Posts de Ciducha Seefelder (151)

No escuro do meu quarto

 
 
No escuro do meu quarto..
 
...ouço os silêncios das casas,das salas,
 
dos quartos noturnos,
 
dos murmúrios ouvidos
 
só pelos próprios ouvidos,
 
a desejar o outro que não é ouvido!
 
Esse confessar-se assim,sem contestação....
 
Do abrir o coração,sem ouvir reparos,
 
Olhares ,quem sabe,de desaprovação,
 
numa fala corrente,ligeira,sem olhares de viés....
 
Ah...escrever...dizer o que se sente...
 
Desejar.....volatizar-se assim...
 
Dar pareceres,emitir opiniões,discutir,
 
Esbravejar,e ouvir novamente,só os silêncios
 
Das casas,das salas e dos quartos noturnos!..
 
Ciducha Seefelder
Santos/06/02/2019 às 3hs
 
 

                   
 

Saiba mais…

Quem sois?/Quem sou/Ciducha e Eugenio

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

És quem ri o riso solto

Que habita minha espera...

E és a um só tempo,

Meu bálsamo e minha fera.

 

És quem me acalanta num simples gesto

E me dá rumo e sentido...

E és quem comigo visita outro mundo,

Pouco importa se perdido.

 

És também quem não se cansa

De viver comigo este amor sem fim...

E és quem sempre volta com saudades,

Pois não sabes viver sem mim!

 

 

 

 

Sou aquele que por ti olha

Que te preenche os vazios

Quem te sossega as tristezas

Quando os teus olhos são rios

Mas também sou quem te adora

Sem peias nem tibiezas

 

Tenho por ti a ternura

Que te embala as noites tristes

Sempre que se instala a dor

Sou quem tu sempre sentiste

Aquele que na loucura

Sabe sempre dar-te amor

 

E nas tuas utopias

Sei fingir que estou contente

Trago-te afagos sentidos

Mesmo se a dor é pungente

Não ta dou a entender

Guardo p’ra mim os gemidos

 

 

 

 

 

Arte e Formatação:

AugustaBS

 

Saiba mais…

Amantes do amor

 
 
Amantes do amor
 
 
Precisamos nos libertar, amor...
não de nós mesmos,
que isso me mataria!
Precisamos nos libertar do mundo
e nos condenarmos aos nossos corações
para todo o sempre!
 
 
Precisamos ser insensatos, loucos
cada vez mais loucos
por esse amor que nos alimenta
que nos sacia a alma e o corpo
Amantes do amor...
é o que somos!
É o que sempre seremos
e com isso somos felizes!
 
 
Parece pouco?...
Engana-se quem pensa...
amar o amor, como nós amamos
é muito mais do que todos têm!
É uma oração
que antes mesmo de pronunciá-la
já se diz amém...
 
Ciducha Seefelder
 
Santos/2015

 
(quadro de René Magritte)

Saiba mais…

Compreendi que te amo

 

Compreendi que te amo


Compreendi que te amo
a cada expectativa frustrada
a cada novo sobressalto
a cada palavra esperada
que nunca chegou...


Compreendi que te amo no medo de não    vê-lo chegar
na tua indiferença
na inquietação de minh'alma
que te espera...

Compreendi que te amo
quando negaste acreditar no amor
quando falei com outras pessoas
e percebi que a vida fervilhava à minha volta
mas eu estava só...


Uma frase tua...
Apenas uma frase eu precisava
para mudar tudo e reaver minhas esperanças
ou uma palavra, quem sabe a palavra certa,
mas calaste...


Foram sempre tantas ausências
o meu amor tratado como impertinência
esquecido num canto, em pranto...
compreendi que te amo...
tanto!!!

Ciducha Seefelder

Santos, 29.08.2007

Poema inspirado na música interpretada

pela Zizi Possi...

"Ho capito che ti amo
Quando ho visto che bastava una tua frase
Per far sì che una serata come un'altra
Cominciasse per incanto a illuminarsi"

 

 

 

Saiba mais…

Por que...?

 
 
 
 
 
Por que?


Queria entender...
Algo foi pensado, falado... 
Algo mudou, certamente,
nada seria mais
como antigamente!
 
Meu rosto ficou no passado,
não veio com a alma,
insistente
para o presente...


Ainda vejo meus sonhos
 tão vivos dentro de mim!
Porém esquecidos.
relegados ao passado...
Eram sonhos irreais.
talvez demais...

Mas os fantasmas me perseguem,
por onde quer que eu vá!
São teimosos os meus fantasmas,
e não consigo escapar.
Me perseguem dia e noite,
de mãos dadas com a sua lembrança...

Então, diga-me: - Por que...?
Ciducha Seefelder


 

Saiba mais…

Vontade de você

 
 
 
 
 
Vontade de você
Ontem me fugistes 
como se te traido  houvera!!!
O desejo de ingressar
por entre teus poros...
É insistente...

Ontem me aparecestes
como se marcado tivéssemos...
Gostei.. te insinuavas o amor...
já tão inexistente,
Ausente tanto tempo...

Graciosamente eu me esquivava...
querendo.
Já me falha a memória.
Mas nunca o gosto dos sabores
que de ti possuo.

Tua força, tuas necessidades...
minhas também.
Teus anseios me pertencem...
Instalar-me, ficar, permanecer.
Sentir os calores que de ti emanam...
e ali ficar plantada, fincada, a te esperar.

Encostar-te no meu ventre,
sentir tuas mãos nos meus cabelos.
Voltar ao passado...
puxando-me...
Extasiar-me com teu olhar,
o brilho deles a me fitar,
pedindo-me, implorando-me...

Ler e reler
tuas queixas, teus ciúmes,
tuas carências e sentir essa vontade
impossível de querer
voltar ao passado!
 


 
Ciducha Seefelder
 
 

Saiba mais…

Leviandade

 
 
Leviandade
 
É preciso que eu desabafe,
em defesa do meu coração...
Ele não é culpado,
não tem ao menos que pedir perdão!
Pois tornou-se assim, tão leviano
lenta e sofridamente,
ao longo do tempo, ano após ano...
 

Foram tantas dores!
Tantas ausências
escoltadas pelo insano silêncio,
tantos bilhetes escritos com amor,
relegados ao torpor
do esquecimento...
 
Resolvi repensar a minha vida,
que diga-se de passagem,
está mais para o fim...
E o que eu fiz de mim?
 
Vou colocar ponto final,
num caso especial...
que eu sempre o chamei de amor,
meu doce e imensurável amor!
Não está sendo fácil...
e sei que doerá por muito tempo,
talvez para sempre... 

Acontece,
que eu redescobri a alegria de viver,
jogando pela janela, meus mais íntimos medos...
De muitos, eu já havia me livrado,
nas teias do meu sonho abandonado...
 
Mas às vezes, ainda me assombram,
porém sem terrorismo,
como se me advertissem:
 Você precisa, você merece ser feliz!
 
Nesses momentos, o meu recado,
segue sozinho querendo ser dado...
 
- Me tome para si,
matizando com seu brilho colorido,
com sua constante luz,
que aos confins dos céus já me conduz...
Deixe-me seguí-la, felicidade,
ainda que seja com
Leviandade
Ciducha Seefelder
 

Saiba mais…

Meu amor...onde estás?

 
 
 
MEU AMOR...ONDE ESTÁS?
 
 
 
Onde estás que não respondes?
Em que lugar te escondes?
Há muito te mandei um grito,
que desde então,percorre o infinito..
Onde estás,meu amor?
 
Teu nome foi um eco do passado,
um eco de soluços e prantos;
foi tudo que eu amei,
aonde assim resumi:
---Dores,prazer,ventura....
amor,encantos!
 
Por maiores que sejam,tenham sido
ou possam vir a ser
as vicissitudes da minha vida,
nunca se apagará da minha mente,
a lembrança do meu amor! 
 
Onde estás?
Ciducha Seefelder
 
 

 

Saiba mais…

Não importa...!

 

Enquanto a lua passeia lá no céu,
em mim,passeia uma saudade
misto de dor e ansiedade
onde o seu rosto é o personagem!
 
Você,que eu já tive nos meus braços
que reencontrei,sem nunca ter perdido
que vai morrendo aos poucos,
junto comigo...
nesse amor que faz tanto sentido!
 
A lua pára,pra chorar de vez em quando
e é quando eu vou,
ainda mais,morrendo e amando
como algum dia,na primeira vez...
 
Não nos dissemos adeus...
jamais!
E no entanto,é doce esse meu pranto
tentando lembrar onde ficou
em que estrela se perdeu,morreu...
o nosso encanto.
 
Não importa...!
Ciducha Seefelder
 
 
 
 
 

Saiba mais…

Faça outra vez

 
 
 
 
 
 
.
 
Faça outra vez!
 
Ainda que em sonho,
o olhar sereno,
de olhar inquieto... irrequieto!
Pousa outra vez
no meu ombro tenso,
sua mão amena
com que, suave,
aplacaste, tantas vezes,
minha alma intolerante!
Torne outra vez,
de alguma forma,
pois não se conforma
com sua ausência,
o meu jeito de ser

Faça-me mulher
outra vez!
De alguma forma
tome minha mão,
ensine-me novamente
o que não aprendi,
ou esqueci, não sei...
  
Não me negue o que preciso,
não me roube o juízo,
não me deixe assim...
às margens de mim.

Faça outra vez!
Como já me fez tantas vezes:
- Feliz!
Ciducha Seefelder
 
 

Saiba mais…

Meu vicio é você!

 
Meu vício é você!
 
Uma palavra apagou a luz
Fez-se o escuro infernal
Em que tudo emudece
Todos os meus demônios
Tomaram cômodo...
 
E tomo, sorvo em grandes goles
doses de você! 
 
Num instante fez-se a tempestade
Força natural que tudo abate
Mil tridentes, uma só alma
Em desalento e sustos
Sempre em quando, revividos...
 
E tomo,agora na veia,
(insaciável que sou)
outra dose de você!
Ciducha Seefelder
 
 
 
Saiba mais…

Deixarei?

 
 
 
Deixarei...!?
 
 
Deixarei...
que me desnudes...?
Meus pensamentos,
meus desejos
 minh'alma!
 
Deixarei que me ames
que me desperte
para o amor
tão inexistente de presença!
 
Deixarei que me ensines
todos os meandros da sedução..
e serei toda emoção!
 
Deixarei que me aqueças
que me enlaçe todos os abraços
que guardas pra mim...
e que espero tanto!
 
Deixarei que digas
o quanto me amas
e eu responderei:
sim... eu sempre te amei!
 
Deixarei...?
Ciducha Sefelder

Saiba mais…

Amigo é tudo!

 

 

Amigo é tudo!

 

Feliz daquele

que pode de mãos dadas

com um amigo

desabafar

e no seu ombro amigo

de alegrias e tristezas chorar!

 

Feliz daquele

que recebe o abraço,

quando tombado pela desesperança,

e pelo pesado cansaço,

encontra  o porto seguro de um amigo.

Feliz também

(e mais até...)

daquele que tem com quem

partilhar seus desejos e anseios

 

E ao sentir vontade

de sorrir ou de chorar,

no vazio do seu quarto

ou numa mesa de bar...

 

Nunca está só!

 

Ciducha Seefelder

Saiba mais…

Eu, você e a lua

 
 

Eu, você e a lua

Cubra meu sonho e meu corpo
tão carentes!
Prometo retribuir, ser sua!
Como a devassidão da lua
sempre tão nua
oferecendo-se ao sol!
Constante é a nossa busca
a busca do sem fim...
mesmo quando nossos delirios
saciam e comprazem
a você e a mim!

Ciducha Seefelder


 
Saiba mais…

Desejo

 

DESEJO
 
Estranho desejo esse
que perdura ao longo dos tempos,
 e nos faz brigar, relembrar, ansiar e,
 fazer com que, os sentidos se agucem,
a libido entra em erupção e,
 a vontade não morre,
o desejo cresce, e,
as lembranças se tornam aguçadas cada dia,
cada hora, e se transforma
em orgasmo, em loucura, em gritos e sussuros e
a vontade não deixa de existir,
renascendo sempre e sempre......
 
Ciducha Seefelder

Saiba mais…

Venha!

 

Venha!

Então...me enlaça

toma-me em teus braços...

roça teus lábios

nos meus...

Me acaricia

me toque

me excite...

Fita meus olhos

aonde com ternura

ficarei a tua procura

e

num frenesi louco

Me faça tua

Venha!

Ciducha Seefelder

Saiba mais…

Recordando ...(nossos melhores momentos)

 
 
Recordando...(nossos melhores momentos!)
 
 
I
...recordo-me vivamente do brilho
do seu olhar...
Lembro-me do seu abraço
naquele verão, entre todos
os verões...
em que comecei a lhe amar!
 
II
 
...lembro-me de ver seu rosto
através das lágrimas
quando percebi
que seria inútil
resistir a alguém tão determinado
a conseguir o que desejava,
mas porque era também
o único meio de provar
o seu amor
E antes que eu pudesse
destruir os remanescentes
de minhas defesas,
eu cedí...
 
III
 
 
...eu o amava... Jamais amara
qualquer outro homem antes e,
nunca amara outro depois
Ou eu o amava o suficiente
para fazer qualquer coisa
que o ajudasse, ou não
 o amava absolutamente.
Era simples assim...
 
IV
 
 
...será que nos perdemos
um do outro no tempo,
querido?
Mas isso é bobagem!
Estamos aqui, novamente juntos,
exatamente como em 1976
 
V
 
...a única diferença é que
agora, eu viajei para o lado
no tempo
Seja como fôr, como podemos
dizer que nos desencontramos,
se ainda nos amamos...
 
VI
 
...e ao amar você, superei
meu medo arraigado
de perdê-lo um dia...e,
pela primeira vez na vida
pude apreciar o fato
de termos nos reencontrado...
 
VII
 
...foi quando compreendí
que podia ter cometido
o erro de pensar
que nossa ligação estava
encerrada
Nada mais importava...
 
VIII
 
...tudo era irrelevante!
Sabia que você me pertencia ...e,
prometi a mim mesma
que me empenharia ao máximo
para conquistar o que
eu mais desejava no mundo:
Você!
Ciducha Seefelder
 
 
 

 

Saiba mais…

Para o meu menino...

 
 
 
 
 
Para o meu menino...

Querido filho... quatorze anos sem você... sem ouvir a sua voz... sentir seu abraço forte... sua risada gostosa...
Confesso que tenho me esforçado para não chorar
e nem me lamentar... você era o meu incentivador maior!
Adorava a minha alegria... em meus devaneios, ainda vejo você me acenando, me desejando uma boa viagem naquele dia sem nunca imaginar, que seria a nossa ultima vez juntos...
Se Deus quis me privar da sua companhia... o que posso fazer?
Hoje já estou de volta para a nossa cidade, e sempre que posso,
vou até o mar conversar com você, desabafar...
Meu consolo é saber que deixou um filho lindo, um pedaço de você!Às vezes me pego olhando pra ele e tentando voltar no tempo.
Você era tão parecido comigo... lembra?
Confesso só pra você, bem baixinho: cada dia que passa, morro um pouquino, tanta é a saudade!...
Eu precisava lhe dizer tudo isso hoje, por ser uma data tão triste para mim, mas vou colocar aqui a sua música, para que possamos, nós dois, deixar nossas almas envolverem-se nas notas desta canção maravilhosa, que era a sua preferida... eu espero que de onde estiver, possa sentí-la, tanto quanto eu.

Beijos da mamãe
Ciducha
 
 
 

Saiba mais…

Paixão passageira

 
 
Paixão passageira
 
Paixão passageira?
Passageira, sim!
 
Porque ela chega
como um furacão,
varrendo vontades,
mudando verdades,
ventando na vida...
 
Remexe nos sonhos,
arromba conceitos...
Paixão passageira
não pede passagem,
reclama direitos!
 
E quando se vai,
deixa suas marcas...
(indeléveis marcas)
em qualquer coração!
 
Paixão passageira...
tão grande, a que eu tive.
E quando partiu
 deixou saudades...
E ainda sinto o ardor,
da insana dor
que me provocou...!
Ciducha seefelder
 
Saiba mais…