosas,

y en las que él hace emanar tristezas,

pero que en la realidad está feliz,

al lado de su amada!

Ah,sí,pero el poeta es un creador de situaciones,

es un narrador de alegrías o malvadez,

Describe todas las incontables ilusiones

Las rayas de la locura y de la belleza...

El poeta es de las letras un atleta,

Hace proezas con la lengua que professa,

La misma lengua que lo hace triste o feliz ,

El poeta es de la vida,

Al mismo tiempo,

un maestro y aprendiz...

 

Dely Thadeu Damaceno

Saiba mais…

Cristão de mentira®

 

Cristão de mentira®

 

     Cristão de mentira vem mansinho

Atiça-te sorrateiro, e sobre ti se atira

Suas falácias doces te enchem os olhos

Seu coração é semente da vinha da ira

Mas o que tem na manga são abrolhos

 

Acobertado sobre o manto do criador

Não se pode vê-lo claro aos olhos

Cristão de mentira vem mansinho

Atiça-te sorrateiro, e sobre ti se atira

  

Não se podem ver

As maldades de seu vil coração

Pois está bem recoberto

 

E o lobo-cristão vem de mansinho

Atiça-te sorrateiro, e sobre ti se atira

Com a alma negra, cheia de mentiras

 

Dely ThadeuDamaceno

Saiba mais…

Menino Levado... (Niño Travieso)

Menino levado

 

Um menino levado,

vezes bom ,vezes malvado,

Vezes romântico, engraçado

Envolve com seu charme alado,

Não se importando com futuro

Muito Menos com passado...

Vai chegando e assumindo

Sempre alegre e sorridente

Ao teu lado fica contente

Menino levado,malvado

Faceiro e sempre levado

Conquistando seu coração

Pois o que ele te trás é emoção...

 

<><><>

 

Niño Travieso

 

 Un niño travieso,

veces bueno ,veces malvado, 

Veces romántico, gracioso 

Envuelve con su charme alado, 

No importándose con futuro 

Muy Menos con pasado... 

Va llegando y asumiendo 

Siempre alegre y sonriente 

A tu lado queda contento 

Niño travieso,malvado 

Coqueto y siempre travieso

 Conquistando su corazón 

Pues lo que él te tras es emoción...

 

 

 

 

Dely Thadeu Damaceno

Saiba mais…

Psiu!

PSIU...!
 
Não faça alarde,não grite
Não acorde a floresta que dorme
Para tudo há um limite,
O silêncio da noite eterna,
não pode ser quebrado
Veja,em tudo há vida
Enquanto ela dorme,há paz
O equilíbrio não deve ser acordado,
deixe a vida seguir seu curso,
Enquanto ela descansa,
A evolução prospera e avança
A biosfera se recria doce e mansa
Como num embalo no útero
Que vai assim evoluindo,
A vida vai entre musgos,só indo...
Psiu,silêncio,não a acorde,
Não acorde a floresta que dorme
Para tudo há um limite...
Veja as flores desabrocharem,
Veja os lêmures nos galhos,
Eles nos observam tão simples,
Firmes com seus olhares,
Sinta o piar das aves noturnas,
Como que a nos pedir,para sair
Taciturnas ,não nos querem ali
Querem continuar a dormir,
O sono da biofera,criando
Alimentando a atmosfera,
A natureza amando,
O oxigênio perpetrando,
Para a vida continuar...
Psiu,não faça alarde,
Com este ato tão covarde
De a vida interromper,
Machados,fogo,plantação,
Em nome de que civilização,
Que a vida quer destruir!
A natureza quer dormir!
Psiu,não acorde a floresta,
Ela quer mesmo,quieta,dormir...
 
Dely Thadeu Damaceno
Saiba mais…

Canto e choro do poeta / Canto y lloro del poeta

 

 

Canto e choro do poeta

 

O poeta canta e encanta, Para o coração acarinhar

Canta nas madrugadas, Canta nas noites de luar

Canta pra sua amada, Canta também a chorar

Canta as suas alegrias, Canta as grandes alegorias

Canta quando se apaixona, Canta ao se decepcionar

Chora poeta e desmorona, Chora se o fazem magoar

Chora na perda de um amor, Chora ao ver o pássaro trinar

Chora ao vislumbrar alvorada, Chora ao na mata o perfume exalar

Chora ao ver uma queimada, Vendo a natureza chorar

Sorri ao ver uma cascata, Se deslumbra ouvindo serenatas

Se derrete em devaneios, Os olhos marejam em cachoeiras

Quando as guapas gurias brejeiras, Suspiram ao vê-lo declamar

Suas odes viris e certeiras, Falando de amor e de paz...

Dely Thadeu Damaceno

 

<><><><>

 

Canto y lloro del poeta

 

Ell poeta canta y encanta, Para el corazón acarinhar

Canta en las madrugadas, Canta en las noches de luar

Canta para su amada, Canta también á llorar

Canta sus alegrías, Canta las grandes alegorias

Canta cuando se enamora, Canta al decepcionarse

Llora poeta y desmorona, Llora se lo hacen magoar

Llora en la pérdida de un amor, Llora al ver el pájaro trinar

Llora al vislumbrar alvorada, Llora al en la mata el perfume exhalar

Llora al ver una quemada, Viendo la naturaleza llore

Sonreí al ver una cascada, Se deslumbra oyendo serenatas

Se derrete en devaneios, Los ojos marejam en cascadas

Cuando las guapas gurias brejeiras, Suspiran al verlo declamar

Sus odes viris y certeiras, Hablando de amor y de paz...

 Dely Thadeu Damaceno

Saiba mais…