Posts de Carlos de Campos Teixeira Junior (129)

Poeta e Escritor

Consciência do amar

Consciência do amar

Na experiência do Amor
Eu amo, nós nos amamos
Assim professamos tal "fé".

O outro é oportunidade,
Adentramos na individualidade
Essa é a nova realidade chamada Amar.

Isso é fundamental !
experimentar na prática
A capacidade de ser generoso
Com o outro totalmente diferente.

Para sentir se temos a capacidade
Exigida pelo Amor
Precisamos ser capazes de acolher.

O outro que aceito
É uma versão de mim
E que irá me complementar.

Com perguntas
Simples e profundas
O Amor exige nossa parte.

O que significa Amar ?
É assumir a responsabilidade com o outro
Com suas qualidades e defeitos.

Não se impor
Com suas perspectivas pessoais
Eis a resposta ! A mais verdadeira que se revelará.

Trazendo ao mesmo tempo Consciência abundante de mudanças
De ser o melhor.

Isso é o que dá sentido para a vida a dois.
Compreenda a dinâmica do Amor Entenda que a paixão passa.

O que fica ?
É o Amor com o compromisso.
Assim, o próprio Amor se revelará naturalmente.

Carlos de Campos

Saiba mais…
Poeta e Escritor

O demônio da mente

O demônio da mente

Maldita és tu ! Ó, culpa!
Que vem intoxicando o insano
Em irrealizáveis anseios.

Suas alianças são vazias, facilmente destruídas
Repleto de falhas e mentiras
Portadora da mais pura ilusão.

Mostra a tua verdadeira face!
Limitadas entre transtornos compulsivos
Rebele-se maldição.

Tua perversidade me assusta
Tuas drogas causam alucinações
Teu querer traz somente a morte.

Lastimável é vossa insensibilidade
Que embriaga toda a minha essência com tua prepotência
Maldita de minha existência.

Carlos de Campos

Saiba mais…
Poeta e Escritor

Ato solene

Ato solene

Quero teus lábios
Bem próximos aos meus
Como um sabiá
Em tua boca
Busco frutos para saciar-me a fome
E assim nutro-me
Alimento-me

Teus lábios úmidos,
Sedentos
Repletos de surpresas e delicadezas
Fonte donde flui Néctar embriagante

Teus beijos quentes
Incandescem um vulcão antes dormente
Felicidade sem limites
Então nos arrebata

Candura sem igual !
Saem do teu rosto raios de luz angelicais
De um fulgor
Que preferimos esconder.

Sou amante dos teus lábios !
O beija-flor de tua alma !
Da tua santa boca
Insinuante

E, entre ósculos
Dulcíficos
Meigamente e,
Por inteiro
Puramente de Amor me envolves

Carlos de Campos

Saiba mais…
Poeta e Escritor

Canção no exílio

Canção no exílio

Peculiar é nossa emoção
Repleta de harmonia e leveza
Muitas são as contradições.

Viver é atitude de herói
Que diante da luta eminente
Revela-se com seu poder amoroso.

Diante do absurdo
Das promessas não cumpridas
Incertezas cultivamos.

Silêncio e equilíbrio vêm
Quando apenas só existe a escuridão
A morte sempre nos espreita.

Nossa esperança
Oferta-se com a mão amiga !
A vitória, assim, nos é concedida !

A felicidade nos envolve
Em ternura e aconchego
Prelúdio de um belo existir.

Carlos de Campos

Saiba mais…
Poeta e Escritor

Picadeiro democrático

Picadeiro Democrático

Justiça social : eu te procuro
Como um asno ao alimento
Do nascer do sol até o seu descanso
Busco entre fortes, fracos e desempregados.

Eis que, tardiamente, te encontro
Entre a dureza e o gemido
Na pequena esperança de um suave sussurrar.

Uma frágil sociedade,
E gigantesca corrupção...
Ambas são esquemas da mais pura alienação.

O caos nos anuncia somente o que temíamos
De velhos tão canalhas
Que nos comiam.

E que simplesmente o versinho
Ilumine o dia inteiro
Levando à sociedade, a por fim ao picadeiro.

Carlos de Campos

Saiba mais…
Poeta e Escritor

Orbitando sem propósito

Orbitando sem propósito

As nossas escolhas nos permeiam...
O que dá sentido ao novo dia
Dia demasiado e tenso.

O momento é de reflexão...
Tudo é a mais pura ilusão
Repleta da mais plena solidão.

Orbitamos no vazio de sentidos...
Tão densa e distinta
Líquida e tinta.

Onde estamos...?
Onde chegamos...?
Sentido já dormente...

Carlos de Campos

Saiba mais…
Poeta e Escritor

Meritocracia

Meritocracia

Meritocracia abismo de indigentes
Prerrogativa desleal
Abutre da desigualdade social.

Desistimos de acolher...
Para fazer da vida um jogo em que, somente eu, quero e posso vencer
Alheio àqueles a quem a vida só trouxe sofrimento
Momento triste da nossa história.

Oh abastados e insensíveis !!!
Esbravejando do conforto de suas heranças
Oligarcas da indiferença.

Ouçam os gemidos dos inocentes
Dos escravos dos novos tempos
Que morrem aguardando por alguma justiça social.

Carlos de Campos

 

Saiba mais…
Poeta e Escritor

Orbitando sem propósito

 

Orbitando sem propósito

As nossas escolhas nos permeiam...
O que dá sentido ao novo dia
Dia demasiado e tenso.

O momento é de reflexão...
Tudo é a mais pura ilusão
Repleta da mais plena solidão.

Orbitamos no vazio de sentidos...
Tão densa e distinta
Líquida e tinta.

Onde estamos...?
Onde chegamos...?
Sentido já dormente...

Carlos de Campos

Saiba mais…
Poeta e Escritor

FUSÃO

Fusão

Essa tua energia...
Meu gozo, meu deleite...
Nossos corpos tremulando
Desejosos do prazer
Somos um só, bebendo da mesma fonte.
Nesse movimento eternizado
Sem tempo...
Sem morte...
Brindamos a vida !
Numa rima de êxtases...
Transbordamos a taça de nossas almas com o néctar desse Amor puro ! Transparente qual água em sua nascente.
Bebamos dessa fonte inesgotável !
Numa sinfonia ritmada...
Na dança dos nossos corpos...
Gemidos são acordes
Penetrando-nos os ouvidos Com suaves notas que se harmonizam no fundo de nossos corações.
Me tens por completo !
Sou teu !
Entregue !
Sem defesas !
Intensamente extasiado
Revelo-te meus mais inconfessáveis segredos
Devastas minhas florestas sombrias, enchendo com tua Luz !
Transgrida minhas regras...
Transponha meus limites...
Arejas os cômodos da minha casa empoeirada.
Sinto seus olhos me envolvendo em aconchego
Tua tez, teu calor,
Tua brisa suave que me refresca.
Teu sorriso de mulher repleto de candura
De sossego de lar
De mesa posta pra jantar
Hoje, meu amor te ofereço
Repartimos o pão
O endereço, dores e apreços
Almas ligadas.
Levemente te toco...
Meu beijo, meu abraço...
Te envolvo, te enlaço...
Loucas viagens !
Explorando corpo e mente.
Descendo vales encantados...
De flores silvestres adornados !
Deitamos em úmida relva
E nos elevamos às mais altas cordilheiras em delirante torpor.

Carlos de Campos

Saiba mais…
Poeta e Escritor

Orquestra do sucesso


Orquestra do sucesso

O sonho é realidade !
Permita -se experimentá-lo !
Mudanças vão acontecendo...

Sem medo nenhum,
Irá conquistar.
Realize sua aposta de vida e tenha um futuro feliz.
Pois, tua é a vitória !

Felicidade ímpar !
Alegria repleta de harmonia !
Sucesso pleno na existência !

Saboreie o elixir da natureza !
Quão adorável será
Momento extasiante do ser.

Carlos de Campos

Saiba mais…
Poeta e Escritor

Mãe

Mãe

Em uma noite quente e estrelada
Nossas vidas se encontraram
Hoje, existe harmonia em nós
E tudo se tornou tão perfeito... presente... intenso.

Um verdadeiro laço de afeto, é o que vivemos e somos
Ah... Nossas almas !!!...
Quão desejosas Experimentam o momento...

Tua alma materna de poder e majestade !!!
O teu amor cativante
Mergulhando-me num êxtase de cuidados...

Sorrimos sozinhos de nossas aventuras
Recordando nossas atitudes inconsequentes,
Assim...o Amor tudo nos revela.

Mulher delicada e forte
Mãe e amiga
Poderosa e feminina.

De beleza exuberante
Trabalho intenso
Mulher de nossa historia!!!

Carlos de Campos

 

Saiba mais…
Poeta e Escritor

Dínamo

Dínamo

Desde muito tempo vivemos longe do Amor.
Somos totalmente atrofiados em reconhecê-lo
Incapazes de nos deixarmos transformar por ele
E transformar o mundo ao nosso redor.

Ecoam aos ventos,
O admirável ressurgimento !
E, tão pouco não demora para o coração sufocar em si.

A decisão é fundamental !
Para futuramente não nos machucarmos
Que a transparência venha em primeiro lugar.

Sublime e eterno é teu nome !
Belo e essencial
Às entranhas dos enamorados !
É fartura no agreste de nosso Ser.

O Amor rompe grilhões !
Elimina o tédio da Alma
Lugar de plena comemoração.

Em uma sociedade desprovida desse sentimento
Geradora de ódio e ilusão,
Ter atitude amorosa , hoje, é a única opção.

Da mais pura elevação
Do sublime menor ato,
Em direção ao Amor...
Em direção à Felicidade.

Carlos de Campos

Saiba mais…
Poeta e Escritor

O essencial nos habita

O Essencial nos Habita

O precioso valor que temos da vida
Nos faz dedicarmos o tempo para sermos felizes
No lugar em que nos encontramos.

O Amor nada pode fazer
Quando o coração não toma a decisão
Permitindo a transformação.

Cabe a cada um de nós
Reaprender a amar o outro
Mesmo que existam tantas diferenças.

A sociedade vive a plenitude da loucura
Por ter esquecido de comprometer-se com o essencial.
Por ter abandonado a beleza do "ser gente".

O ódio roubou o trono do Amor !
Vilependiou a harmonia do bem viver
Enforcando-o por não compreendê-lo.

Carlos de Campos

Saiba mais…
Poeta e Escritor

Brasil o país do passado

Brasil o país do passado

O pessimismo instalou-se...
No âmago da sociedade brasileira
Políticos não dão a mínima
Nós só precisamos resistir!

Lutaremos e resistiremos!
Sim, trabalho laborioso
Quando muitos estão alienados
Ações violentas, reflexo das emoções.

Em meio a corrupção vivemos
Dos atos indigestos nós apoiamos
Responsabilidas simplesmente ignoramos
Ser responsável é o que nos falta.

Carlos de Campos

Saiba mais…
Poeta e Escritor

Oásis da Ética

Oásis da Ética

Nunca diga : tenho medo !
Ou, que talvez a vida lhe seja ingrata
Observe que, adiante, existe um oásis de respostas
Respostas determinantes à sua vida.

O que nos mantém em equilíbrio é a esperança de dias melhores
Dias em que a honestidade possuirá todo o ser
Dias em que a maneira de ver o mundo nos conduzirá ao êxtase do Amor
E quando tudo isso começar a acontecer, não resista !
Insista em ser pleno no Amor e na Verdade.

Os delinqüentes irracionais reagem com extrema violência.
Os amantes da existência reagem com singeleza de Amor.
Os pacíficos reagem com justa medida.

O Amor vencerá !
O ódio já sucumbiu em si !
Eu e você somos as sentinelas da Ética !
Eu e você somos quem sente e participa do poder transformador do Amor !
Onde tudo se renova !

Carlos de Campos

Saiba mais…
Poeta e Escritor

Escondendo-se da Verdade

Escondendo-se da Verdade

A vida vem sustentada por um fio...
Repleta de beleza que pouco nos sensibiliza
Turvas são as nossas apegadas ilusões.

Suavidade sem limites
De importância delicada
Em que o desenvolvimento natural é vida.

-Ânimo ! Aconselha-me o passarinho !
Há alegria no viver,
Pura e simplesmente !

A jovialidade, são dias que se vão...
Imbuída de imaturidade
Que nos deixa com a cabeça fora do lugar.

O desejo de sonhar não satisfaz !
Denúnciando o desequilíbrio que se instala
Reflexo dos que se escondem de si.

Carlos de Campos

 

Saiba mais…
Poeta e Escritor

Celebração da Vitória

Celebração da Vitória 

Ganho a sustentação no perdão
Otimismo no viver
Dedicação, terreno sempre fértil à vida.

Procuro no interior do ser
Motivos de sempre renovar,
Quando tudo nos aparesenta como mera ilusão.

Redescubro o amor!
Orquestrado com acuidade
Para sobressair aos tempos ruins.

A liberdade é o grito do amor!
É a beleza da redenção!
É a denúncia a humanidade pervertida.

Carlos de Campos 

Saiba mais…