Posts de Cristina Bonetti (173)

...gotas de cristais...

 

No fim da tarde,
chuva fria, por pegadas, deixa gotas de cristais nos ramos.

Pelas paineiras do vale,
a brisa passa leve e confusa com a voz sonora dos sinos
que soluçando versos cristãos,
tremem na noite arrancando melodias
do seio do roseiral...

 

 

(Cristina Bonetti)

Saiba mais…

...brincadeira de roda...

 

...e a terra se cobrirá de sol...

Majestosas árvores se revelarão.
Darão sombras às almas sensíveis,
murmurando versos de amor.

...ternuras de fim de tarde...

Coisas do coração.
Na alma da gente a saudade,
sol morrendo num poente de ilusão.

...e a terra se cobrirá de luar...

Virá a brisa da noite.
Dançando por entre as flores,
numa brincadeira de roda.

...e a terra se cobrirá de sol...

 

 

(Cristina Bonetti)

Saiba mais…

...um pássaro azul...

 

...sobre caminhos abandonados
um pássaro azul em vôo largo e bendito
traz a lenda da esperança,
devastando o infinito.

Música divina;
luz final entre a neblina; água fresca das fontes
perdidas em largos horizontes.

Borboletas, jasmins e violetas sentiram sua passagem
no céu da tarde vermelha...

 

 

(Cristina Bonetti)

Saiba mais…

...alma de violino...

 

Anjo da Luz,
tão suave quanto um sonho de menino.
Tens alma de porcelana e de violino;
harmonia de júbilos e anseios.

Quando chegas,
tudo se cobre de rosas;
os ventos parecem mensageiros
anunciando carícias milagrosas!

 


(Cristina Bonetti)

Saiba mais…

Pássaro Errante

 

Na angústia,

sou um pássaro errante
de longas asas...
À terras distantes prestes a voar
como nunca visto antes.

Sem eira nem beira,
parto rumo ao horizonte.
Alvo de flecha certeira...
Um adeus agonizante.

Saiba mais…

A Colheita

 

Entre anjos e querubins,
sob alvas nuvens adormeço;
Rendas teço com fios de ouro
entre torres e jardins!

Vitorioso,
o verde das matas se manifesta...
Trigos dourados para colheita!

Desde o canto dos pássaros à flor,
desperta a natureza;
Enfeitando o céu
e desfazendo brumas!

Renasce a esperança,
com ela o sol,transbordando sonhos...
Transbordando amores!





(Cristina Bonetti)
Saiba mais…

...último pranto...

Na morta terra que apareceu cheia de flores,
atrás de sorriso de menino,
ainda posso encontrar-te, anjo maroto,
em meio as dores.

Alegria me trouxe com teu segredo.
Desfez minha tristeza...
Meu último pranto emudeceu.






(Cristina Bonetti)

Saiba mais…

...cantos e oferendas...

Finda a tarde...

Na torre da Igreja Matriz,
sinos ecoam alegremente,convidando os fiéis
para a Ave Maria.

Momento de reflexão...

Flores desabrocham exalando suave perfume
dando boas-vindas ao Senhor
e ao anjo guardião.

Caricias milagrosas...

Harmonia de júbilos e anseios.
Quando eles chegam
até os pássaros parecem mensageiros.

Cantos e oferendas...

Ateus são contornados de esperas e desejos,
porém, quando adormecem,
este momento se desfaz em lendas.





(Cristina Bonetti)

Saiba mais…

..aquarela...

 

...faceira borboletinha
que buscas onde pousar,
para o jardim lançastes teus olhos
encontrando um roseiral;
eis que pousa cansada na rosa amarela
que lembra aquarela
ou um belo vitral.

 


(Cristina Bonetti)

Saiba mais…

Força Extrema

 

Lua clara e serena,
revelas, à humanidade,
que amar vale a pena.

Lua clara e serena,
inspiras, à tantos poetas,
belos versos e poemas.

Lua clara e serena,
tens, como sina,
essa força extrema.

Força extrema
por mim não compreendida
enquanto eu era pequena.

Saiba mais…

Além das Montanhas

 

...fim de tarde.
Além das montanhas, atrás de vastas plantações,
rubro sol se vai num derradeiro adeus.

A noite vem lenta e mansamente
com seus anjos que trazem esperança aos ateus.
Almas recolhem-se em preces esperando por um novo poente...

 

 

(Cristina Bonetti)

Saiba mais…

...pérolas de outrora...

 

MARINHEIRO PERDIDO,
O QUE HÁ NO TEU SER ESCONDIDO?


...brisa da alvorada,
porto de um sonho aventureiro,
guitarra lírica da lua,
pérolas de outrora,
oferendas luminosas,
arco-iris de cintilantes cores...

Já não partirei sozinho oceano afora;
lua prateada sobre mim flutua!

 

 

(Cristina Bonetti)

Saiba mais…

...orquídeas na rocha...

 

...eis uma doce e nova cantiga
vinda da fonte misteriosa que a alma chama.

Entre orquídeas na rocha,
pétalas frias como cristal e um corpo se encontram.

...eis uma alma peregrina
que adormece e delira vivendo a ilusão de uma nova vida.

 

 

(Cristina Bonetti)

Saiba mais…

...meu velho e querido ipê...

 

...meu velho e querido ipê, com florzinhas amarelas
entre folhas delicadas e verde-escuras,
à todos sorria.

Pendia-te galhos, onde, toda tarde, um sabiá com suave canto
inspirava lindos poemas.

...hoje,
minha alma, como tu, suporta o tempo.

Bem sei que não morreste;
só precisas de um outro sol,outro orvalho,
outra brisa...

 

 

(Cristina Bonetti)

Saiba mais…

Que anjo é este?

 


Tarde da noite, vejo aos pés da cama,
um anjo com asas prostradas,
rosto sofrido e corpo cansado.

Desfocados, seus olhos tristonhos
refletem lembranças de infância
e entes queridos em remoto passado.

Tenho medo.
Que anjo é este?
A insônia e seu segredo.

 

 

(Cristina Bonetti)

Saiba mais…